Booking.com

 
 
 

Férias em Pequim

PequimCapital da Republica Popular da China, centro político e económico e cultural, a cidade de Pequim, mundialmente conhecida pela sua cultura milenar, é um dos excelentes destinos de férias neste país asiático.

Férias na China / Pequim, a mega-capital da China

 

Como Chegar a Pequim

Aeroportos em destaque em Pequim:

Aeroporto Internacional da Capital de Pequim (PEK) 24,8 km

Beijing Nanyuan Airport (NAY) 13,6 km

Procurar Voos baratos para Pequim

 

 

Onde Ficar em Pequim

 

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Pequim

banner 320x50 ptNuma oferta de alojamento coerente com a população, Pequim conta com cerca de 1378 propriedades de alojamento hoteleiro divididos em Hotéis com piscina, Hotéis de Negócios, Hotéis para Famílias, Hotéis de Luxo, Apartamentos, Estalagens, Hotéis Design, Hotéis para Turistas de Mochila às Costas, Hostels, Apart-hotéis, Hotéis Românticos, Hotéis com Spa, Quartos em Acomodações Particulares, Alojamentos Locais, Hotéis Cápsula e Alojamentos de Acomodação e Pequeno-almoço. Perante tal variedade não é difícil encontrar o alojamento que vá de encontro às suas expetativas e orçamento, o difícil mesmo será escolher a localização.

 

Imagine uma Cidade ou metrópole com o dobro da população portuguesa Cuma área que corresponde apenas a 18% do território nacional… uma verdadeira loucura, é Pequim, a capital da China.

Com uma população total estimada em 20 150 000 habitantes (vinte milhões, cento e cinquenta mil), segundo estimativa de 2013 e mais de 3.000 anos de existência, Pequim é uma das 5 capitais mais antigas da China e a segunda cidade com maior numero de habitantes, apenas superada por Xangai.

As dinastias Liao, Jin, Yuan, Ming e Qing respectivamente, consideraram Pequim como capital durante um período de mais de 800 anos. Em 01 de Outubro de 1949, proclamou-se a fundação da Republica Popular da China.

 

Para além da verdadeira aventura que é percorrer algumas das ruas e zonas de Pequim, devido ao constante movimento e aglomerado de pessoas, Pequim conta com um elevado numero de atrações que apaixonam qualquer visitante, fazendo mesmo esquecer o elevado nível de poluição da cidade.

 

O que fazer em Pequim

Difícil mesmo é gerir o que fazer durante o tempo da sua estadia de férias em Pequim uma vez que há muito para ver e para fazer.

Certamente que qualquer visitante escolhe as principais atrações: O Palácio Imperial ou Cidade Proibida, a Praça Tian Anmen, o Palácio de Verão, a A Grande Muralha da China ou parte dela, os Túmulos da Dinastia Ming, O Templo do Céu, o Templo Yonhegong e o Templo de Confúcio mas…pelo caminho existem muitas distrações e muitas outras atrações onde certamente irá perder tempo.

Nada como planear a visita a uma atração em cada dia e depois ocupar o tempo que sobrar (se é que vai sobrar tempo) a vaguear pela cidade em busca das distrações. De modo a organizar as suas visitas diárias ás atrações de Pequim, deixamos aqui a melhor seleção de excursões e atividades que poderá reservar antecipadamente.

 

Excursões

 

 

Locais de interesse em Pequim:

Atracções: Temple of Heaven, Jingshan Park, Parque Beihai, Temple of Earth

Centros de convenções: China World Trade Center, China International Exhibition Center, Olympic Green Convention Center, China National Convention Center

Estações de comboios: Beijing Railway Station, Beijing West Railway Station, Beijing North Station

Estações de metro: Estação Jianguomen, Xidan Station, Qianmen Station, Wangfujing Station, Guomao Station, Dengshikou Station, Yonganli Station, Tiananmen West Station, Tiananmen East Station.

Estádios ou arenas: Beijing National Stadium - Bird Nest, Mastercard Center

Locais de interesse: Forbidden City, Praça Tiananmen, Yonghegong Temple, Great Hall of the People, China Central Television Tower, Beijing Zoo, Beijing Financial Street

Museus: National Museum of China, Capital Museum

Teatros: National Grand Theatre

Áreas comerciais: Silk Street Market, Xidan Shopping District, Oriental Plaza, Sanlitun Village, Yansha Youyi Shopping City, The Place, Solana Lifestyle Shopping Park, Xidan Joy City

Áreas de negócios: Beijing Central Business District

Áreas populares: Rua Wangfujing, Qianmen Street, Nan Luo Gu Xiang, Shichahai Area, Dashilan Street, Houhai Bar Street, Guijie Street, Beijing Hutong, Sanlitun Barstreet

 

 

Distritos de Pequim: Centro de Pequim, Hai Dian, Xicheng, Chaoyang, Dongcheng, Fengtai, Houhai, Sanlitun, Zhongguancun, Wangjing, Wangfujing Shopping Area, Olympic Village, Jinsong Panjiayuan, Qianmen, Financial Street, Yizhuang, Xidan, Yansha, Beijing City Centre, Wudaokou, Shuangjing

 

As principais atrações turísticas de Pequim:

Muralha da China

Muralha da China

A Muralha da China é o maior símbolo da antiga engenharia Chinesa e é uma das estruturas mais famosas do mundo. Foi construída com o intuito de proteger a região norte do império chinês contra invasões da Mongólia. A Muralha foi nunca eficaz contra a invasão Mongol, mas a ameaça foi encerrada de qualquer maneira, quando os povos nômades mongóis foram convertidos e assimilados. Um passeio pela Muralha da China levará você diretamente à Dinastia Ming, além de oferecer paisagens deslumbrantes dos arredores.

Excursões

 

 

 

Grande Muralha em Mutianyu

Grande Muralha em Mutianyu

Localizada a 90km ao nordeste de Pequim, a Grande Muralha em Mutianyu foi restaurada em 1986, depois que a popularidade da seção em Badaling aumentou. Esta seção da Grande Muralha inclui um segmento comprido, plano e sinuoso ao longo das colinas densamente florestadas da região. Este segmento se estende por 2,5 km, com 22 torres de observação espalhadas pelo caminho, que lhe permite caminhar seguindo a parede por mais de uma hora, às vezes sozinho.

Se você tiver um dia inteiro sobrando para uma excursão pela Grande Muralha, o segmento de Mutianyu é uma boa escolha. É menos lotado do que Badaling, mas ainda é facilmente acessível e incrivelmente cênico, especialmente em um dia nublado. Os visitantes podem subir até o topo, com seções em bom estado e corrimãos por todo o caminho, ou pegar um teleférico. Quando estiver pronto para voltar, pegue o teleférico de volta até a base ou vá de tobogã.

Excursões

 

 

 

Cidade Proibida

Cidade Proibida

Base histórica dos imperadores Ming e Qing, ninguém podia entrar ou sair da Cidade Proibida sem permissão. Localizada no meio de Pequim, na China, este patrimônio da UNESCO agora abriga o Museu do Palácio, com quase 1.000 quartos em mais de 800 prédios. Você tem a oportunidade de sentir como era a vida imperial e visitar parte da maior coleção de estruturas de madeira antigas do mundo.

Excursões

 

 

 

 

Palácio de Verão (Yiheyuan)

Palácio de Verão (Yiheyuan)

O Palácio de Verão - também conhecido como Yiheyuan - foi construído em 1750. Na época, foi chamado de Jardim das Ondas Claras, e era um oásis à beira do lago, onde a corte real desfrutava de um refúgio de verão da poeira e do calor da Cidade Proibida.

Ele foi arrasado duas vezes por exércitos estrangeiros e completamente reconstruído, mais extensivamente pela imperatriz Cixi, no século XIX. Para financiar seus projetos, ela teria desviado muito dos fundos destinados à marinha chinesa. Ironicamente, um de seus grandes marcos era um barco de mármore que fica na beira do lago.

A área foi declarada um parque público em 1924. Hoje em dia, os 290 hectares dos 'Jardins da Harmonia Cultivada' são imensamente populares entre os turistas e nativos.

Os jardins abrigam templos, passarelas cobertas, pavilhões e pontes. A Colina da Longevidade, uma das principais atrações do jardim, foi construída com a terra escavada quando o lago foi estendido.

Excursões

 

 

 

 

Tumulos da Dinastia Ming (Ming Shisan Ling)

Tumbas Ming (Ming Shisan Ling)

Os Tumulos da Dinastia Ming, ou Ming Shisan Ling, estão localizadas fora do centro de Pequim e são o lar de túmulos e mausoléus do imperador Yongle.

Atualmente, esses túmulos são um Património Mundial da UNESCO, e são listados como parte dos objetos de Patrimônio Mundial, as Tumbas Imperiais das Dinastias Ming e Qing.

O Imperador, que construiu a Cidade Proibida, também escolheu o local para estes mausoléus de acordo com a arte de Feng Shui. Na era Ming, este vale isolado ao norte de Pequim foi fechado para visitantes e fortemente vigiado. O terreno era considerado tão sagrado que nem mesmo um imperador poderia montar seu cavalo por lá. Três tumbas são abertas ao público; apenas uma, a Dingling, foi escavada (infelizmente, seus artefatos estão bastante danificados). Os outros dois túmulos são mais atmosféricos. O destaque da experiência provavelmente é o Spirit Way, o longo caminho para os mausoléus.

Excursões

 

 

 

 

Praça da Paz Celestial (Tiananmen Guangchang)

Praça da Paz Celestial (Tiananmen Guangchang)

Mao construiu a maior praça do mundo para ostentar a épica escala do projeto comunista. Esta praça é delimitada pelos Museus de História Chinesa e Revolução Chinesa, pelo Grande Salão do Povo, e pelo mausoléu do presidente Mao.

Em 1989, comícios pró-democracia terminaram no massacre de manifestantes nas ruas, mas Tianamen continua um lugar movimentado e reluzente.

Excursões

 

 

 

 

Templo do Céu (Tian tan)

Templo do Céu (Tian tan)

Um templo Ming, o Templo do Céu (ou Tian tan) foi construído pelo imperador Yongle - o mesmo que construiu a Cidade Proibida - como um palco para os rituais importantes apresentados por ele, ou o 'Filho do Céu'. Entre estes estavam a súplica aos céus por uma boa colheita e a cerimônia de solstício de inverno, que deveria garantir um ano favorável para todo o reino.

Naquela época, acreditava-se que o céu era redondo e a terra era quadrada, então a arquitetura da estrutura (redonda, com bases quadradas) e o layout do parque (quadrado na extremidade do Templo da Terra e arredondado na extremidade do Templo do Céu) refletem esta crença. Os prédios são ricos em detalhes simbólicos - variações do número nove, que representava o imperador; vidros coloridos que representam o céu e a terra; e pilares que representam os meses do ano, as estações e tempo. Há também 'pedras de eco' onde você pode parar e ouvir a sua voz ecoando.

Excursões

 

 

 

 

Grande Muralha de Jinshanling até Simatai

Grande Muralha de Jinshanling até Simatai 

Jinshanling e Simatai são duas das partes mais remotas e menos restaurados da Grande Muralha perto de Pequim. Visitantes que buscam uma experiência mais natural na Grande Muralha, sem os ônibus e multidões de turistas tirando fotos a cada passo, planeje fazer a caminhada entre essas duas partes da muralha.

O segmento entre Jinshanling e Simatai se estende por aproximadamente 10 km, passando por muitas partes da parede esquerda não restaurada desde a construção original da muralha.

De Jinshanling, leva cerca de 4 a 5 horas para fazer todo o caminho a pé até Simatai, passando por 43 torres de observação em diferentes estados de conservação. Jinghanling, o ponto de partida para a caminhada, fica a 130 km ao nordeste de Pequim. Comece cedo para garantir que você terá tempo suficiente de concluir toda a caminhada.

Excursões

 

 

 

 

Grande Muralha da China em Jiankou

Grande Muralha da China em Jiankou

Considerada por muitos a parte mais pitoresca da Grande Muralha da China, a seção de Jiankou fica 70 quilômetros ao nordeste de Pequim. Esta parte da muralha não sofreu restaurações como as seções mais populares, e por isso tem uma aparência selvagem que muitos visitantes acham mais atrativa. Ônibus turísticos raramente vêm aqui, então você não precisará competir com as multidões para aproveitar a experiência.

