Booking.com

 
 
 

Myanmar

Myanmar é uma terra mística, cheia de história e espiritualidade, recheada de antigas cidades e magníficos templos e , certamente um destino de férias espetacular na Ásia.

Myanmar é o nome pelo qual os seus habitantes chamam à antiga Birmânia, e que é também conhecida como “a terra do ouro”, devido à generosidade das suas terras e do seu clima, e engloba as cintilantes ilhas do Mar de Andaman, ao sul, e as montanhas do este dos Himalaias.

Myanmar combina a sua herança chinesa e hindu com as crenças de tantos outros povos, o que resulta numa expressão multicultural, tornando-se no postal de visita do país. Os seus 8000km de rede fluvial atravessam uma terra mística, cheia de história e espiritualidade, recheada de antigas cidades e magníficos templos.

 

A Natureza

O país está coberto de exuberantes vegetações que combinam a sua existência entre as montanhas e os lagos.

Na zona costeira a vegetação adquire características tropicais devido a sua situação geográfica.

Existem também zonas desérticas que quebram a perspetiva geral dando à paisagem um aroma especial.

A fauna selvagem está composta por felinos de diversas espécies, tais como leopardos, gatos selvagens e tigres. Também existe uma ampla diversidade de aves silvestres, diversos tipos de gado e macacos selvagens.

 

Como Chegar a Myanmar

A melhor altura para visitar o Myanmar é durante a época seca e relativamente fresca, ou seja, de Dezembro a Abril, evitando assim eventuais chuvas tropicais.

Várias companhias europeias voam semanalmente para Myanmar, e em cerca de catorze horas fazem a ligação Lisboa – Yangon, com escala numa capital europeia e Bangkok.

Aeroportos de Myanmar

Yangon International Airport (RGN), Mandalay International Airport (MDL)

Heho Airport (HHO), Kawthoung Airport (KAW), Keng Tung Airport (KET), Lashio Airport (LSH), Mawlamyaing Airport (MNU), Myeik Airport (MGZ), Nyaung U Airport (NYU), Pa-an Airport (PAA), Pakhokku Airport (PKK), Tachilek Airport (THL), Thandwe Airport (SNW)

 

Cultura

A religião é sem duvida o principal suporte da cultura e arte de Myanmar. Alguns historiadores afirmam que existiram no país mais de 5.000 monumentos entre templos, pagodes e mosteiros. O passar do tempo e as construções de madeira não deixou vestígios desta herança, porém deixaram nos costumes populares. Os santuários mais antigos datam do século X, sendo o Nat Hlaung Kyaung que está dedicado a Vishnu, o mais conhecido e uma das poucas edificações hindus que permanecem.

No país podem ser encontrados dois tipos de monumentos: a estupa, com forma circular sendo destinada a conservação de relíquias e os templos consagrados a Buda que estão construídos sobre nascimentos quadrados ou circulares, cujo centro está num compacto núcleo onde sobressai a imagem do Buda. Os monumentos de Pagan estão construídos por ladrilhos e pedras, recobertos em estuco, com pedras e janelas em forma de arcos.

A influência indiana Pala deixa-se entrever nas esculturas tanto de argila como de bronze e nas pinturas que adornam os templos. Os originais eram muito simples, porém com o passar do tempo começaram a apresentar mais exuberância e um grande colorido, com o agrupamento de personagens em paralelo.

Festivais e eventos

O festival dos espíritos Nat pwe é uma das expressões culturais mais conhecidas da Birmânia. Apesar de famoso é muitas vezes criticado pelos líderes budistas devido ao seu aspeto carnavalesco e exuberante por parte dos seus participantes.

 

Onde Ficar

 

Aqui encontra a melhor oferta de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Myanmar

banner 320x50 pt

 

Destinos em destaque no Myanmar

Yangon / Férias em Yangon

Yangon

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Yangon

banner 320x50 pt

 

 

 

Mandalay / Férias em Mandalay

Mandalay

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Mandalay

banner 320x50 pt

 

 

 

Bagan / Férias em Bagan

Bagan

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Bagan

banner 320x50 pt

 

 

 

Ngapali / Férias em Ngapali

Ngapaly

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Ngapali

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Kalaw / Férias em Kalaw

Kalaw

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Kalaw

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Nyaung Shwe / Férias em Nyaung Shwe

    Nyaung Shwe

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Nyaung Shwe

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Pyin Oo Lwin / Férias em Pyin Oo Lwin

Pyin Oo Lwin

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Pyin Oo Lwin

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Nay Pyi Taw / Férias em Nay Pyi Taw

Nay Pyi Taw

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Nay Pyi Taw

banner 320x50 pt

 

 

O que Visitar em Myanmar

 

Yangon

Yangon

Yangon é a antiga capital do país e está situada nas margens do rio Hlaing a 30 quilómetros da costa. As suas ruas largas ainda conservam a arquitetura das suas edificações características da colonização britânica.

