Booking.com

 
 
 

Umas excelentes Férias em Bali

Férias em Bali

Depois de um regresso algo desolador e bastante aquém das expetativas à Riviera Maya em 2015, para as férias de 2016 uma nova repetição de destino e uma novidade – Bali a famosa ilha dos deuses da Indonésia.

Mais uma vez optamos por planear e reservar Voos, hotéis e transferes dos aeroportos para hotel diretamente, conseguindo uma poupança de cerca de 35% em relação aos orçamentos apresentados por algumas agências de viagens para duas semanas de férias nos dois destinos escolhidos (Malásia e Indonésia)

Praia de Kuta

Kuta foi o local escolhido como ponto de partida para a descoberta de Bali. Oito noites de estadia para duas pessoas por pouco mais de 200 euros, num simpático hotel de 4 estrelas a uma curta caminhada de 5 minutos de Legian Street e cerca de 8 minutos da famosa Praia de Legian que, tal como a Praia de Kuta é local de eleição pelos surfistas que passam o dia à procura da onda perfeita para surfar, apesar da ondulação não ser nada por aí alem.

Kuta

As ruas mais movimentadas de Kuta têm uma atmosfera e animação bastante agradável, com imensas lojas de rua onde vendem os famosos produtos contrafeitos – Malas de homem e senhora de marca, relógios, artesanato local, novidades de tecnologia e tudo o que se possa imagina; Salões de massagem e beleza, ideais para uma agradável e relaxante massagem ao final do dia que pode ser feita por valores que rondam os 5 euros (1 hora de massagem). Existem ainda imensos restaurantes de comida local e internacional, assim como bares e discotecas. Num Restaurante de cozinha internacional uma refeição fica em média por 10 euros por pessoa enquanto nos restaurantes locais a refeição poderá rondar os 3, 4 euros por pessoa. O álcool, nomeadamente a cerveja, vinhos e cocktails é algo caro comparativamente à comida mas os valores nem são proibitivos.

 

Alguns cuidados a ter aqui prendem-se com as casas de Câmbios, os Taxis e as caminhadas à beira da estrada durante a noite, mais concretamente após as 23H00, hora em que a larga maioria do comércio fecha por estas bandas.

 

Câmbios: Existem bancos e vários locais de Câmbios autorizados. Muita atenção nas lojas de Câmbios dentro ou ao lado de lojas de comércio local. A atenção deverá ser redobrada caso, na altura da transação surgirem mais pessoas a começarem a conversar consigo. Numa destas lojas, na altura da transação surgiram 3 indivíduos que se juntaram ao conversador individuo que contava as Rupias, uma manobra de distração com intenção de nos enganar. Resumindo, por 1.500.000 rupias para 100 euros tentavam impingir 1.050.000 rupias. Infelizmente para eles não colou!

Taxis: Não entre num táxi sem negociar previamente o preço do serviço, à semelhança de locais que bem conhecemos, os taxistas de Bali gostam de se esticar nos valores pedidos. Por exemplo, num serviço da Legian Street ao Hotel onde ficamos hospedados (30.000 rupias) houve quem pedisse 100.000 rupias.

Segurança: A nível geral Kuta é bastante segura, no entanto há que ter os cuidados básicos como em qualquer destino turístico. Passaportes, dinheiro, joias e documentos de viagem devem ficar sempre guardados no cofre do Hotel e nas saídas levar apenas o dinheiro essencial. Não mostrar o dinheiro durante as transações e evitar caminhadas em locais isolados e nas alturas de pouco transito nas ruas. Durante as caminhadas é frequente sermos abordados por indivíduos em Scooters a oferecer serviços de transporte – Convém ficar sempre na defensiva, não vá trata-se de alguns artistas que pretendem efectuar roubo por esticão.

Outra situação verificada a nível da segurança durante a nossa estadia em Kuta foi a forte presença policial nas ruas mais movimentadas e presença de militares junto aos hotéis internacionais e aeroporto, mas pensamos que teve a ver com o recente atentado em Jakarta.