Esta seção da muralha foi originalmente construída durante a dinastia Tang, mas foi, logo depois, fortemente reformada durante a dinastia Ming, e se estende ao longo de 14,5 quilômetros por penhascos íngremes e irregulares. Ao contrário das seções da muralha mais próximas de Pequim, que foram feitas principalmente de tijolo, a muralha em Jiankou é feita de dolomita local, tornando-se muito mais resistente do que outras seções. Se optar por visitar a Grande Muralha em Jiankou, reserve um dia inteiro para o programa, venha de tênis e se prepare para subidas íngremes.

Excursões

 

 

 

 

Grande Muralha da China em Juyongguan

Grande Muralha da China em Juyongguan

Situada 59 km ao noroeste de Pequim, a Grande Muralha em Juyongguan é, ao mesmo tempo, a mais convenientemente localizada para quem vem da cidade e a mais historicamente significativa. Devido à sua posição próxima de Pequim, a seção da muralha em Juyongguan foi de grande importância estratégica, e batalhas foram travadas aqui contra invasores mongóis, Jurchen e japoneses ao longo dos anos.

A seção restaurada da muralha em Juyongguan exige que você suba degraus íngremes e muitas vezes irregulares, mas os pontos de vista da parte de Badaling serpenteando ao longo das colinas recompensam o esforço. É em Juyongguan que você vai encontrar a Cloud Platform (Yun Tai), uma plataforma de mármore branco construída durante a Dinastia Yuan como a base para três estupas. Apesar de os estupas e o templo budista construído sobre a plataforma terem sido incendiados, você ainda pode ver as esculturas e inscrições dentro de um túnel na plataforma.

Excursões

 

 

 

 

Comboio de Alta Velocidade de Pequim

Trem Bala de Pequim

A China é o lar da maior rede mundial de trilhos de alta velocidade, e muitos deles conectam Pequim a outros destinos de destaque na China. A rota mais longa se estende por todo o caminho ao sul de Pequim até Guangzhou, e no limite de velocidade, o trem atinge 300 quilômetros por hora.

O que antes era uma jornada de no mínimo 9 horas entre Pequim e Xangai, hoje em dia leva pouco mais de cinco horas com o trem bala. São cerca de 5,5 horas para chegar a Xian de Pequim, fazendo com que o trem bala seja uma alternativa mais econômica do que voar - e tão rápida quanto, já que você precisa fazer check-in e passar pelos controles segurança. Os trens são silenciosos, rápidos e eficientes, e a viagem oferece a oportunidade de ver um pouco da zona rural chinesa, raramente vista pelos turistas que optam por voar. Você pode comprar passagens para o trem bala até 10 dias antes de sua viagem. Lembre-se de verificar qual é a sua estação de partida, pois Pequim tem várias estações.

Excursões

 

 

 

 

Show A Lenda do Kung Fu

Show A Lenda do Kung Fu

O show A Lenda do Kung Fu, no Red Theater de Pequim, conta a história de um jovem monge que sonhava um dia se tornar um mestre de Kung Fu. A história do menino é contada através de Kung Fu, dança e acrobacia chinesa encenadas pela principal empresa de produção teatral do país.

Os melhores praticantes de Kung Fu de toda a China são mostrados na produção, e a idade média dos artistas é de apenas 17 anos, uma prova do talento deles. Enquanto a produção de 80 minutos não tem nenhum diálogo, uma tela acima do palco conta a história (com legendas em inglês) para ajudar os visitantes estrangeiros a entenderem; pois a maioria dos turistas chineses já estão familiarizados com o conto. O show estreou no palco do Red Theater em 2004, e o teatro apresenta uma ou duas performances diárias desde então. Como o show é popular entre os turistas chineses e internacionais, e é muitas vezes incluído em alguma excursão, é melhor reservar os seus bilhetes com alguma antecedência.

Excursões

 

 

 

 

Grande Muralha da China em Badaling

Grande Muralha da China em Badaling

Poucas listas de desejos estão completas sem um passeio ao longo da Grande Muralha da China - uma das Novas Maravilhas do Mundo e Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1988 -, e a seção mais popular é a de Badaling. Muitas vezes visitada em um dia de viagem de Pequim, Badaling foi a primeira parte da muralha a abrir para os turistas em 1958 e atualmente atrai até 10 milhões de visitantes por ano.

Construída em 1502, durante a dinastia Ming, a muralha em Badaling se estende por 3,7 quilômetros ao redor da montanha Jundu, alcançando uma altitude de mais de 1.000 metros e abrangendo quase 6 metros em seu ponto mais largo - o suficiente para 5 cavalos galoparem lado a lado. A popularidade de Badaling faz com que ela seja frequentemente dominada por grupos de turismo, mas ainda há muitas boas razões para visitar - não só Badaling é a seção mais cuidadosamente restaurada da muralha e oferece uma vista magnífica, mas é a parte mais facilmente acessível, através de um teleférico.

Excursões

 

 

 

 

 

Mercado de Pérolas (Hongqiao Market)

Mercado de Pérolas (Hongqiao Market)

Para uma experiência de compras exclusivamente local, passe algumas horas no Mercado de Pérolas de Pequim (Hongqiao Market). O mercado é famoso por seus três andares de comerciantes que vendem fios de pérolas de todo o mundo, e é o maior mercado de pérolas do país, onde você vai encontrar itens de água doce ou salgada em quase todas as formas, tamanhos, cores e preços imagináveis. Se você quiser comprar pérolas de boa qualidade, pesquise sobre o que você está procurando antes de ir, pois a qualidade varia bastante.

Mas contradizendo o seu nome, o Mercado de Pérolas oferece mais do que apenas pérolas. Os três andares inferiores abrigam um enorme mercado de frutos do mar, onde muitos dos principais hotéis e restaurantes de Pequim vêm para comprar o que servem aos seus clientes. No térreo, você vai encontrar produtos eletrônicos e relógios, e, no segundo andar, sedas, roupas de marca, sapatos, bolsas e malas. O hábito de pechinchar é comum em todo o mercado.

Excursões

 

 

 

 

Templo Lama (Yonghegong)

Templo Lama (Yonghegong)

O Templo Lama (Yonghegong), um dos mais importantes templos budistas tibetanos do mundo, surgiu no final do século 17 como uma residência para eunucos. Depois, ele se tornou a residência de um príncipe da dinastia Qing e quando este ascendeu ao trono, acabou virando um mosteiro. O corpo do imperador foi retornado para cá após a sua morte - motivo pelo qual os telhados são de azulejos amarelos, reservados para a realeza.

No interior, você encontrará cinco grandes salas bem decoradas com estátuas de Buda em várias encarnações, murais e esculturas. A mais impressionante das estátuas é o Meitraya (o Futuro Buda), que se eleva por 18 metros e é feito de uma única peça de madeira de sândalo branca.

Excursões

 

 

 

 

Hutongs de Pequim

Hutongs de Pequim

Os hutongs de Pequim oferecem um vislumbre de como a cidade costumava ser antes de os arranha-céus começarem a dominar o horizonte. Um hutong é um beco estreito formado pela confluência de pátio residenciais. Quando você ouve as pessoas falarem de "hutongs", muitas vezes elas estão se referindo às vizinhanças formadas por essas vielas.

O desenvolvimento acabou com muitas dessas vizinhanças tradicionais, mas algumas foram preservadas, principalmente aquelas em torno da Torre do Sino e da Torre do Tambor. Estes hutongs, perto da Cidade Proibida, são espaçosos e ordenados do tipo que pertenciam aos aristocratas e trabalhadores de alto escalão. Os hutongs mais pobres de Pequim são bem mais casuais e estreitos, mas ainda são uma importante parte da história da cidade. Cada hutong tem seu próprio nome - às vezes muitos nomes - e suas próprias histórias.

Excursões

 

 

 

 

China World Trade Center

China World Trade Center

Em nenhum lugar a rápida modernização da China é mais evidente do que em Pequim, no China World Trade Center. Concluído em 2010, o complexo abriga o mais alto arranha-céu de Pequim, o China World Trade Center Tower III, bem como hotéis de luxo, complexos comerciais, apartamentos, áreas para convenções e salas de escritórios.

Todo o complexo também é representativo da abertura da China para o resto do mundo. O China World Mall, localizado dentro do China World Trade Center, foi um dos primeiros lugares a vender produtos de marcas importadas no país. O China World Exhibition Hall já recebeu várias feiras de alto perfil desde a sua abertura. Do ponto de vista turístico, o China World Trade Center talvez seja mais conhecido como o lar do China World Hotel, a acomodação de luxo de Shangri-La. Para os mais consumistas, o China World Mall abriga uma pista de patinagem no gelo, bem como lojas de marcas como Cartier, Prada, Gucci e E. Zegna.

Excursões

 

 

 

 

Parque Jingshan (Yingshan Gongyuan)

Parque Jingshan (Yingshan Gongyuan)

Jingshan (Yingshan Gongyuan), um espaço verde no coração de Pequim e lar de uma das poucas colinas da cidade, foi feito a partir da terra escavada para fazer o fosso da Cidade Proibida. Abrangendo cerca de 230 mil metros quadrados, o Parque Jingshan já serviu como um jardim imperial durante as dinastias Yuan, Ming e Qing.

Nas primeiras horas da manhã, o parque fica lotado de moradores idosos que se reúnem em grupos para cantar ou praticar tai chi. Chegue mais cedo e suba até o pico central do parque - ele já foi o ponto mais elevado de Pequim - para uma vista da Cidade Proibida ao sul, das Torres do Tambor e do Sino ao norte, e do Parque Beihai ao oeste. A cada primavera, as flores do parque exibem uma profusão de cores, particularmente em maio, quando as 200 variedades de peônias começam a florescer. Com cerca de 20 mil peônias, o Jingshan é o lar do maior jardim destas plantas em Pequim.

Excursões

 

 

 

 

Jardim Zoológico de Pequim

Zoológico de Pequim

Cerca de 500 espécies diferentes de animais e mais de 14500 'amigos peludos' chamam os 90 hectares do Zoológico de Pequim de lar. Este popular destino, que atrai cerca de seis milhões de ambientalistas e amantes da natureza, é um dos mais antigos jardins zoológicos da China, e abriga a maior coleção de animais do país.

Os visitantes podem explorar os extensos jardins e ver de perto alguns dos mamíferos mais raros do país, como o macaco-dourado e os tigres siberianos. A exposição de pandas do jardim zoológico é sem dúvida a mais popular mas o aquário nas proximidades também atrai viajantes ansiosos para conferir a vida marinha selvagem.

Excursões

 

798 Art Zone

798 Art Zone

Localizado no noroeste de Pequim, o 798 Art Zone ocupa uma fábrica militar desativada da década de 1950, que hoje abriga uma prominente comunidade artística. As fábricas da era comunista e armazéns do complexo foram todos convertidos em galerias, estúdios, lojas e cafés cujos conteúdos modernos e às vezes extravagantes estão em um forte contraste com a austera arquitetura Bauhaus.

Permita-se ficar aqui pelo menos meio dia explorando o 798 Art Zone. Comece com a coleção eclética de esculturas, fotografias e pinturas no Long March Space, uma das melhores da área. Outras galerias notáveis incluem a Chinese Contemporary, com sua coleção politizada; a 798 Photo Gallery e a 798 Space, uma das maiores galerias da área. Leia sobre a história da arte na livraria bem abastecida Time Zone 8 e pare em um dos cafés e restaurantes do bairro para relaxar e refletir sobre tudo que viu.

Excursões

 

 

 

Área Cênica de Longqingxia

Área Cênica de Longqingxia

Também conhecido como 'Garganta do Dragão Alegre', o Longqingxia pode ser encontrado no rio Gucheng, pouco menos de 100 quilômetros ao noroeste de Pequim. Esta área de beleza natural é um grande atrativo para os turistas que chegam em viagens de um dia partindo da cidade, com muitos barcos de aluguel para chegar bem perto do desfiladeiro e se maravilhar com a sua exuberante vegetação.

Um icônico marco natural do Longqingxia é a Jiguanshan, ou a Montanha da Coroa do Galo - assim chamada porque se assemelha a um galo deitado. Este é um pico solitário, quase totalmente cercado por água.

Excursões

 

 

 

 

Back Lakes (Hou Hai)

Back Lakes (Hou Hai)

Pequim tem se modernizado tão rapidamente que é difícil imaginar como era em décadas passadas. Mas um bairro em Pequim conseguiu manter a sua arquitetura hutong de estilo antigo, o Back Lakes (Hou Hai). Assim batizado por causa dos três lagos da área, esse bairro é um dos últimos lugares de Pequim onde você ainda pode ver casas de estilo tradicional com seus pátios.

Enquanto vagar pelas hutongs, você poderá vislumbrar como Pequim já foi, as ruas que cercam os lagos - particularmente Houhai, o maior dos três - exibem um lado moderno e internacional de Pequim. Os bancos são revestidos por cafés, restaurantes, bares e locais para fumar narguilé, que atendem turistas, moradores e a considerável população de expatriados da cidade. A melhor maneira de desfrutar da área de Back Lakes é fazer um passeio de triciclo pelos antigos hutong do bairro durante a tarde.

Excursões

 

 

 

 

 

Chang'an Street

Chang'an Street

Chang'an Street é uma importante via ao norte da Tiananmen Square, no centro de Pequim. Ela se estende de West Chang'an Street até East Chang'an Street (embora alguns se referiram a ela como a rota desde o distrito de Shijingshan em meio ao distrito de Tongzhou).

Esta larga e extensa rua possivelmente seja a mais famosa da China, com muitas das atrações históricas mais significativas de Pequim situadas ao longo do seu percurso. O Grande Salão do Povo e o Zhongnanhai, bem como prédios do governo central, ficam ao redor da Chang'an Street, enquanto o Museu Nacional da China, o Centro Nacional de Artes Cênicas e o Salão de Concertos de Pequim também ficam ali por perto.

Excursões

 

 

 

 

Cidade Proibida - Corte Interna

Cidade Proibida - Corte Interna

Durante o tempo em que a Cidade Proibida servia como residência para a família imperial, o palácio era dividido em uma corte interna e outra externa. A parte externa era onde o imperador ia para conduzir seus compromissos oficiais, enquanto a interior servia como aposentos e jardins privados da família real. Na época da dinastia Ming, somente os membros da família real, concubinas e eunucos do imperador tinham permissão para entrar no local.

Hoje em dia, os visitantes entram na seção interna passando pela Porta da Pureza Celestial (Qianqing Men), ladeada por duas estátuas de leões de bronze. Lá dentro, há três salas semelhantes às três encontradas na parte externa. O Palácio da Pureza Celestial era onde os imperadores viviam até a década de 1720, enquanto a Galeria da União abriga o trono da imperatriz.

Excursões

 

 

 

 

 

Estádio Nacional de Pequim

Estádio Nacional de Pequim

Niaochao, mais comumente referido como o Estádio Nacional de Pequim ou Ninho de Pássaro, foi projetado e construído para os Jogos Olímpicos de Pequim de 2008 e desde então se tornou um importante marco na capital da China. O artista chinês Ai Weiwei foi o consultor do projeto de design suíço, e ele custou 423 milhões dolares para ser concluído.

Desde o fim dos Jogos Olímpicos, o estádio tem servido como uma atração turística e um local para ambas as competições esportivas nacionais e internacionais, incluindo a Supercoppa Italiana e a Copa da China, além de sediar o Campeonato Mundial de Atletismo em 2015. Niaochao é mais impressionante por fora, com o seu design semelhante a um ninho de pássaros. Situado no Olympic Green de Pequim, Niaochao é gratuito para aproveitar do lado de fora, mas você vai precisar comprar o ingresso se quiser entrar no estádio. O Water Cub, a segunda estrutura proeminente dos Jogos Olímpicos de 2008, fica ao lado Niaochao e também vale a visita.

Excursões

 

 

 

 

Gong Wang Fu

Gong Wang Fu

Gong Wang Fu, ou Mansão do Príncipe Gong, era uma residência imperial da Dinastia Qing que foi convertida em um excelente museu. Criada em 1777, a mansão pertenceu a vários membros da família imperial ao longo dos anos, mas adquiriu o seu nome atual do sexto filho do imperador Guangxu, o Príncipe Gong.

Gong Wang Fu é um dos mais bem preservados casarões imperiais de Pequim, e cerca de metade dele fica aberto ao público. Um dos destaques são os 28 mil metros quadrados de tradicionais jardins ornamentais chineses, cheios de pavilhões, lagos e caminhos sinuosos. Um palco no meio do jardim hospeda ópera e performances orquestrais de Pequim durante todo o dia. Para os interessados na arquitetura Qing, uma parada no Gong Wang Fu é fundamental. Como o local também é uma atração popular para turistas chineses, tente planejar a sua visita cedinho de manhã, quando a bilheteria abre, assim você poderá apreciar os jardins em paz antes que os autocarros turísticos cheguem.

Excursões

 

 

 

 

Grande Salão do Povo

Grande Salão do Povo

Situado ao oeste da Tiananmen Square, em Pequim, o Grande Salão do Povo é onde o Congresso Nacional do Povo se reúne, bem como local de outros eventos administrativos, sociais e cerimoniais. Construído em apenas 10 meses e concluído em setembro de 1959, o Salão é uma estrutura grande e moderna, com um telhado plano verde e amarelo. Ele é dividido em três asas, com uma área central mais elevada do que as outras duas.

A porta leste é a única entrada para visitantes. Através desta porta de bronze com o emblema da República Popular da China logo acima, um amplo lobby se revela e conduz ao Salão Central. O Grande Auditório também fica nesta seção, com capacidade para quase 10 mil pessoas e equipamento de áudio para interpretações simultâneas de vários idiomas. Mais além, o Banquet Hall fica situado na parte norte, e os escritórios da Comissão Permanente do Congresso Nacional do Povo, ao sul.

Excursões

 

 

 

 

Houhai

Houhai

O Houhai é a área que circunda o maior dos três lagos centrais de Pequim, conhecidos coletivamente como Shichahai. Nos últimos anos, o antigo bairro hutong em torno do lago Houhai tornou-se um dos melhores distritos de Pequim para entretenimento e vida noturna. Inúmeros restaurantes alinham suas costas, enquanto bares animados tocam música ao vivo ou karaoke, recebendo uma clientela jovem e divertida que se reúne por aqui.

Houhai pode ser bem agitada durante a noite, mas também é uma área movimentada ao longo do dia. Uma variedade de lojas, bancas e barzinhos a tornam um lugar divertido e movimentado para procurar lembrancinhas e desfrutar uma refeição, enquanto a brisa do lago oferece um refúgio do calor. Atividades aquáticas também estão disponíveis no próprio lago.

Excursões

 

 

 

Jardim Imperial do Museu do Palácio

Jardim Imperial do Museu do Palácio

Enquanto caminha ao longo do eixo norte-sul da Cidade Proibida, você vai eventualmente passar através do Portão da Tranquilidade Terrestre e do Jardim Imperial do Museu do Palácio, a seção final do palácio, anteriior à saída do portão norte. Construído em 1417, durante a dinastia Ming, os 12 mil metros quadrados de jardim tradicional chinês serviram como um espaço verde privado para a família imperial que vivia dentro do palácio.

Ao contrário dos jardins ocidentais, os jardins chineses normalmente contêm várias estruturas, lagos e pavilhões com caminhos sinuosos, e o Jardim Imperial não é exceção. Você vai encontrar cerca de 20 estruturas dentro do jardim, incluindo o central Salão da Paz Imperial. Bem em frente ao salão, você verá um par de árvores que parecem se abraçar. Estes pinheiros consortes têm 400 anos de idade e, acredita-se, simbolizam a harmonia entre o imperador e a imperatriz. Os pavilhões nos quatro cantos do jardim representam as quatro estações do ano.

Excursões

 

 

 

 

Mausoléu de Mao Tsé-Tung (Maozhuxi Jiniantang)

Mausoléu de Mao Tsé-Tung (Maozhuxi Jiniantang)

O Mausoléu de Mao Tsé-Tung abriga os restos mortais de um dos homens mais influentes da China, que era presidente do Partido Comunista desde o seu início, em 1943, até a sua morte, em 1973. Localizado ao leste da Tiananmen Square, próximo ao Monumento aos Heróis do Povo, o Mausoléu é um dos destaques entre as atrações turísticas de Pequim.

O próprio prédio é grandioso e imponente, com 44 postos de granito e um telhado duplo amarelo-vitrificado. No interior, o corpo do presidente está envolto em uma bandeira comunista dentro de um armário de cristal, ladeado por guardas que mantêm a rotatividade do público. A segurança aqui é pesada, e bolsas e câmeras devem ser deixadas na entrada leste do prédio.

Excursões

 

 

 

 

Mercado Noturno de Donghuamen

Mercado Noturno de Donghuamen

Siga o cheiro de fritura e o chamado dos vendedores para esta experiência típica de Pequim. O mercado noturno de Donghuamen é pedonal, e toda a sua extensão fica lotada tanto de moradores quanto turistas. Por quê? Porque não há nada como saborear alimentos cozidos bem na sua frente, ao ar livre, com uma atmosfera animada, luzes coloridas e multidões ao redor.

E a comida? Você pode ser conservador e optar pelos pratos mais tradicionais, ou desafiar o seu paladar com escorpião, cobra, sapo-boi ou gafanhotos. Grande parte da comida é vendida em espetinhos, então você pode passear e comer ao mesmo tempo, mas também têm alguns bancos para sentar. Termine a sua refeição com um espetinho de frutas ou pães recheados. Este é um mercado local e uma atração turística: todo mundo vem aqui, desde idosos a adolescentes e famílias com crianças. A comida é ridiculamente barata, então você vai poder experimentar de tudo um pouco!

Excursões

 

 

Monumento aos Heróis do Povo

Monumento aos Heróis do Povo

O Monumento aos Heróis do Povo fica no centro da Tiananmen Square, perto do Mausoléu de Mao Tsé-Tung. A construção do monumento começou em 1952 e foi concluída em 1958. Ela envolveu o uso de milhares de peças de mármore e granito trazidas de províncias nos arredores de Pequim. O resultado é uma imponente estrutura retangular medindo quase 40 metros de altura.

O monumento é marcado com as datas dos acontecimentos revolucionários mais significativos da história da China. No centro de um lado, lê-se em uma pedra as palavras: "Glória eterna aos Heróis do Povo" na mão de Mao Zedong.

Excursões

 

 

 

 

Muralha da China em Gubeikou

Muralha da China em Gubeikou

A pouco mais de 100 quilômetros de Pequim, entre as passagens de Shanhaiguan e Juyongguan, a Grande Muralha em Gubeikou se estende ao longo de uma cadeia de montanhas, protegendo a porta norte de entrada para a capital.

Uma proeza arquitetônica, a primeira seção da muralha foi construída durante a dinastia Qi do Norte. Séculos mais tarde, no início da dinastia Ming, foi reconstruída e outra camada de tijolo foi adicionada posteriormente ao lado da original, formando assim a parede dupla que pode ser vista hoje. A última reconstrução aconteceu em 1567, e nenhuma reconstrução ou reforma foi realizada desde então. Ao longo do comprimento da muralha existem 143 torres de vigia e três citadelas, além de várias outras construções militares.

Excursões

 

 

 

 

Museu da Capital

Museu da Capital

O Museu da Capital de Pequim, inaugurado em 1981 e transferido para a sua localização atual em 2006, abriga uma coleção considerável de arte e artefatos imperiais chineses, bem como relíquias budistas de vários países asiáticos. Cinco andares acima do solo e dois subterrâneos abrigam mais de 200 mil exemplares, incluindo mais de 5 mil peças só no salão principal da exposição. Você encontrará bronze, cerâmica, caligrafia, pinturas, moedas antigas, esculturas de jade, estátuas budistas e têxteis, com as peças mais antigas datando do Neolítico.

Não deixe de visitar a História e Cultura no segundo andar da galeria de Pequim, que traça a história da cidade desde seus primeiros moradores primitivos até se tornar uma capital moderna. Saiba mais sobre a cultura da antiga Pequim na exposição folclórica no quinto andar. A exposição de jade, também no mesmo andar, contém cerca de 200 peças esculpidas e lupas que permitem que você veja cada detalhe.

Excursões

 

 

 

 

Nanluoguxiang

Nanluoguxiang

Nanlouguxiang, um beco em Pequim forrado com as tradicionais casas com pátios dos hutongs, tem uma história de mais de 800 anos. Um dos mais antigos hutongs de Pequim, Nanluoguxiang foi construído durante a dinastia Yuan e hoje abriga uma coleção de bares, restaurantes, boutiques e galerias.