Yangon

Um dos atrativos mais importantes de Yangon, à parte do seu centro colonial, é sem dúvida o Pagode de Shwdagon que data do século XV e mede quase 100 metros de altura. O budismo considera este lugar como um dos mais destacados centros sagrados. É impressionante a recoberta de lâminas de ouro com que se decorou a construção (Shwe significa dourado), além de contar com uma valiosa coleção de joias e pedras preciosas que pertenceram a reis e nobres do país.

Outros pagodes importantes são o Pagode de Sule; o Pagode Kada Aye, construída para recolher ao sexto sínodo budista e para comemorar o 2.500 aniversário da "Iluminação de Buda"; e o Pagode Botataung que foi reconstruída na sua totalidade depois da Segunda Guerra Mundial e é conhecida pelas reformas no teto que estão compostas de espelhos.

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Yangon

banner 320x50 pt

As melhores Excursões e atividades em Yangon

 

 

 

 

Mandalay

Mandalay

Mandalay foi a última capital de Myanmar antes da invasão britânica e por esse facto tem uma vital importância como centro cultural. É a segunda cidade mais povoada do país e o meio de transporte mais comum da zona são os trishaws e as carroças. As suas zonas desérticas constituem uma paisagem de inigualável beleza.

O Pagode de Kuthodaw é famoso pela sua cor branca, contando com 729 monumentos de mármore alinhados, lápides que recebem a escritura do canon budista como uma Bíblia petrificada. O negro mosteiro de madeira Shwe Nandaw Eyaung, construído quase de uma única peça é uma das mais originais amostras de arquitetura birmanesa em madeira, a par do Palácio Real.

Desde a colina de Mandalay é possível obter as melhores vistas da cidade. Nos seus pés está o Pagode Kyauktawgy, também da época do rei Mindon, com um Buda de mármore no seu interior.

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Mandalay

banner 320x50 pt

 

As melhores excursões e atividades em Mandalay

 

 

 

 

Bagan

Bagan

A proximidade do rio Ayeyarwady permitiu o desenvolvimento de uma importante civilização agrícola em torno de Bagan. Desde 1975, a UNESCO impulsiona um ambicioso programa de restauração dos principais monumentos, em que participam centenas de trabalhadores locais. A cidade de Bagan é um tesouro arquitetónico, conhecido pelos seus numerosos templos. A antiga capital birmanesa tem mais de um milénio de antiguidade, como confirmam as suas ruínas. Localiza-se a cerca de 190 quilómetros ao sul de Mandalay e atualmente é um dos lugares arqueológicos mais importantes do continente asiático.

Bagan

Entre os mais de dois mil pagodes é possível destacar o Dhammayangyi pela sua elegância e o Thatbyinnyu pela sua altura. O Ananda é descrito como sendo o mais belo, pois trata-se de um santuário em que se encontram diversas imagens de Buda, sendo que, para chegar à sua localização é necessário atravessar diversas galerias cêntricas.

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Bagan

banner 320x50 pt

 

As melhores excursões e atividades em Bagan

 

 

Lago Inle

Lagon Inle

O Lago Inle é rodeado de enormes colinas cobertas de orquídeas e localiza-se no nordeste de Myanmar. É admirável a beleza com que se deixa flutuar nas suas águas nenúfares e jacintos flutuantes. Nas suas margens vivem os Intha, "Homens do Lago", característicos por remarem com as pernas e sobreviverem do cultivo de vegetais.

A população Intha tem idealizado uma forma original de cultivo, que aproveita a vegetação lacustre para criar verdadeiros hortos flutuantes sobre a água. Trata-se de um espetáculo impressionante e místico, cativando qualquer visitante. Na atualidade a comunidade está formada por cerca de 70.000 pessoas, instaladas nas aldeias e ilhas do lago, vivendo sobre este em casas construídas por cima de pilotes, com cultivos flutuantes e pesca.

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias na Região do Lago Inle, Myanmar

banner 320x50 pt

 

As melhores excursões e atividades na Região do Lago Inle, Myanmar

 

 

 

 

Triângulo Dourado

Triangulo Dourado

As fronteiras de Myanmar, Laos e Tailândia formam o famoso Triângulo Dourado, a norte da província de Chiang Rai. O centro oficial do Triângulo Dourado é a cidade de Sop Ruak, onde o Mekong encontra o Nam Ruak.

O termo, na verdade, abrange uma área muito maior que se estende até as fronteiras dos três países, ligados pelo comércio de ópio.

Passeie pelas bancas de souvenirs em Sop Ruak, faça uma relaxante massagem, ou um cruzeiro no rio Mekong, visite o House of Opium Museum para entender melhor esse comércio.

Mais Informao

 

Amarapura

Amarapura

Cerca de 11 km ao sul de Mandalay, entre o Lago Taungthaman e o Rio Ayeyarwady, encontra-se a pequenina cidade de Amarapura, outra ex-capital do reino birmanês.

Amarapura

Além de pagodes (templos) e as ruínas do antigo palácio, a cidade oferece uma das vistas mais fotografadas: a estreita ponte de U Bein que possui mil e duzentos metros de comprimento e é inteiramente feita de madeira teca.

