Booking.com

 
 
 

Férias em Chefchaouen

Chefchaouen

Há quem procure destinos exóticos a milhares de quilómetros de distância, com autênticas joias, como esta, mesmo aqui ao lado.

    Chefchaouen

Chefchaouen é uma das verdadeiras joias do norte do Marrocos, mantendo facilmente a sua autenticidade em meio ao movimento turístico.

Chefchaouen

Um mar de prédios azuis contrasta com o cenário das montanhas de Rife ao fundo, formando uma paisagem de sonho.

    Chefchaouen

Não há dúvidas onde a "Cidade Azul" ganhou tal apelido, e com as suas paredes, portas e escadas pintadas de azul brilhante e marcadas por telhados vermelhos, é uma cidade espetacular para se fotografar.

 

Onde Ficar em Chefchaouen:

 

Férias em Chefchaouen

    Chefchaouene

Aqui encontra a melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Chefchaouen.

Hotéis com desconto e promoções de Férias em Chefchaouen

 

 

 

 

O que fazer em Chefchaouen:

Chefchaouen

Chefchaouen pode ser notória pelo seu prevalente (ainda que ilegal) tráfico de haxixe, mas o verdadeiro destaque é a sua Antiga Medina classificada pela UNESCO, onde os animados cafés, souks de paralelepípedos e bancas de artesanato diferenciado revelam o patrimônio singular da cidade - uma mistura intrigante de cultura espanhola, marroquina e local de Rife.

    Chefchaouen

Chefchaouen, cidade e comuna do norte de Marrocos, situada nos contrafortes das montanhas do Rife, 55 km a sul de Tetuão e 100 km a sul de Ceuta é considerada um local sagrado por ali se encontrar o túmulo do santo padroeiro da região de Jebala, Moulay Abdeslam Ben Mchich Alami (1140-1227).

Chefchaouen teve fama de ser interdita a não muçulmanos, apesar de nela viverem muitos judeus.

Moulay Abdeslam é o santo padroeiro da da região de Jebala e da tribo homónima. É considerado um dos "quatro pilares do Islão" e diz-se que sete visitas ao seu túmulo em anos consecutivos equivalem a uma peregrinação a Meca.

Chefchaouen conta com um importante património religioso. Existem mais de 20 mesquitas e oratórios, 11 zaouïas e 17 mausoléus.

A parte antiga da cidade estende-se desde um pequeno vale elevado encosta acima até às fontes de Ras al-Ma.

O centro urbano é a Praça Uta al-Hammam, na qual se encontra a alcáçova (casbá) e uma mesquita com o único minarete de base octogonal de todo o Islão. Outro lugar emblemático de Xexuão é a Mesquita dos Andaluzes.

Além da almedina (centro histórico) e dos seus monumentos, a região de Chefchaouen tem outros atrativos turísticos, como o Parque Nacional de Talassemtane, a nascente de Ras El Maa, as cascatas e mesquita de Cherafat, a gruta de Toughoubit e a "Ponte de Deus" em Akchour.

Existem cerca 200 estabelecimentos hoteleiros na cidade, dirigidos sobretudo ao afluxo de turistas europeus no verão.

Uma parte considerável dos visitantes são espanhóis, que são particularmente numerosos nos feriados como a Semana Santa e Natal.

Chefchaouen é também um destino popular para compras, com muito artesanato único da região que não é encontrado noutros locais de Marrocos, como roupa de lã e cobertores tecidos.

Outro produto local famoso é o queijo de cabra local.

Esta região tem fama de ser uma das maiores produtoras de cannabis de Marrocos, que embora ilegal, se encontra facilmente à venda na forma de kief e haxixe.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 70 visitantes e 0 membros em linha