O Transito em Bali

Transito em Bali

Ao longo de toda a ilha de Bali o transito é, no mínimo, caótico, com imensas scotters a discutirem um lugar na estrada com os carros, ninguém para nas passadeiras de peões, é necessário irmo-nos metendo na estrada, com calma e sem movimentos bruscos, e eles lá vão reduzindo a marcha, de modo a ceder a passagem. Depois do choque inicial e após habituarmo-nos, tornamo-nos peritos em atravessar a estrada.

Assistir ao movimento num cruzamento ou entroncamento tronou-se numa das atrações preferidas ao longo da nossa estada em Bali. Assistimos ainda a um acidente entre dois carros onde, após o ligeiro choque, um dos motoristas, simplesmente seguiu viagem com toda a tranquilidade. Como a condução é feita pela esquerda e o transito é caótico, desaconselhamos o aluguer de viaturas sem condutor e, tendo em conta o baixo preço do aluguer de veículos com condutor a melhor opção é conhecer as atrações da ilha na companhia de um guia turístico. Foi o que fizemos, por pouco menos de 40 euros tivemos transporte e guia das 09 da manhã (08hoo nalguns casos) até às 19H00. O Arjana (Leo) como gosta de ser chamado, adepto incondicional do Real Madrid, garantiu os transferes do Aeroporto para o Hotel e vice versa, assim como nos acompanhou ao longo de 3 dias dedicados à descoberta de Bali. (Mais informação sobre o Arjana)

 

Praias

Legian Beach

A diferença entre a temperatura ambiente e a água do mar praticamente não se nota, penso que a temperatura da água do mar deve ser superior aos 30ºC. pelo que grande parte do tempo foi passado dentro de água.

Estar ao sol é uma tarefa praticamente impossível e mesmo para nos deslocarmos do chapéu de sol à água era necessário usar chinelos pois a areia quente é praticamente impossível de suportar.

Legian Beach

Experimentamos Kuta Beach, Legian Beach e Seminyak Beach, todas elas a curta distância do Hotel, a nossa preferida foi a Legian Beach, em muito devido à amizade que fizemos com o pessoal local que alugava os chapéus de sol e camas de praia, assim como alguns vendedores ambulantes e turistas que habitualmente ali ficavam a fazer praia.

Nusa Dua

Nusa Dua

Durante os passeios pela ilha passamos por Nusa Dua Beach, um magnifico resort onde a tranquilidade é até demais; Paradise Beach, uma praia bastante agradável com areal extenso e aguas cristalinas cujo acesso é feito em minibus bastante genuínos e Uluwatu Beach, uma praia simplesmente espetacular que acabou por ser a nossa preferida.

Paradise Beach

Paradise Beach

 

Uluwatu Beach

Uluwatu Beach

A curta distância do Templo de Uluwatu, o acesso a esta praia é feito através de uma escadaria ingreme e algo assustadora que nos leva a uma enorme caverna e daqui, acedemos à praia. Depois de imenso tempo dentro de água, nada como a frescura e sombra da caverna para secarmos até nova ida à água. Para além das constantes idas à água, o tempo pode ser ocupado à descoberta de toda a beleza deste local, uma ida a um dos imensos bares com vistas espetaculares sobre o mar ou uma ida à outra praia situada mais a sul cujo acesso é feito pela água, através de uma gruta.

 

Os passeios pela Ilha

Bali é uma ilha simplesmente maravilhosa, a Ilha dos deuses, onde cada dia se celebra algo, as cerimónias são uma constante e todos os dias em praticamente todas as lojas de comércio assistimos à cerimónia da colocação das “dádivas” para os espíritos numa pequena caixa feita de folha de palmeira com diversos itens em frente à entrada da loja ou da casa ou junto aos templos. Em algumas das caixinhas de “dádivas” nem faltam cigarros isto, segundo um dos guias locais, porque enquanto viva a pessoa não dispensava os seus cigarros.

Os Templos

Existem por todo o lado, alguns pertencem a famílias e há os templos da comunidade, estes são normalmente aos pares, um deles destina-se às cerimónias e celebrações diárias, mensais ou anuais, o outro é para as cerimónias fúnebres, nomeadamente a cremação. Destaque ainda para o material utilizado na construção e que diferenciam facilmente os templos da comunidade dos templos privados, a rocha vulcânica de cor negra, apenas utilizada nos templos da comunidade.

Visitamos bastantes templos e deixamos outros para um regresso no futuro…

 

 

Batuan Temple

Batuan Temple

Localizado na localidade de Batuan, este templo hindu é local de visita obrigatória se o seu destino de férias em Bali se situar no lado sul da Ilha.

No dia da visita tivemos a felicidade de estar a decorrer uma cerimónia pelo que podemos assistir ao vivo a toda animação e azafama inerente ao evento.

No lado oposto ao templo decorriam os ensaios da cerimónia e danças Barong. O templo estava todo decorado a rigor e claro, os locais da cerimónia estavam interditos ao publico em geral.

 

 

Uluwatu Temple

Uluwatu

A sua localização é única, no topo de um penhasco virado para o mar. Com um longo passadiço a fazer lembrar a grande muralha da China este é um dos templos mais concorridos de Bali, especialmente para apreciar o magnifico por do sol. Aqui convêm ter cuidados adicionais com os macacos que habitam a selva junto ao templo. Quando o dia começa a ficar mais fresco os macacos vão para a área do templo e são verdadeiros especialistas a roubar objetos pessoais aos visitantes, óculos de sol, chapéus, chinelos, enfim tudo o que possam deitar a mão, estes “simpáticos” animais mostram uma rapidez e eficácia incrível.

 

 

Templo Tanah Lot

Tanah Lot

Este templo é um dos locais mais populares e concorridos de Bali. Durante o por do sol enche-se de visitantes para apreciar mais um momento único na “Ilha dos Deuses”. De modo a evitar enchentes, escolhemos o período da manhã para visitar Tanah Lot e ainda bem que o fizemos. Depois de fotografarmos os vários pontos de interesse do Templo, sem grandes esperas para o fazer nos melhores locais, houve ainda tempo de ver mais uma cerimónia e juntarmo-nos às cerimónias no Templo principal.

Cerimónia religiosa

Aqui nem demos pelo tempo passar e certamente poderíamos ficar por aqui o dia todo. São locais como Tanah Lot que fazem a diferença, onde temos aquele momento único que torna a experiência de uma viagem de férias a qualquer destino única. Um local de visita obrigatória sempre que alguém visitar Bali.

 

 

Templo Ulun Danu Beratan / Bedugul

Ulun Danu Beratan

O mais famoso cartão de visita de Bali, este templo situa-se no interior norte de Bali, junto ao lago Beratan, numa região agrícola que também conta com mais dois magníficos lagos, o Lago Tamblingan e o Lago Buyan.

Este é mais um templo cuja visita é obrigatória, um local onde simplesmente perdemos a noção do tempo enquanto apreciamos a beleza de cada pormenor e cada cenário. Qualquer cenário é ótimo para uma fotografia, qualquer pormenor do templo é excelente para uma fotografia. Mais um local de Bali que faz a diferença.

  

Ubud

Terraços de Arroz

Situado a 25 quilómetros de Dempasar, Ubund é considerado o centro cultural de Bali e um refúgio perfeito para umas férias tranquilas nesta ilha da Indonésia. Ubund é um verdadeiro paraíso de artistas e artesões, onde os trabalhos de madeira parecem ser a principal atividade. Porta sim, porta não, é possível encontrar lojas de trabalhos na medeira verdadeiramente impressionantes.

Por aqui visitamos ainda os famosos terraços de arroz de Ubund onde, sinceramente, ficamos com a impressão que atualmente é mais um fenómeno de “show off”, para turista ver que realmente uma cultura de arroz propriamente dita. Fizemos um passeio ao longo dos terraços, encontramos alguns habitantes locais cuja principal função aqui e serem figurantes para fotos a troco que algumas rupias e continuamos.

Queda de água proximo de Ubund

A próxima paragem foi uma imponente queda de água, relativamente perto de Ubund onde demos o nosso passeio do dia por terminado.

 

Mount Batur

Mount Batur

Mais um verdadeiro hino à natureza, o Mount Batur com o seu imponente vulcão e o belo lago constituem mais um cenário perfeito daquilo que realmente é Bali, muito mais que um popular destino de férias de praia, Bali é também um destino com uma riqueza natural e cultural única, na nossa opinião, uma alternativa bem mais barata e tão interessante como, por exemplo, a Costa Rica na América Central.

 

Monkey Forrest

Monkey Forrest

Mais uma paragem interessante numa das atrações populares de Bali, a Floresta dos Macacos em Ubund. Um local para visitar, sem pressas e apreciar ao pormenor as travessuras dos simpáticos macacos que fazem deste local o seu habitat natural.

 

Garuda Wisnu Kencana Park

Garuda Wisnu Kencana Park

A poucos quilómetros de Kuta e Dempasar, o Parque cultural Garuda Wisnu Kencana é um local bastante interessante para visitar, especialmente ao final do dia, altura em que há a habitual parada Balinesa.

Garuda Wisnu Kencana Park

Ao longo do dia, se for um daqueles resistentes ao calor poderá visitar os diferentes locais do parque, apreciar as danças balinesas no anfiteatro, percorrer as ruas, tirar umas fotos junto às gigantes estátuas… e muito mais.

O Garuda Wisnu Kencana Park já foi palco de diversos concertos musicais de bandas rock como os Deep Purple, Scorpions e Iron Maiden, entre outros.

 

 

Plantações de Arroz

Plantações de Arroz

Ao longo de todo o interior de Bali, as plantações de arroz constituem alguns dos mais belos cenários desta ilha. Foram várias as paragens que fizemos de modo a fotografar alguns dos cenários.

Plantações de Arroz

Platações de Arroz

Plantações de Arroz

Platações de Arroz

Especialidade

Uma especialidade bastante saborosa feita com pasta de arroz, açucar castanho e côco

 

 

Barong Dance

Barong Dance

A Dança Barong é certamente a dança mais conhecida de Bali.

Não se preocupe se, no inicio e perante os panfletos distribuídos pela assistência onde não existe outra língua para além da local, não perceber nada, simplesmente aprecie o momento.

Esta dança tradicional narra a luta entre o bem e o mal.

Barong Dance

A história diz que Rangda, a mãe de Erlangga, Rei de Bali, no século X, foi condenado pelo pai de Erlangga porque ela praticava magia negra.

Depois que ela ficou viúva, Rangda convocou todos os espíritos malignos da selva, as fugas e os demônios, para perseguirem Erlangga. A luta ocorreu, mas ela e suas tropas de magia negra eram muito fortes que Erlangga teve que pedir ajuda a Barong.

Barong veio com soldados de Erlangga, travou a batalha.

Rangda lançou um feitiço que fez com que os soldados de Erlangga se suicidassem, apontando suas keris envenenadas aos seus próprios estômagos e peito, no entanto, Barong lançou ele também um feitiço que transformou o corpo dos seus soldados resistente aos keris afiados. No final, Barong ganhou, e Rangda fugiu.

Nusa Dua

O Balanço final das nossas 8 noites de férias em Bali foi bastante positivo, um destino bastante agradável, com muito para descobrir e, ao bom estilo asiático, barato. Para regressar num futuro próximo, no entanto para a próxima em vez de ficarmos sempre hospedados numa localidade vamos optar por ficar em vários sítios de Bali. Começar pelo sul, seguir para norte até Lovina, por exemplo, e percorrer o interior.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 89 visitantes e 0 membros em linha