U Bein

A ponte com aparência desengonçada foi construída em 1784, mas ainda se encontra em perfeitas condições e nunca precisou de grandes reparos. Seu nome é uma homenagem ao seu fundador, um ex-prefeito, e foi construída com mais de mil toras de teca, parcialmente originadas das ruínas da cidade real abandonada. Assim, por seu comprimento incrível cruzando o lago, a ponte de U Bein é reconhecida como a maior ponte de madeira teca do mundo. Pores de sol são especialmente populares, pois ao descer, o sol cria uma bonita silhueta da ponte, resultando em fotos que adornam muitas salas de estar.

Mais Informao

 

Bago

Bago

Bago fica cerca de 85 quilômetros ao norte de Yangon e foi fundada em 573 d.C. A cidade já foi chamada de Pegu pelos britânicos e costumava ser a capital do poderoso Mon Kingdom por séculos.

De acordo com registros, Bago ainda era ligada ao mar naquela época e ficou conhecida como o maior porto marítimo da Birmânia. Viajantes de longe e de perto enalteciam o seu tamanho e beleza ao voltar para casa daqui.

Hoje em dia, o poder do então importante império só pode ser imaginado através de visitas às muitas atrações que Bago oferece. Entre elas, muitas estátuas de Buda de diferentes tamanhos, pagodes, itens cerimoniais e jardins. Um dos maiores e mais antigos Budas reclinados do mundo - somente redescoberto em 1881, quando trabalhadores começaram a limpar a floresta para uma nova rota do trem de Yangon para Bago - pode ser encontrada na cidade. Ainda mais antigos são os quatro Budas de 27 metros de altura, construídos pelo rei Migadippa no século 7, sentado de costas na entrada da cidade.

 A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Bago, Myanmar

banner 320x50 ptMais Informao

 

 

 

 

 

 

Chaukhtatgyi Paya (Chauk Htat Gyi Buddha), Yangon

Yangun

Chaukhtatgyi Paya, com o seu Buda reclinado de 65 metros de comprimento, não é apenas imperdível, seu tamanho e riqueza de detalhes o torna uma das atrações mais memoráveis de Yangon.

O rosto branco brilhante do Buda paira cerca de 16 metros acima do solo e é decorado com lábios vermelhos e sombra de olho azul claro. Suas vestes douradas caem até os pés da estátua, que são cobertas em 108 lakshanas primorosamente concebidas, que representam cada uma das características nobres do Buda. Os viajantes podem ver monges locais de mosteiros das proximidades honrando os ensinamentos de Buda pelos jardins, e sentir o cheiro de flores frescas e incenso queimando.

Mais Informao

 

 

 

Mercado Bogyoke Aung San, Yangon

bogyoke-aung-san-market

Desde 1926, este patrimônio da cidade é conhecido pelas suas antiguidades raras, moedas antigas, jade da Birmânia e vendedores do mercado negro, sendo um destino para nativos e turistas. As salas deste movimentado labirinto estão alinhadas com barracas, onde os comerciantes locais vendem artesanato, roupas e saudáveis pratos regionais.

O mercado Bogyoke Aung San tem uma das maiores seleções de longyi e pedras preciosas tradicionais, e como a primeira venda do dia é considerada de sorte, quem chega cedo consegue os melhores descontos. Os turistas podem assistir, no segundo andar de Bogyoke, jade sendo transformada em brincos ou pulseiras, e roupas sendo costuradas à mão.

Os visitantes que quiserem escapar do tumultuado mercado e dos sons da cidade podem parar na vizinha Catedral da Santíssima Trindade para um pouco de paz e contemplação silenciosa.

Mais Informao

 

 

 

Pagode Mahamuni, Mandalay

    mahamuni-pagoda

Localizado ao sudoeste de Mandalay Hill, em Myanmar, o Pagode Mahamuni (também chamado de Templo do Buda Mahamuni) homenageia a expressão Mahamuni (Grande Sábio) do Buda. O templo - sem dúvida, o mais importante para os residentes de Mandalay - foi construído para abrigar uma estátua de Buda de 3,8 metros de altura que já era antiga quando o rei Bodawpaya conquistou Arakan e o reivindicou em 1784.

Segundo o dito popular, a estátua teria sido feita enquanto o Buda ainda era vivo, mas ela foi mais provavelmente feita cerca de seis séculos após a sua morte, em torno de 150 d.C. Independentemente da sua origem, a estátua é muito venerada pelos devotos - evidenciada pelas espessas camadas de folhas de ouro puro que foram adicionadas à estátua de metal ao longo dos séculos. O pátio do pagode abriga outras seis estátuas, peças de bronze Khmer de leões, elefantes e guerreiros, tomadas como preciosidades de guerra de Angkor Wat durante o século XV. Acredita-se que as estátuas possam curar os devotos que lhe tocarem.

 Mais Informao

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 95 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking