Booking.com

 
 
 

Nepal

Os olhos de Buda são o símbolo do reino mágico do Nepal, perdido na cadeia dos Himalaias, e que parecem vigiar quem se pretende aproximar do teto do mundo.

Nepal

O Nepal é um dos países mais exóticos e dono de uma beleza incomparável … apesar de ser uma terra árida, o seu cenário é esplendoroso e alberga tesouros incalculáveis.

Aos pés das montanhas a cidade mágica de Kathmandu é um reduto espiritual e guarda no seu seio uma paisagem repleta de palácios, templos, santuários e lendas inimagináveis sobre o seu povo.

 

Importante

Nepal

Devido ao forte terramoto que abalou o Nepal a 25 de abril de 2015, as infraestruturas turística e de transportes foram severamente atingidas.

As zonas mais afetadas rodeiam a capital Katmandu, onde a destruição foi extensa e os acessos continuam muito difíceis, já que a reconstrução tem sido dificuldade pela instabilidade política do país.

Aconselha-se que todos os viajantes para o Nepal contactem o Gabinete de Emergência Consular (GEC) através de + 351 21 792 97 14 / 96 170 64 72 /707 20 2000 ou a Embaixada de Portugal em Nova Deli 0091 1146071001 email:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., informando as datas e os planos de viagem, como medida de precaução.

 

A Natureza no Nepal

Nepal

Localizado na região dos Himalaias, o Nepal conta com uma das maiores diversidades de flora do planeta. A presença de grandes altitudes, o clima e o solo da região dentro de uma pequena extensão gerou esta diversidade. É estimada a existência de aproximadamente 7000 espécies de flores de plantas no Nepal e aproximadamente 5% delas não nascem em outras regiões do mundo.

Relativamente ao clima, o Nepal segue o regime de monções tendo 3 meses, de meados de Junho a meados de Setembro, de chuvas. Para quem visita o Terai e a região dos Vales, a chuva não chega a atrapalhar. Já para quem vai fazer Trekking a época ideal é a primavera (Março e Abril) e o Outono (Outubro e Novembro), épocas em que a visibilidade das montanhas é ideal e a temperatura não é muito fria. Durante o inverno é possível fazer Trekking sendo que a maior dificuldade é o frio.

 

 

Quando e Como ir

Nepal

Dono de uma beleza imensurável, o Nepal rege-se segundo um regime de Monções, assinalando-se a época seca entre os meses de Outubro a Maio e a época das monções entre os meses de Junho a Setembro.

As regiões dos vales e de Terai podem ser visitados em qualquer época do ano, uma vez que a chuva não se torna um motivo impeditivo.

Já os meses de Março a Maio e Setembro a Novembro são as alturas ideais para que os praticantes de Trekking conheçam este recanto. As montanhas têm uma maior visibilidade e as temperaturas não são tão baixas.

Nepal, um país de tranquilidade e purezas remotas.

 

 

Como Chegar ao Nepal:

Aeroporto de Kathmandu

Uma estadia de férias no Nepal é sinónimo de uma verdadeira aventura, plena de emoções fortes, desde o momento da chegada.

O principal ponto de entrada pelo ar no Nepal é o Aeroporto Internacional de Kathmandu (Tribhuvan International Airport).

Considerado como Aeroporto “mais assustador do mundo”, o Aeroporto Internacional de Kathmandu é cercado pela região dos Himalaias, com a pista do pequeno aeródromo situada numa grande colina, rodeado por enormes picos e montanhas com gelo nos seus cumes.

No final da pista com pouco mais de 470 metros, um enorme penhasco com uma autêntica parede de uma montanha a escassas centenas de metros.

Aterrar e levantar voo de Katmandu é uma tarefa apenas para pilotos bem experientes e conhecedores da área.

 

Aeroportos em destaque no Nepal

Aeroporto de Tribhuvan (KTM)

Baglung Airport (BGL), Bhairawa Airport (BWA), Bharatpur Airport (BHR), Biratnagar Airport (BIR),        Dhangarhi Airport (DHI), Gorkha Airport (GKH), Jomsom Airport (JMO), Manang Airport (NGX), Meghauli Airport (MEY), Nepalganj Airport (KEP), Phaplu Airport (PPL), Pokhara Airport (PKR), Surkhet Airport (SKH), Tenzing-Hillary Airport (LUA)

 

 

Onde Ficar no Nepal

Nepal

Kathmandu, a capital, cidade mais populosa e principal ponto de entrada no Nepal, é também o destino que conta com a mais vasta e variada oferta de alojamento turístico no “Teto do Mundo”.

Existem, contudo, outros destinos interessantes para ficar alguns dias, como, Pokhara, assim como outros destinos ao longo da sua viagem de férias à descoberta do Nepal.

Aqui encontra a melhor oferta de Hotéis com desconto e promoções de Férias no Nepal

banner 320x50 pt

 

 

Destinos de férias em Destaque no Nepal

 

Kathmandu / Férias em Kathmandu

Kathmandu

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Kathmandu, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Pokhara / Férias em Pokhara

Pokhara

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Pokhara, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

Nagarkot / Férias em Nagarkot

 Nagarkot

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Nagarkot, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Rummindei / Férias em Rummindei

    Rummindei

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Rummindei, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Sauraha / Férias em Sauraha

Sauraha

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Sauraha, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Dhulikhel / Férias em Dhulikhel

Dhulikhel

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Dhulikhel, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Bhaktapur / Férias em Bhaktapur

    Bhaktapur

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Bhaktapur, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

Pātan / Férias em Pātan

Patan

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Pātan, Nepal

banner 320x50 pt

 

 

 

 

O que fazer no Nepal

O Nepal oferece numerosos locais de interesse para o visitante. Desde as montanhas mais altas do mundo, até às exóticas cidades nos vales férteis. Contrastes maravilhosos para um país que está muito próximo de tocar o céu.

 

 

Kathmandu

Kathmandu

A capital do Nepal, Kathmandu, uma cidade mágica que envolve com o seu encanto qualquer visitante, deixando uma lembrança única.

Como zonas animadas da cidade destacam-se Indra Chowk, praça rodeada por belas casas talhadas em madeira e comércios de todo tipo, Asan Tole e o distrito comercial de Khel Tole.

Começando o percurso por Dubar Square chega-se a uma zona repleta de templos de grande interesse como o Templo de Taleju construído em 1549, o Hanuman Dhoka, o antigo palácio real no qual se destacam a escultura de grande tamanho de Kal Bahirav, a plataforma da Coroação, a Sala das Audiências Públicas, o Grande Sino e os enormes tambores, o Mosteiro de Kumari, a casa da deusa viva Kumari (a deusa-menina escolhida entre as jovens da casta sakya após numerosas provas que deve superar com quatro ou cinco anos de idade, quando chega à puberdade é substituída por outra menina, lembre-se que não se pode fotografá-la), o Kashtha Mandap, templo construído no século XVI com a madeira de uma só árvore, o Templo de Ashok Binayak, em honra ao deus-elefante, o Templo de Krishna, muito original, o Templo de Tarana Devi, tântrico, o de Jagannath famoso pelas esculturas eróticas e o de Ikha Narayan com a imagem de Vishnú do século X, entre outros.

Outros lugares dignos de se visitar em Kathmandu são o Shinga Dubar, palácio neoclássico e antiga residência do primeiro-ministro Rana, o Narayanhity Dubar, atual palácio real, a Biblioteca, com uma excelente colecção de manuscritos, os Gahts do rio sagrado Bagmati e Pashupatinah, com aparência de povoado, lugar sagrado dedicado a Shiva.

 

 

 

 

Patan

Patan

Conhecida como a cidade dos telhados de ouro, Patan é uma cidade mágica de grande beleza. A cidade está construída em redor do Palácio Real e os edifícios são em sua maioria Mallas dos séculos XVI a XVIII. O centro da cidade encontra-se na Praça Dubar rodeada de belas construções como o Templo de Taleju de grande beleza, o Chowk Mul, pátio do século XVII, o Pátio Secundário, o Templo de Krishna de pedra, a Estátua do Rei Siddhi Narsingh, situada encima de uma enorme coluna, o Templo de Bishwa Nath com belas esculturas e estátuas e a Fonte Manga Hiti, belíssima.

Durbar Square

São realmente fantásticos o Hiranya Varna Mahivihar, o templo de ouro, maravilhoso pagode de três andares com teto de bronze dourado escondido num pequeno pátio, o Mahabondha, templo dos mil Budas, shikara de ladrilhos vermelhos cada um com uma imagem de Buda e o Templo de Shiva, um pagode de cinco andares. Não deixe de visitar o Monastério e Santuário de Bhinchhe Bahal, budista, o Templo de Olakhu Ganesh com as belas esculturas eróticas, o Templo de Jagat Narayan com uma estátua de Garuda em metal, o Templo de Ulmanta Bhairav, o Monastério Dhum Bahal, o Konti Bahal, e Ana Bahal, as Estupas de Ashoka de 250 a.C. e a Fonte de Alko Hiti.

 

 

 

Bhaktapur (Bhadgaon)

    Bhaktapur

Conhecida também como Bhadgaon, Bhaktapur é famosa pelos seus artesanatos e pelo ambiente medieval.

O coração da cidade encontra-se na Praça Dubar onde se levantam os maravilhosos monumentos como o Palácio das Cinquenta e Cinco Janelas, Palácio Real construído pelos Mallas no qual se destaca, além das 55 janelas, a varanda talhada em madeira, a Porta do Leão com belas esculturas, a Estátua do Rei Bhupatindra Malla com uma patina dourada, a Porta Dourada de excecional beleza realizada em cobre dourado, o Templo de Batsala coroado por um imenso sino que todas as tardes soa para que os fiéis atendam ao culto da deusa Taleju, o Templo de Nyatapola situado num pagode simples disposto em cinco andares com uma decoração maravilhosa que o converte num edifício único, o Templo de Pashupatinath com as suas estátuas eróticas, o Templo de Bhairabnath dedicado ao lado escuro de Shiva, Bhairav e o Monastério Tadhuchen Bahal onde se iniciou o culto à deusa vivente.

Também tem um grande encanto a Praça de Tachupal Tole cujo principal atrativo é o Templo de Dattaraya rodeado de antigas casas medievais que habitaram os brahmines pujaris.

Não se pode deixar de visitar a Galeria Nacional de Arte com boas pinturas e outras mostras de arte tibetana, os Gahts, o Mercado de Cerâmica, a zona de Khalna Tole, e os templos de Java Varahi, Surjya Bineyak, Maheshwary e Salan Ganesh.

 

 

 

 

Pokhara

    pokhara

As poucas atracões turísticas existentes no centro de Pokhara são dignas de ser visitadas, nomeadamente o antigo centro histórico a norte da cidade (Bagar) onde ainda é possível ver antigas lojas de comércio tradicional em estilo Newari.

Os Templos Bindhyabasini, Bhimsen e Barahi localizados no centro da cidade são igualmente um ponto de grande beleza a visitar.

Contudo, a principal atracão turística de Pokhara é a tranquilidade da sua atmosfera e a beleza paisagística envolvente. De tal forma que Pokhara é a base para a prática do “Trekking” no circuito de Annapurna.

 

 

A Cultura nepalesa

Cultura

A cultura nepalesa é muito diversa, refletindo as diferentes origens étnicas do seu povo. Porém como cerca de 80% da população é hinduísta, a cultura nepalesa reflete costumes, crenças e tradições hindus, embora a influência do budismo, cerca de 10% da população, seja grande. As duas religiões coexistem e ritos hinduístas e budistas que acompanham o nascimento, o casamento e a morte sempre são praticados.

Os newaris ou newars, um povo indígena típico do originário do Vale Kathmandu, exercem grande influência sobre a cultura nepalesa. A música típica Newari é constituída principalmente instrumentos de percussão, apesar de instrumentos de sopro, tais como flautas e outros similares, também serem utilizados. Entretanto, instrumentos de corda são muito raros. Existem canções relativas a determinadas épocas do ano e festivais. Existem

determinados instrumentos musicais, como Dhimay e Bhusya, que são reproduzidos apenas de forma instrumental e não são acompanhados de vocal. Também há muitas canções folclóricas conhecidas como geet e lok lok dohari.

 

Festivais e eventos no Nepal

O ano nepalense começa em meados de Abril e está dividido em 12 meses. Sábado é um dia oficial de descanso. Entre os feriados nacionais estão o Dia Nacional, a comemoração do aniversário do rei (28 de Dezembro), o Prithvi Jayanti (11 de Janeiro), Dia do Mártir (18 de Fevereiro), e uma mistura de festivais hindus e budistas, tais como o festival dashain no Outono, e o tihar no final do Outono. Durante o tihar, a comunidade Newar também comemora o seu Ano Novo, por seu calendário local, Nepal Sambat.

 

 

As 10 Cidades mais populosas do Nepal

1 – Kathmandu - 975 453 hab.

2 – Birganj - 285 011 hab.

3 – Pokhara - 264 991 hab.

4 - Biratnagar - 261 125 hab.

5 - Lalitpur - 226 728 hab.

6 – Dharan - 128 605 hab.

7 – Bharatpur - 117 162 hab.

8 - Bhin Dutta - 99 124 hab.

9 – Butwal - 91 737 hab.

10 – Hetauda - 84 800 hab.

 

 

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 80 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking