Vaticano

 Vaticano

Local de visita obrigatória para aqueles que visitam Roma, a Estado da Cidade do Vaticano, enclave de 44 hectares na capital italiana e menor território do mundo administrado por um Estado, é mais do que suma simples atração turística. É uma das mais gratificantes experiências que qualquer viajante pode viver e uma verdadeira viagem ao mundo da história, da fé, da religião e da arte.

Vaticano_ Mapa

Enclave murado dentro da cidade de Roma na Itália, o Vaticano ou Cidade do Vaticano como é normalmente conhecido tem como designação oficial Estado da Cidade do Vaticano “Stato della Città del Vaticano”.

Vaticano
Capital : Vaticano
Área : 0,44 km²
População : 800
Governo : Monarquia absoluta eletiva teocrática
Língua oficial : Latim e Italiano
Moeda : Euro (EUR)
País vizinho : Itália

 

 Palácio do Governo do Vaticano

Trata-se da sede da Igreja Católica, um enclave na cidade de Roma, que ocupa um território com cerca de 44 hectares e uma população de pouco mais de 800 habitantes, sendo o menor território do mundo administrado por um Estado.

A Cidade do Vaticano foi criada em 1929 e é administrada pelo Papa (o monarca supremo).

Dentro das muralhas da cidade do Vaticano encontram-se algumas das principais e mais procuradas atrações turísticas por aqueles que escolhem Roma na Itália como destino para férias. Entre as populares atrações do Vaticano estão a Basílica de São Pedro, a Praça de São Pedro, os Museus do Vaticano, a residência do Papa e a sede da Igreja Católica.

 

Como chegar ao Vaticano

Aeroportos em Destaque

Aeroporto de Roma Ciampino (CIA) 41,5 km

Aeroporto Internacional de Roma (FCO) 28 km

 

 

Onde Ficar próximo à Cidade do Vaticano

Aqui encontra algumas das melhores opções de alojamento hoteleiro nas proximidades da Cidade do Vaticano.

 

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias próximo à Cidade do Vaticano

banner 320x50 pt

 

 

 

O que Fazer na Cidade Estado do Vaticano

 Vaticano

Sendo um estado separado, o Vaticano tem seus próprios selos postais, e a língua oficial é o latim (bem como italiano). O Vaticano também possui banco próprio, assim como as únicas ATM do mundo com instruções em latim! Apesar de usar o euro, o Vaticano emite a sua própria moeda.

 

Os Museus do Vaticano

 Museus do Vaticano

Os Papas foram os primeiros a disponibilizar as suas vastas coleções de arte para visitas ao público.

Museus Vaticano

As coleções de obras de arte foram iniciadas pelo Papa Júlio II (1443 - 1513), que começou a colecionar esculturas durante o Renascimento. Desde a arte tem sido um interesse comum da maioria dos Papas, que foram aumentando a coleção do Vaticano e contratando os serviços dos mais conceituados artistas de cada época para a realização de obras na Cidade Estado do Vaticano.

 A incrível coleção de obras de arte do Vaticano pode ser vista nos "Museus do Vaticano", um enorme complexo de galerias e museus onde estão expostas as mais variadas coleções de obras de arte que incluem pinturas, esculturas, afrescos, tapeçarias e antiguidades clássicas romanas, gregas e egípcias, assim como uma extensa coleção de arte sacra, retratos papais, carruagens e automóveis.

Museus do Vaticano

Os Museus do Vaticano são compostos pelo Museu Pio-Clementino, Museu Chiaramonti, Museu Gregoriano Etrusco, Museu Gregoriano Egípcio, Pinacoteca Vaticana, Museu Missionário-Etnológico, Museu Gregoriano Profano, Museu Pio-Cristão, Coleção de Arte Religiosa Moderna e Contemporânea, Salas de Rafael, Capela Sistina, Galeria dos Mapas, Sala da Biga e Nova entrada

 

 

Capela Cistina

Os Museus do Vaticano

A Capela Sistina, situada no Palácio Apostólico, residência oficial do Papa, é o lugar onde os cardeais se reúnem em conclave sempre que há escolha de novo papa.

Capela Cistina

A Arte é a principal razão para a sua fama: o afresco do teto pintado por Michelangelo entre 1508 e 1512, retratando a criação do mundo. Mesmo com as multidões que visitam o local, o teto ainda causa um grande impacto, ainda mais depois da recente renovação, trazendo de volta o poder e a profundidade das verdadeiras cores da obra original.

Michelangelo voltou para a Capela Sistina entre 1537 e 1541 para pintar o magnífico 'Juízo Final,' na parede do altar.

A capela em si leva o nome do Papa Sisto IV, que renovou uma antiga capela e encomendou as primeiras obras de arte do local. A capela contém obras importantes de mestres ​​do Renascimento, como Rafael, Bernini e Botticelli.

 

 

Basílica de São Pedro

Basílica de São Pedro

Construída entre 1506 e 1590, a Basílica de São Pedro situa-se no Vaticano, no mesmo local do túmulo de São Pedro, onde suas relíquias foram encontradas e reconhecidas em meados do século XX.

A Basílica de São Pedro, com os seus 218 metros de comprimento e 136 metros de altura e 23.000 m².  de área é um dos maiores edifícios católicos do mundo.

 O interior da basílica de São Pedro abriga 45 capelas e 11 altares, com valiosíssimas obras de arte, onde se destacam algumas obras de arte da antiga basílica, como a estátua de bronze de São Pedro, atribuída a Arnolfo di Lapo.

Antes da atual Basílica, existia no local uma igreja do século IV, construída pelo Imperador Constantino.

A Basílica de São Pedro é uma igreja sem comparação com qualquer outra, uma enorme igreja repleta de obras de arte significativas e  túmulos, incluindo o do Papa João Paulo II.

Uma das obras mais bonitas é a Pietá de Michelangelo em mármore na entrada à direita. Esta obra encontra-se protegida por um vidro à prova de bala depois de sido atacada por um vândalo em 1972.

Cúpula da Capela de São Pedro

Cúpula de São Pedro

A Cúpula de São Pedro é um dos grandes destaques da Basílica de São Pedro. Conhecida como a cúpula mais alta do mundo, bem como a construção mais grandiosa da cristandade, a cúpula da basílica não é apenas uma peça icônica da arquitetura, mas também um símbolo para os católicos do mundo inteiro.

Iniciada em 1506 pelo famoso arquiteto romano Donato Bramante e mais tarde passado a seus sucessores, como Raphael, foi Michelangelo impulsionou grande parte da construção da cúpula. Quando faleceu, deixou para trás o tambor para a cúpula e uma escultura de madeira para seu assistente continuar o seu trabalho.

 

Praça de São Pedro

Praça de São Pedro

Trata-se da enorme espaço situado em frente à Basílica de São Pedro, no Vaticano, repleta de colunas dispostas numa área circular com um obelisco de 25,5 metros de altura, ao centro.

Nas imponente entrada para a Basílica de São Pedro, as colunatas em semicírculo de ambos os lados, da autoria do escultor barroco romano Bernini, parecem envolvê-lo em seus braços.

 Dentro da colunata fica o check-in de segurança para a entrada da Basílica e, do outro lado, a estação de correios do Vaticano

É na praça de São Pedro que o Papa celebra Missa Pontifícia nas maiores festas da Igreja. Destaque ainda para as 140 estátuas de santos e mártires, papas e fundadores de ordens religiosas que saúdam os peregrinos da balaustrada das colunas, que tem 17 metros de largura. O brasão e as inscrições evocam o Papa Alexandre VII, que encomendou a obra.

Praça de São Pedro

Durante situações como a morte de um papa ou a eleição de um novo, e épocas de Páscoa e Natal, a praça fica lotada de peregrinos de todo o mundo.

 

 

Jardins do Vaticano

Jardins do Vaticano

Cobrindo mais de metade da cidade-Estado do Vaticano, os Jardins do Vaticano estendem-se ao longo de 23 hectares.

Era uma extensão de pomares e vinhas no início do século XIII, até 1279, quando o papa Nicolas III decidiu mudar a sua residência do Palácio de Latrão para a parte de trás do Vaticano, e fechou os jardins com uma parede.

No século XVI, o Papa Júlio II ordenou que o arquiteto Donato Bramante - criador da famosa Escadaria Bramantenos Museus do Vaticano - dividisse os jardins em três seções. Bramante redesenhou os jardins em um projeto renascentista, instalou um labirinto gigante, introduziu cedros libaneses e construiu um muro de pedra fortificado que ainda está de pé até hoje.

Embora os Jardins do Vaticano sejam fechados para o público em geral, eles podem ser vistos em excursões especializadas. Quem os visita, encontra jardins amplos e bem cuidados, espaços relvados, fontes, obras de arte e uma série de construções.

Organize as suas viagens de férias aqui

Para além de algumas informações acerca de cada destino, partilhamos aqui algumas ferramentas que utilizamos para organizar as nossas viagens para que também o possa fazer de forma fácil e rápida, economizando algum tempo e dinheiro.
Desde a simples reserva de Pacotes de Férias, Circuitos Turísticos ou Cruzeiros para aqueles que não gostam de ter muito trabalho no planeamento, até às reservas de  voos, hotéis ou outro tipo de alojamento, aluguer de carro e contratação de seguro de viagem, especialmente para aqueles que gostam realmente de escolher tudo e planear as férias ao pormenor.
Disponibilizamos ainda a possibilidade de reservar antecipadamente alguns passeios turísticos e ingressos para atrações no destino, poupando assim tempo e evitando filas de espera nas principais atrações do destino escolhido para as próximas férias.

travel 2 icon

 

Pacotes de Férias

tracking route icon

 

Circuitos

cruise icon
 

Cruzeiros

Transport Airplane icon
 

Voos

Household Bed icon
 

Hotéis

car icon
 

Aluguer de Carro

colosseum icon
 

Passeios Turísticos

insurance icon
 

Seguro de Viagem

 

 

A nossa App Android

Hotelbooking QR

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 145 visitantes e 0 membros em linha