Localizado próximo das Torres do Tambor e do Sino, Nanluoguxiang é uma parada de compras conveniente se você estiver querendo fazer algo durante a tarde. Muitas das lojas da área atendem aos visitantes estrangeiros oferecendo cartões postais, posters de propaganda da era comunista, camisetas e as tradicionais lembranças para levar para casa. Você também vai encontrar várias lojas que vendem artesanato chinês de alta qualidade. Essa vizinhança pode até ficar lotada, mas é mais silenciosa do que o hutong perto de Back Lakes.

Excursões

 

 

 

 

Olympic Green (Parque Olímpico)

Olympic Green (Parque Olímpico)

Em apenas alguns anos, desde que Pequim sediou os Jogos Olímpicos de 2008, as estruturas construídas dentro do Olympic Green (Parque Olímpico) tornaram-se tão representativas da capital chinesa quanto a Cidade Proibida ou a Grande Muralha. Enquanto o Olympic Green abriga meia dúzia de locais diferentes, a maioria dos visitantes vêm para ver os dois mais icônicos, o Estádio Nacional de Pequim (mais popularmente conhecido como Ninho de Pássaro) e o Centro Aquático Nacional de Pequim (Cubo de Água).

Hoje, o Estádio Nacional é usado principalmente para concertos e outros eventos esportivos importantes, enquanto o Centro Aquático Nacional foi transformado em uma academia de natação recreativa aberta ao público. Você pode visitar o interior de ambos pagando uma taxa, mas eles são sem dúvida mais impressionantes por fora, e não custa nada andar pelo Olympic Green. Se você quiser ver o Olympic Green no auge da sua beleza, planeje a sua visita para a noite, quando ele fica iluminado.

Excursões

 

 

 

 

Ópera de Pequim

Ópera de Pequim

A Ópera de Pequim existe desde o final do século XVIII e foi originalmente apresentada para a família imperial da Dinastia Qing. Ela não se saiu bem durante a Revolução Cultural, quando foi insultada como um luxo corrompido das classes superiores e banida. Foi substituída por oito óperas sancionadas pelo Estado, centradas na luta de classes.

A Ópera de Pequim tem desfrutado de uma espécie de renascimento, embora o seu apelo não seja para todos (como as óperas ocidentais, talvez). Como grande parte da cultura tradicional chinesa, é altamente estilizada, com trajes, movimentos e até mesmo maquiagens tendo um significado simbólico. Se você for a uma apresentação, pode escolher entre uma versão mais orientada para os turistas ou o espetáculo original. Mas se você decidir ir, prefira uma apresentação completa: deixe-se levar pelo espetáculo e aprecie a requintada precisão dos movimentos. Mas a gente avisa, o volume é alto!

Excursões

 

 

 

 

Parque Beihai (Beihai Gongyuan)

Parque Beihai (Beihai Gongyuan)

Antes de 1911, quando a dinastia Qing terminou, este parque foi anexado à Cidade Proibida. Construído no século 10, é um dos jardins chineses mais pródigos e importantes. O seu paisagismo faz referência a características geológicas de toda a China. E mesmo não observando esses detalhes, você ainda vai curtir um dia vagando entre os lagos de lírios, maravilhando-se com a arquitetura e vendo os calígrafos criarem seus belos poemas na água das lajes.

O jardim é, na verdade, em grande parte o próprio lago (Beihai significa "Mar do Norte"), mas há muito o que ver em terra. Há um imenso Buda de jade branco de Mianmar (carregando no braço uma marca da guerra dos dias do Levante dos Boxers), uma jarra de jade verde do século XIII, a Parede dos Nove Dragões, um stupa branca decorada com o sol e a lua, e inúmeros outros templos e pavilhões.

Excursões

 

 

 

 

 

Portão da Paz Celestial (Tiananmen Tower)

Portão da Paz Celestial (Tiananmen Tower)

O Portão da Paz Celestial, ou Tiananmen Tower, é destacado no emblema oficial da República Popular da China. Situado no extremo norte da Tiananmen Square, ele serviu como a entrada principal para o Palácio Imperial durante as dinastias Ming e Qing.

O Portão da Paz Celestial é também o nome de um documentário sobre os protestos na Praça da Paz Celestial em 1989. Os protestos provocaram o maior movimento político pacífico na história do país. A estrutura em si é constituída por uma torre situada no topo de uma plataforma. É um dos mais imponentes portões monumentais do mundo, notável pela sua grandiosidade e ornamentação, incluindo suas colunas. Leões de pedra e pontes de mármore branco vigiam a entrada para a torre, enquanto plataformas de observação ladeiam o portão, e ficam abertas aos visitantes no primeiro dia de cada mês.

Excursões

 

 

 

 

Portão Meridiano

Portão Meridiano

O Portão Meridiano do Museu do Palácio talvez seja o marco mais reconhecível da Cidade Proibida. Construído em 1420 e renovado em 1801, o Portão Meridiano é o maior e mais meridional dos portões do Museu do Palácio e, atualmente, é a única entrada para a Cidade Proibida. Quando a família imperial ocupava o palácio, o imperador sentava no topo do Portão Meridiano para proclamar as sentenças dos prisioneiros de guerra trazidos diante dele.

A estrutura é composta de cinco torres, feitas para se assemelharem a um fênix voando visto de cima. A entrad da torre central era somente para os imperadores das disnastias Ming e Qing, embora a imperatriz tenha sido autorizada a passar por ela no dia do seu casamento. A entrada oeste era para a família real, enquanto a do leste era para os funcionários imperiais. As duas entradas finais só eram utilizadas durante as cerimônias no palácio.

Excursões

 

 

 

 

Sede CCTV

Sede CCTV

A sede da China Central Television (CCTV) fica em um arranha-céu de forma peculiar na área empresarial central de Pequim. Esta estrutura que aparenta desafiar a gravidade foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, e é composta de duas torres inclinadas unidas nas partes superiores e inferiores, criando uma grade irregular com um centro aberto.

A forma distinta do edifício lhe rendeu o apelido de 'Big Underpants’ (Grande Cueca) entre os residentes de Pequim. Enquanto os visitantes não têm permissão de acesso à sede da CCTV, o exterior do prédio é uma atração por si só. A segurança continua rígida, especialmente depois de os fogos de artifício das festividades do Ano Novo chinês de 2009 terem causado um incêndio no Television Cultural Center, que fica ao lado do prédio principal.

Excursões

 

 

 

 

Shichahai

Shichahai

Shichahai é um espaço cênico no noroeste de Pequim que abriga três lagos - Qinghai, Houhai e Beihai. Datado da Dinastia Jin, Shichahai já foi um importante centro comercial, mas hoje em dia é uma área para recreação. O governo de Pequim o declarou um Distrito Cultural e Histórico em 1992.

Shichahai significa literalmente 'Dez Templos do Lago', e realmente há dez famosos templos taoístas e budistas na área. Há também vários lugares de interesse histórico e ruínas de antigas mansões, incluindo a mansão do Príncipe Gong e a mansão do Príncipe Chun. Faça um passeio de carroça pelas sinuosas e estreitas vielas de Shichahai (conhecidas como hutongs) para ver as atrações culturais da área.

Apesar de seu cenário histórico, hoje em dia Shichahai é mais conhecida por seus bares e restaurantes, além de sua atmosfera vibrante à beira do lago, onde os moradores e visitantes praticam esportes nos grandes espaços abertos.

Excursões

 

 

 

 

 

Teatro Chaoyang

Chaoyang Theatre Acrobatic Show Ticket

Se você está planejando ver um espetáculo de acrobacias chinesas enquanto estiver na China - e você deve, já que os jovens acrobatas daqui são extremamente talentosos - o Teatro Chaoyang de Pequim é um dos melhores lugares para fazer isso. Acrobatas de todo o país se apresentam no teatro, girando pratos, equilibrando-se em pilhas de cadeiras, andando de moto de cabeça para baixo em uma gaiola de aço e executando outras façanhas de atletismo e força aparentemente impossíveis.

Mais de 3 milhões de turistas estrangeiros já assistiram aos desempenhos ao longo de suas duas décadas no Teatro Chaoyang. Os shows têm duração de uma hora e normalmente são realizados duas vezes por dia. Como as performances são em grande parte visuais, a barreira do idioma não é um problema por aqui. Programe-se para pegar o metrô para ir e voltar do local, pois tentar conseguir um táxi após as apresentações pode ser totalmente frustrante.

Excursões

 

 

 

 

Templo de Confúcio

Templo de Confúcio

Um santuário tranquilo, distante das ruas poluídas de Pequim, o restaurado salão principal deste templo contém uma estátua do sábio Kongzi (Confúcio). É o segundo maior Templo de Confúcio na China, depois do santuário na cidade natal de Confúcio, em Qufu.

Dentro do templo, tábuas de pedra exibem os nomes de mais de 50 mil eruditos das dinastias Ming, Yuan e Qing. Também gravados aqui, você verá as gerações de acadêmicos antigos que conseguiram passar no Exame Imperial, considerado pelos historiadores como o primeiro teste com base no mérito padronizado do mundo. Ali perto fica o Colégio Imperial, construído em 1306 pelo neto de Kublai Khan para ensinar clássicos confucionistas. Foi a academia suprema das dinastias Yuan, Ming e Qing, onde até mesmo o imperador vinha uma vez por ano para expor os clássicos para uma plateia de milhares de pessoas.

Excursões

 

 

 

 

Torres do Sino e do Tambor

Torres do Sino e do Tambor

Quando Pequim consistia de casas com um único andar, organizadas em hutongs, as Torres do Sino e do Tambor no centro da cidade dominavam a paisagem. Embora ambas as estruturas tenham sido reconstruídas, elas remontam a centenas de anos atrás.

A Torre do Tambor, construída em 1272 durante a dinastia Yuan, originalmente abrigava 25 tambores, mas apenas um permanece hoje em dia. A Torre do Sino foi adicionada em 1420, durante a dinastia Ming, e combinadas, as duas estruturas foram usadas como um método oficial de contagem do tempo até 1924, quando o último imperador foi forçado a sair do Palácio Imperial (Cidade Proibida). Enquanto você passeia pelos locais imperiais de Pequim, fique de ouvidos abertos para ouvir as apresentações de tambor que acontecem diariamente, mesmo não estando nas próprias torres. Também é possível subir em ambas as torres. Depois de subir as suas íngremes escadas, você será recompensado com excelentes vistas para os hutongs ao redor.

Excursões

 

 

 

 

Vilarejo de Cuandixia

Vilarejo de Cuandixia

Viaje no tempo em uma visita ao vilarejo histórico de Cuandixia, que remonta à famosa dinastia Ming. Mais de 500 casas bem preservadas que datam de milhares de anos pontilham a paisagem deste popular destino. Os visitantes que desejam experimentar como é a vida por aqui podem optar por se hospedar em uma dessas casas históricas, já que muitas delas hoje servem como alojamentos turísticos.

Depois de perambular pelas ruas do local - que incluem longas escadarias e tranquilos becos - siga para a encosta onde uma rede de trilhas cênicas oferece vistas épicas de Cuandixia, em uma programação perfeita para quem quer passar um dia ao ar livre.

Excursões

 

 

 

 

Wangfujing Street

Wangfujing Street

Há duas razões para visitar a Wangfujing Street: compras e comidas. A parte principal desta rua comercial abriga cerca de 300 lojas de marcas chinesas que vendem de tudo, desde roupas e sapatos a chás e ervas. Nos últimos anos, as marcas internacionais de ponta também começaram a aparecer neste shopping ao ar livre, e enquanto os preços tendem a ser ligeiramente mais altos do que nos EUA, ainda é um lugar divertido para ver o movimento e babar com as vitrines.

A vizinha Wangfujing Snack Food Street atrai turistas aventureiros e famintos. As mais de 100 barracas de comida que alinham este mercado ao ar livre (aberto apenas à noite) cozinham e servem uma variedade bizarra de comidas de rua. Você vai encontrar centopéias, peixes, escorpiões e abelhas sendo servidos ao lado de vísceras, frutas cristalizadas e outras iguarias de todo o país. Enquanto nem tudo pode parecer apetitoso, você pode comer tranquilo, pois cada tenda deve cumprir os rigorosos requisitos de higiene locais

Excursões

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 67 visitantes e 0 membros em linha