Booking.com

 
 
 

Férias no Chile

País de contrastes e grande beleza, o Chile é um dos melhores destinos de Férias na América do Sul onde diversidade é a palavra de ordem.

 

Para além de oferecer aos suas visitantes uma sensação de segurança única dispõe de imensas atrações que certamente proporcionarão umas férias esplêndidas, sejam elas de aventura ou simplesmente prazer.

 

Santiago do Chile

Férias em Santiago do Chile

 

Férias em Santiago do Chile

Santiago, a capital e o centro cultural, administrativo e financeiro do Chile é um dos pontos de visita obrigatório durante as suas férias no Chile.

Santiago do Chile

Com mais de 5 milhões de habitantes, Santiago concentra 35,9% da população total do país. É considerada como a cidade da América Latina com melhor qualidade de vida e é sede dos principais organismos governamentais, financeiros, administrativos e comerciais do Chile.

Santiago do Chile

Situa-se junto à Cordilheira dos Andes e é atravessada de leste para oeste pelo rio Mapocho. A capital chilena está rodeada por colina nos quase 40 quilómetros quadrados de superfície que ocupa, adquirindo um aspeto único.

 

 

Atacama

Férias no Deserto de Atacama no Chile

O deserto do Atacama localiza-se na região norte do Chile. Com cerca de 200 km de extensão, é considerado o deserto mais alto e mais árido do mundo, pois chove muito pouco na região, em consequência das correntes marítimas do Pacífico não conseguirem passar para o deserto, por causa de sua altitude. Assim, quando se evaporam, as nuvens húmidas descarregam o seu conteúdo antes de chegar ao deserto, podendo deixá-lo durante épocas sem chuva. Esta a razão da sua aridez.

 

As temperaturas no deserto variam entre 0ºC à noite e 40ºC durante o dia. Em função destas condições existem poucas cidades e vilas no deserto; uma delas, muito conhecida, é San Pedro do Atacama, que tem pouco mais de 3 000 habitantes e está a 2 400 metros de altitude. Por ser bem isolada é considerada um oásis no meio do deserto e o principal ponto de encontro de viajantes do mundo inteiro, fotógrafos, astrónomos, cientistas, pesquisadores, motociclistas e aventureiros. Aqui, podem-se encontrar casas tipicamente coloniais, praças, igrejas centenárias e museus.

 

As principais atracões da região de Atacama são de cariz natural, nomeadamente o Salar de Atacama, o Vale da Lua e da Morte, os Géisers del Tatio (jatos de vapor de dez metros de alto, que ultrapassam os 85 graus centigrados) e os Geoglifos (enormes desenhos que se podem observar nas ladeiras das colinas).

 

 

Puerto Montt

Puerto Montt

Capital da Região de Los Lagos é a maior cidade com 160.000 habitantes, tornando-se assim umas das mais importantes a sul de Santiago e servindo como base para as mais diversas atividades turísticas.

 

Puerto Montt é o mais importante porto que serve de partida para toda a navegação para sul pelos fiordes até ao Chile austral.

Puerto Montt é igualmente o ponto de partida para o turismo na região dos lagos e vulcões que tem como destaques o Parque Nacional Puyehue, onde se situa o Vulcão Casablanca, e o Parque Nacional Vicente Perez Rosales, onde fica o Vulcão Osorno, os saltos de Petrohué e o Lago Todos os Santos ou Esmeralda, cuja navegação conduz a Peulla.

 

A fundação de Puerto Montt iniciou-se em 1850 por imigrantes alemães. As principais atracões da cidade incluem a Catedral, construída em pinho em 1856, a Igreja Jesuíta, o Centro de Arte Diego Rivera, o Monumento à Colonização Alemã e vários miradouros que permitem vistas bonitas sobre a Baía Reloncaví.

 

Chiloé

O arquipélago misterioso de Chiloé localiza-se no sul do país e é uma das áreas mais fascinantes do Chile. O esplendoroso vulcão Corcovado, que em dias claros se pode ver a cúpula, o seu mar esplêndido e a sua fauna rica, fazem deste arquipélago um local de grande atracção turística.

 

 

Punta Arenas

Puta Arenas

Punta Arenas é uma cidade e porto do Chile. Capital da XII Região. Está localizada na Península de Brunswick e nas proximidades do Estreito de Magalhães, na Patagónia, fundada no antigo local do Forte Bulnes em 18 de Dezembro de 1848.

Antes da abertura do canal do Panamá em 1914 foi o principal porto na navegação entre os oceanos Pacífico e Atlântico devido à sua localização geográfica. Atualmente é o ponto de partida para a maioria dos cruzeiros que tem como destino a Antárctida.

A sua economia é baseada principalmente em atividades portuárias e de serviços.

 

Parque Nacional Torres del Paine

Parque Nacional Torres del Paine

Localizado na Região de Magalhães ao sul da Patagónia chilena, o Parque Nacional Torres del Paine é um dos espetáculos mais impressionantes do sul do Chile e um dos lugares prediletos dos amantes da natureza. Fundado como parque no final da década de 1950, foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1978. Tem aproximadamente uma área de 242.000 hectares, na qual se encontra a cadeia montanhosa Del Paine, com as mundialmente famosas Torres del Paine. Lagos, rios, cascatas e glaciares estão em perfeita harmonia no parque.

Parque Nacional Torres Del Paine

 

Ilha da Páscoa

Ilha da Páscoa

A Ilha foi descoberta pelo holandês Jacob Roggeveen no dia 5 de Abril de 1772, Domingo de Páscoa, daí o seu nome de batismo que permanece até aos dias de hoje. Ele encontrou uma população enfraquecida, devido às sucessivas guerras entre clãs, pelo poder e pelos parcos recursos naturais da ilha. Apesar de serem parentes, os vencidos, não eram poupados e alguns sofreram atos de canibalismo. A varíola surgiu com os primeiros contactos dos europeus, na primeira metade do século dezanove, deixando vivos apenas 111 nativos.

 

A origem dos primeiros habitantes é incerta, alguns investigadores afirmam que navegadores tahitianos aportaram aqui, depois de vários meses perdidos no mar. Mas outros afirmam que poderiam ser americanos da cultura pré-incaica. Contudo, descobertas de anzóis, arpões (e outros utensílios), a língua indígena, os Moais e o ADN analisado tirado de doze esqueletos enterrados, leva a concluir que, de facto, a sua origem possa ser da Polinésia e regista-se a possível ocupação da ilha por volta de 300-400 d.C.

 Ilha da Páscoa

O rongorongo era o seu sistema de escrita, que ainda não foi decifrado. Os Moais, suas estátuas gigantescas, fixam a costa como sentinelas eternos. Estas estátuas têm entre 5 a 21 metros de altura e personificam os chefes fundadores das dez tribos da ilha. Muitas tiveram que ser transportadas de grandes distâncias, para junto do mar. Perto do vulcão Ano Raraku, várias delas estão espalhadas pelo chão, indicando que deixaram de ser produzidas de repente...

 Ilha da Páscoa

É muito comum os ilhéus chamarem à ilha, ao seu povo e à sua cultura de Rapanui, contudo esse termo só foi introduzido na ilha no século dezanove, por navegadores tahitianos, que acharam a ilha parecida na forma e dimensão, com a ilha de Rapa na Polinésia. Esta ilha é de origem vulcânica e tem a forma triangular, localiza-se a sul do oceano Pacífico, nos limites da Polinésia Oriental. A sua geografia sempre representou grandes desafios para os seus colonizadores (como ainda é hoje). O seu clima é demasiado quente para os europeus e demasiado frio para os polinésios, sendo igualmente bastante ventoso e o mar demasiado frio para a formação de corais e por este motivo não há muitas espécies de peixe. A chuva apesar de abundante infiltra-se rapidamente no solo poroso vulcânico, havendo portanto, limitação de água potável. Somente com muito esforço os insulares conseguem água suficiente, para beber, cozinhar e cultivar.

 

A ilha pertence ao Chile desde 1888 e é uma das 7 Maravilhas do Mundo.

 

Mapa do Chile

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 96 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking