Booking.com

 
 
 

Andes

Sendo Quito a principal ponte aérea internacional deste país, pode-se dizer que as férias o Equador, começam no topo do mundo, a 2.800 metros, e depois vamos descendo até outras regiões como a região costeira do Pacífico, a Amazónia e os Galápagos.

Quito / Férias em Quito

Quito

Em plena cordilheira dos Andes, Quito, principal porta de entrada internacional no Equador por via aérea, é apenas o inicio de uma aventura mágica que certamente tornará umas férias neste país sul americano, inesquecíveis.

A partir de Quito poderá partir à descoberta dos “4 mundos fascinantes” que o Equador tem para oferecer. Dos cenários fantásticos dos Andes, poderá seguir para as Praias da Costa do Pacífico, conhecer toda a exuberância e biodiversidade da Amazónia, antes de embarcar numa aventura fantástica pelo santuário da natureza e vida selvagem praticamente intocável dos Galápagos, um local onde certamente aprenderá a respeitar e a amar a vida.

Mas antes de embarcar na aventura da descoberta dos 4 mundos fantásticos do Equador, nada como aproveitar para conhecer ao pormenor Quito, a Capital do Equador. Trata-se de uma cidade verdadeiramente fantástica, onde as nuances coloniais da sua zona histórica contrastam com o moderno dos edifícios da atualidade.

O património histórico e arquitetónico de Quito em conjunto com a mistura cultural de diferentes povos e etnias foi fundamental para que a Capital do Equador se tornasse, em 1978, a primeira cidade classificada como Património Cultural da Humanidade pela UNESCO, cidade que tem a zona de arquitetura colonial com o maior perímetro da América Latina.

 

Como Chegar a Quito

A forma mais rápida é pelo ar. Da América Latina e Europa existem várias companhias Aéreas com rotas regulares para o Aeroporto Internacional Quito Mariscal Sucre (UIO).

A Companhia Aérea equatoriana TAME, dispõe de rotas regulares que ligam Quito a Guayaquil, Cuenca e Manta, entre muitos outros destinos domésticos.

Não será difícil encontrar voos para Quito e, a partir da capital seguir para outros destinos do Equador.

 

Recomendação importante

Recordamos que Quito encontra-se a 2.800 metros acima do nível do mar e é sabido que, acima dos 2.500 m, a altitude pode causar fortes dores de cabeça e grande cansaço nos primeiros dias, pelo que se recomenda durante esse período de adaptação, a ingestão de líquidos não alcoólicos em quantidade e a limitação ao mínimo de atividades físicas.

 

Distâncias

De Quito a Guayaquil: 420 quilómetros ( 8 horas de viagem por terra); De Quito a Cuenca: 450 quilómetros, 9 horas de viagem.

 

Onde Ficar em Quito

Em Quito, apesar de não ser muito abundante com noutras capitais, a oferta de Alojamento Hoteleiro é considerável, com alguns hotéis das principais cadeias hoteleiras internacionais.

A oferta hoteleira é diversificada e vai de encontro a todos os gostos e orçamentos. Convém planear as suas férias antecipadamente e reservar logo que possível as estadas nos hotéis, de modo a conseguir as melhores tarifas nos melhores locais.

banner 320x50 pt

 

 

O que fazer em Quito / O que visitar

As belas paisagens de Quito são, por si só, capazes de prender a atenção dos visitantes durante muito tempo, contemplando os magníficos cenários, a cidade satisfaz tanto os que se querem aprofundar na cultura equatoriana, como nas suas noites místicas.

Erguida sobre as ruínas da importante cidade inca, Quito ainda hoje guarda influências da arquitetura colonial, com as suas casas brancas e telhados vermelhos bem como a proliferação das igrejas, conventos, mosteiros, catedrais e basílicas.

Entre eles, destaca-se o Mosteiro de São Francisco, na praça com o mesmo nome. Trata-se da mais antiga estrutura colonial (1535) construída em Quito. Entre os vários tesouros de arte e arquitetura desta joia urbana destacam-se a Praça da Independência, a Igreja de San Agostin, onde foi firmada a Declaração de Independência do Equador e o Palácio Presidencial.

Próximo á cidade é possível visitar o monumento equatorial que marca a metade exata da terra, a linha imaginária do Equador. Aqui vive-se uma experiência única de ter um pé em cada hemisfério da terra.

As melhores excursões e atrações de Quito!

 

A Cidade Velha de Quito

Quito

O imperdível centro histórico de Quito, ou 'Cidade Velha', estende-se ao longo de 320 hectares e é o maior centro histórico das Américas.

Declarado um Patrimônio Mundial da UNESCO em 1978, Quito tem grande orgulho em restaurar suas construções coloniais e enfeitar seus espaços públicos para garantir que os moradores e visitantes continuem respirando a vida de outros tempos por aqui.

E certamente não falta vida na Cidade Velha de Quito. As ruas e praças enchem de moradores locais e vendedores que oferecem de tudo, desde amendoins torrados a porcos assados. Os turistas aproveitam a atmosfera enquanto vagam em meio a várias igrejas e capelas, conventos e mosteiros, mansões e museus, todos restaurados.

E, claro, há muitos bares, restaurantes e praças com sombras para descansar quando o cansaço se começa a fazer sentir.

 

 

Plaza de la Independencia

Plaza da Independência, Quito

A Plaza de la Independencia, conhecida como Plaza Grande pelos moradores, era a principal praça de Quito no século XVI, servindo como mercado central e local de touradas.

A praça abriga vários edifícios importantes: o Palácio do Arcebispo, ao norte, a Câmara Municipal, ao leste, a catedral ao sul, e o neoclássico Palacio del Gobierno (Palácio do Governo), ao oeste.

O Palácio do Governo (reconstruído em 1920 após o prédio original de 1.650 ser destruído por um incêndio) não é aberto ao público, no entanto há sempre a possibilidade de espreitar a entrada principal, que é um belo exemplo da arquitetura moura. Há um quiosque de informações turísticas logo atrás do portão de entrada.

Outros trabalho de inspiração moura podem igualmente ser encontrados no pátio do Palácio do Arcebispo (construído em 1852), onde ficam também um pequeno mercado de artesanato e algumas lojas.

 

 

Iglesia La Compañía de Jesús

Iglesia de la Compañía

A Igreja da Companhia de Jesus (Iglesia de la Compañía de Jesús), muitas vezes chamada simplesmente de la Compañía, é uma igreja jesuíta em Quito e uma das obras mais significativas da arquitetura barroca espanhola na América do Sul.

A companhia em questão é a ordem dos jesuítas, um grupo religioso poderoso de grande autoridade no Equador. Os primeiros padres jesuítas chegaram em Quito em 1586 com a missão de estabelecer uma igreja, escola e um mosteiro.

A construção desta igreja começou em 1605, embora o prédio não tenha sido concluído até 1765. Ela é considerada a mais ornamentada igreja de Quito e frequentemente reconhecida como a mais bela igreja do país. Durante o período colonial, a torre sineira da igreja era a estrutura mais alta de Quito, mas ela foi destruída por um terremoto em 1859. Reconstruída seis anos depois, ela foi novamente destruída por um outro terremoto e nunca mais foi reconstruída.

 

 

El Panecillo

El Panecillo

Estique o seu olhar para o sul quando estiver no centro histórico de Quito e você verá o El Panecillo, uma colina que, de fato, se assemelha a um pão, com a estátua da Virgem Maria no topo.

Situado a mais de 3 mil metros acima do nível do mar, El Panecillo é o miradouro mais popular de Quito, oferecendo vistas de 360 ​​graus da cidade. Numa manhã clara (e as manhãs são a melhor altura do dia para vistas sem nuvens em Quito), poderá avistar o vulcão de Cotopaxi.

A estátua de alumínio da Virgem Maria foi instalada no local em 1976 e é inspirada na Virgem de Quito, podendo ser vista na Igreja de São Francisco.

 

Monumento Meio do Mundo (La Mitad del Mundo)

Meio do Mundo

O Monumento Meio do Mundo (La Mitad del Mundo), construído para celebrar o local onde um explorador francês calculou a linha equatorial do mundo, uma meca turística descarada, não deixa de ser uma viagem de um dia divertida a partir de Quito.

Vá de elevador até o topo do enorme monumento para excelentes vistas da paisagem ao redor.

Não deixe de visitar a maqueta de Quito na era colonial que oferece uma boa perspetiva sobre a disposição da Cidade Velha.

O Museu de Etnografia e o Planetário do Mitad del Mundo são outros locais de visita obrigatória, seguindo-se uma paragem na zona das várias lojas turísticas, bares e restaurantes.

Durante os fins de semana, os residentes gostam de passar algum tempo por aqui e o local ganha vida com música e dança folclórica.

 

 

 

 

Cuenca / Férias em Cuenca

Cuenca

Cuenca é uma autêntica fusão de cultura, natureza e tradição e uma das melhores formas de explorar esta cidade andina é através de caminhadas pelas ruas estreitas de calçada que revelam toda a sua história e todo o seu charme a cada passo que avançamos.

O nome official desta bela cidade é “Santa Ana de los Cuatro Ríos de Cuenca”, nome dado à cidade em honra à cidade espanhola de Cuenca, local do nascimento do Vice-rei espanhol Andrés Hurtado de Mendoza.

Cuenca

O charme das suas ruas e monumentais edifícios religiosos são marcas nesta distinta cidade que valeram a Cuenca a distinção de Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em Dezembro de 1999.

Cuenca

No coração de Cuenca encontra-se o parque de Calderon envolto pelo edifício da Nova Catedral. Do outro lado do parque encontra-se o Sagrado, a Velha Catedral.

Entre os muitos museus que a cidade dispõe, destaca-se o Museu do Banco Central, ao sul da cidade, com os seus registos de tradições e cultura nativa. Contudo uma das maiores atracões de Cuenca são seus coloridos mercados locais.

 

Como Chegar

Servida pelo Mariscal Lamar International Airport (CUE), Cuenca conta com rota aéreas regulares dos principais pontos do país garantidas principalmente pela TAME.

Cuenca também é servida por excelentes estradas como, por exemplo, Cuenca-Molleturo-Naranjal e Cuenca-Loja, que ligam com relativa facilidade esta região a todas as outras províncias costeiras e região da montanha. A maioria das empresas transportes públicos terrestres oferecem serviços de transporte turístico a várias cidades do país, que permitem uma fácil acessibilidade a este destino turístico, localizado no sul do Equador.

 

Onde Ficar

Ainda com muito para desenvolver a nível turístico, Cuenca conta com uma significativa oferta de alojamento hoteleiro, com alguma variedade, que vai de encontro aos diversos gostos e orçamentos. Convém, no entanto, garantir as suas reservas de alojamento com alguma antecedência, de modo a conseguir tarifas competitivas nos melhores hotéis ou, naqueles que forem de encontro aos seus requisitos.

Aqui encontra a melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Cuenca

banner 320x50 pt

 

 

O que fazer em Cuenca

Aqui encontra as melhores excursões e atrações de Cuenca

 

Distancias

Através das excelentes estradas que servem Cuenca é possível chegar aqui, provenientes de Guayaquil em, aproximadamente, 3 horas. De Quito serão cerca de 8 horas de viagem, de Loja 3 horas e da Selva Amazónica, 5 horas.

 

 

 

 

Pululahua

Pululahua

 

A reserva geobotânica de Pululahua localiza-se a 17 quilómetros ao norte de Quito, perto do Monumento Meio do Mundo (La Mitad del Mundo), na Província de Pichincha.

A reserva está localizada no interior e nas encostas do vulcão Pululahua.

Pululahua

Os Caminhos da reserva geobotânica de Pululahua, atualmente percorridos pelos visitantes, já foram percorridos no passado pelos Yumbos, Caranquis, Incas e espanhóis que construíram Hacienda Pululahua.

 

 

 

 

Reserva de Floresta de Neblina Mindo

Mindo

A Reserva Ecológica Mindo Nambillo é uma das florestas de maior diversidade biológica do mundo.

Mindo

Os Seus terrenos húmidos criam um ecossistema muito especial que nutre árvores e plantas e atrai uma incrível variedade de aves.

Mindo

O clima ameno e húmido do Mindo - alguns graus mais baixo do que o de Quito - criou o ambiente perfeito para muitas espécies. Beija-flores, borboletas raras e mais de 170 espécies de orquídeas foram registradas aqui. Além da observação de aves e da vida selvagem, você pode escolher entre os passeios disponíveis da Reserva de Floresta de Neblina Mindo, que incluem caminhadas, passeios a cavalo, bicicleta BTT, deslizar pelas águas / ou sobrevoar a floresta numa tirolesa.

 

 

 

 

 

Parque Nacional Cotopaxi

Parque Nacional Cotopaxi

O Parque Nacional Cotopaxi (também conhecido como Parque Nacional do Vulcão Cotopaxi) encontra-se a 53 km ao sudeste de Quito e é o segundo parque nacional mais visitado (e segundo maior) do Equador.

A principal atração do Parque Nacional Cotopaxi é o seu vulcão ainda ativo, que fica a 5,9 mil metros acima do nível do mar, superando os vales, rios e lagoas ao seu redor.

Referido pelos Incas como o "Pescoço da Lua", o vulcão teve mais de uma dúzia de erupções registradas, tornando-se o vulcão mais ativo da América do Sul, mas Isso não impede que muitos alpinistas tentem escalá-lo a cada ano. Sua última erupção foi em 1877.

 

 

 

 

 

Vulcão Cotopaxi

Cotopaxi

O vulcão Cotopaxi, um dos vulcões mais famosos da América do Sul, talvez seja o ponto mais importante ao longo da Avenida dos Vulcões, localizado a apenas 48,2 quilômetros de Quito.

Em dias claros, o Cotopaxi é visível a partir Quito, mas para ver mais de perto, considere fazer a viagem para o Parque Nacional Cotopaxi, onde se pode admirar as vistas espetaculares em mais detalhe.

Sendo parte da cadeia de vulcões conhecida como Anel de Fogo do Pacífico, o Cotopaxi é um dos vulcões mais ativos do Equador, com 86 erupções registradas. É o segundo pico mais alto do país e está entre os maiores vulcões ativos do mundo, atingindo uma altura de 5897 metros e criando o ambiente ideal para um dos poucos glaciares equatoriais do mundo.

 

 

 

 

Avenida dos Vulcões

Avenida dos Vulcões

Ao sul de Quito, duas cadeias de montanhas paralelas correm de norte a sul ao longo de 200 quilômetros, onde mais de uma dezena dos vulcões do Equador são encontrados.

O explorador alemão Alexander von Humboldt chamou-a de Avenida dos Vulcões no século XVIII, e fez todo o sentido. Oito dos 10 pontos mais altos do Equador são encontrados aqui. Os vulcões - alguns ativos e outros inativos - são únicos.

Viajar através da Avenida dos Vulcões proporciona uma vista maravilhosa da paisagem, além da oportunidade de visitar pequenas aldeias nos Andes e fazer compras em mercados locais.

Veados, lamas, raposas andinas e pumas, bem como 90 espécies de aves, fazem desta região o seu habitat natural.

Ao longo do caminho, existem algumas das melhores aventuras ao ar livre do país, incluindo passeios a cavalo, ciclismo e caminhadas pelas montanhas, vales e ao redor das crateras de vulcão. Circundar os lagos da região também é uma bela maneira de ver a área.

 

 

 

 

Baños

Baños

Baños de Agua Santa é uma pequena cidade localizada entre a cordilheira central dos Andes e a Floresta Amazónica, a dezoito quilómetros de distância da cratera do Vulcão Tungurahua e a 30 minutos de Ambato.

Viegem del Rosário

A Virgen del Rosario de Agua Santa (Virgem do Rosário Água Sagrada), cuja igreja tem sido usado como um refúgio para diversas erupções do vulcão Tungurahua e para quem vários milagres são creditados, é uma das atrações de Baños. Os milagres mais importantes creditados à Virgen del Rosario de Agua Santa têm a ver com o facto das pessoas que permaneceram no santuário durante erupções do Tungurahua, terem sobrevivido.

 

Como Chegar

Sem qualquer aeroporto, a única forma de chegar a Baños é pelas estradas primárias, em transporte publico ou privado.

Na Cidade existem serviços de transportes públicos que permitem viajar pela cidade e arredores.

A maioria das ruas da cidade são pavimentadas ou paralelepípedos.

A nível de telecomunicações, estão disponíveis todos os tipos de serviços, incluindo telefones convencionais, telefones celulares e Internet.

 

Onde Ficar

Aqui encontra a melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Baños

banner 320x50 pt

O que fazer / visitar em Baños

Baños

O roteiro poderá e deverá começar no centro de Baños, atravessando a cidade no popular “Chiva” (Autocarro turístico), continue até Agoyán, onde, caso seja adepto de emoções fortes poderá saltar da ponte. Visite o “Manto de la Novia”, viaje no teleférico, atravesse os diversos túneis e visite o sempre impressionante “Pailón del Diablo”.

Baños

Cuntinue caminhando pelos campos de orquideas até às cascatas de Machay.

A visita a Baños nunca ficará complete sem a vista à principal “varanda da cidade” que é o Vulcão Tungurahua e a área de Bellavista onde terá uma espetacular panorâmica do vulcão enquanto bebe um tradicional “canelazo”.

Aqui encontra a melhor seleção de excursões e atrações de Baños

Distâncias

Quito: 170 km (3.5 Horas); Guayaquil: 420 km (7 Horas); Cuenca: 315 km (5 Horas); Puyo: 60 km (1 Hora).

 

 

 

 

Cochasqui

pirámides-de-cochasquí

Ao norte da capital Quito, uma série de montanhas que se formam no nó Mojanda – Cajas, dá origem ao Parque Arqueológico e de investigação científica Cochasqui. Trata-se de um conjunto de pirâmides, que foram construídos no período de 850 aC a 1550 aC, que vale uma visita.

pirámides-de-cochasquíCochasquí

Pirámides de Cochasquí, complexo arqueológico. Museu de jogos nativos.

Pirámides de Cochasquí, complexo arqueológico. Museu de jogos nativos

Pirámides de Cochasquí, complejo arqueológico. Viviendas etnográficas.

Pirámides de Cochasquí, complexo arqueológico. Vivendas etnográficas.

 

 

 

 

Pasochoa

    Pasochoa

O seu nome é proveniente do Kichwa e significa viúvo solitário. É um antigo vulcão aspeto enrugado foi esculpido pelas erupções, o vento e a água, ao longo dos tempos.

 

 

 

 

Ruinas de Ingapirca

    INGAPIRCA

As Ruinas de Ingapirca situam-se entre as colinas dos Andes do sul do Equador, a cerca de 90 quilómetros a norte da cidade de Cuenca, a 3230 metros acima do nível do mar, numa área predominantemente agrícola e com uma rica história indígena.

    INGAPIRCA

Com pedras perfeitamente trabalhadas e harmoniosamente juntas remanesce Ingapirca, o complexo arqueológico mais importante do equador, na província de Cañar.

INGAPIRCA

De estrutura elíptica, este templo serviu para a realização de cerimonias e rituais das culturas Cañari e inca.

    INGAPIRCA

Também teve finalidades estratégicas, militares e astronômicas.

    INGAPIRCA

As Ruinas de Ingapirca são compostas por um cemitério, observatórios solares, depósitos, banhos, quartos, e um quadrado indígena, entre outro.

 

banner 320x50 pt

 

 

 

 

 

Otavalo

Otavalo

Apenas a algumas horas a norte de Quito, situada num vale do sopé de um vulcão, encontra-se a cidade-mercado de Otavalo, um dos principais centros de tecelagem do Equador e certamente uma das mais espetaculares atrações, especialmente para do adeptos de compras.

Otavalo

Otavalo é uma comunidade serrana de moradores indígenas famosos por suas habilidades na tecelagem e tecidos coloridos. Os locais (Otavaleños) que comercializam os seus produtos no mercado diário usam roupas tradicionais e têm preservado a sua cultura, trajes e identidade.

Otavalo

Aqui poderá não só visitar como sentir e deixar envolver-se na atmosfera única das feiras indígenas mais famosas com os seus têxteis como os ponchos, xailes, tapetes, e chapéus.

Sábado é o principal dia de mercado em Otavalo, mas uma visita durante a semana será menos agitada e proporcionará mais oportunidades para compras.

Otavalo

No mercado, irá encontrar artesanato tradicional, tecidos coloridos e designs tradicionais de tecelagem, além de alguns instrumentos musicais e esculturas.

Otavalo

Mesmo que as tradicionais lojas de lembranças não façam a sua cabeça, o Mercado de Otavalo é uma viagem de um dia popular a partir de Quito, e uma visita a Otavalo e sua área circundante funciona como uma janela para o mundo de alguns dos povos indígenas mais tradicionais do Equador.

banner 320x50 pt

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 102 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking