Booking.com

 
 
 

A maior e considerada a mais africana de todas as ilhas de Cabo Verde, Santiago pertence ao grupo de Ilhas do Sotavento e estende-se por cerca de 75 km de comprimento, no sentido norte-sul e cerca de 35 km de largura, no sentido leste-oeste, uma ilha espetacular onde os contrastes são nítidos.

 

Cidade da Praia

A cidade da Praia é a capital e cidade mais populosa de Cabo Verde.

 

Aeroporto da Praia

O Aeroporto Internacional da Praia é o principal ponto de entrada internacional da Ilha de Santiago e situa-se a cerca de 3 quilómetros do centro da cidade. O aeroporto recebe voos internacionais procedentes de Lisboa, Paris, Amesterdão, Munique, assim como da América do Sul (Fortaleza, Brasil), da América do Norte (Boston) e do continente africano, além dos voos domésticos.

 

Ribeira de São Domingos

Ribeira Grande de Santiago, antes Cidade Velha, a 15 km a oeste da Praia, na costa, foi a primeira capital de Cabo Verde.

Cerca de 50 km a norte da Praia localiza-se a cidade de Assomada com o seu concorrido mercado e o Museu da Tabanka.

Tarrafal

A norte da ilha, a cerca de 75 km da Praia, está a vila do Tarrafal, praia de areias claras e palmeiras, com alguma estrutura turística.

 

 

O que fazer na Ilha de Santiago

Em Santiago encontra uma infinidade de montanhas e vales, percursos e trilhos, muito para descobrir naquela que é a maior ilha do arquipélago e que acomoda metade da população do país.

Considerada o berço da cultura cabo-verdiana, a ilha de Santiago oferece uma riqueza cultural, gastronómica e paisagística, únicas, para além de belas praias que são uma das principais razões da escolha da maioria dos visitantes que fazem desta ilha destino das suas férias ano após ano.

É aqui também que encontrará as memórias de outros tempos, no silêncio e nas ruínas da Cidade Velha, antiga Ribeira Grande, primeira cidade portuguesa.

Possui igualmente bonitas baias e enseadas como São Martinho, Praia-Baixo, São Francisco, Tarrafal e de Ribeira de Prata, merecem uma visita e…um mergulho obrigatório!

O mercado do sucupira (mercado popular) e o de verduras na cidade da Praia constituem, também, passagens obrigatórias.

Venha daí e deixe-se envolver pela magia contagiante da ilha mais africana do arquipélago.

 

 

Como se Deslocar na Ilha de Santiago

Transportes públicos garantem durante todo o dia ligações à Praia ao Tarrafal.

Mais vagarosa é a ligação que percorre a costa Leste da ilha. Partem do mercado Sucupira, situado a Oeste do Plateau da Praia.

Para a Cidade Velha, os transportes partem de Terra Branca, bairro a Sudoeste do Plateau.

Alugar um táxi durante um dia pode custar 7.000$, mas existe uma oferta diversificada de veículos para alugar e várias possibilidades de excursões para toda a a ilha.

Se as excursões não forem efetuadas pelos hotéis ou Agências de Viagens, os preços são sempre negociáveis.

 

 

Excurses

 

Um Pouco de História

Na ilha de Santiago, o contraste entre os ingredientes culturais negros e brancos do passado do arquipélago revela-se com nitidez.

Na costa Sul, a 10 km da cidade da Praia, a primeira capital de Cabo Verde – Ribeira Grande – revela ainda hoje a sua ascendência europeia, enquanto que as populações que habitam nas montanhas – cujos antepassados foram escravos que fugiram à repressão – denotam comportamentos culturais tipicamente africanos.

Os navegadores António Noli e Diogo Gomes chegaram a Santiago em 1460 e estabeleceram a primeira colónia portuguesa na Ribeira Grande (atual Cidade Velha). A cidade prosperou como entreposto comercial, reabastecendo navios e no tráfico negreiro. A vulnerabilidade da sua orla costeira, exposta a constantes ataques de piratas e corsários, determinou o seu declínio e transferência, em 1770, da capital e sede do governo do arquipélago para a cidade da Praia.

Entre os corsários famosos que atacaram a Cidade Velha, destacam-se Francis Drake que, em 1585, a saqueou e, em 1712, o pirata francês Jacques Cassard repetiu a façanha.

Santiago tem atualmente 260 mil habitantes, dos quais cerca de 120 mil residem na cidade da Praia.

 

 

Onde Ficar

A oferta é muito variada, tanto em preço como em qualidade, embora a cidade da Praia ofereça uma gama mais diversificada de hotéis, pousadas e pensões.

Também encontrará alojamento no Tarrafal, Santa Catarina, Cidade Velha, Calheta de São Miguel, Rui Vaz e Santa Cruz.

Aqui encontra a melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias na Ilha de Santiago, Cabo Verde.

banner 320x50 pt

 

 

Onde Comer

A oferta é variada em toda a ilha, embora a capital ofereça uma maior gama de opções, quer ao nível de pratos tradicionais – churrasco de frango e pintchos (espetada de carne de porco) – como de cozinha mais sofisticada. A cachupa e as refeições de marisco são muito procuradas.

Existem restaurantes que servem receitas de comida internacional.

Aventure-se no interior insólito da ilha...

 

Para além do fulgor da capital, Santiago é uma ilha de montanhas escarpadas, rochas vulcânicas e vales verdejantes.

Nesta viagem pelo interior místico, não deixe de visitar o colorido mercado da Assomada, um importante ponto comercial, com um ambiente singular, numa mistura entre campo e cidade.

Não perca também o vale de S. Domingos, o Pico d’ Antónia (o ponto mais elevado da ilha).

A Jardim Botânico de S. Jorge, “Rui Vaz”, o Parque Natural de Serra Malagueta, Calheta de São Miguel e Santa Cruz, São Lourenço dos Órgãos e São Salvador do Mundo são igualmente pontos de visita obrigatórios.

 

Jardim Botânico Nacional - Fresco, verdejante e alegre. Fica em São Jorge dos Órgãos, anichado na Serra do Pico d’Antónia.

Parque Natural da Serra da Malagueta - A área do parque da Serra Malagueta compreende o atual perímetro florestal estatal e algumas escarpas onde a presença de endemismos seja significativo. A área contém o maior número das plantas endémicas da ilha de Santiago (26) 14 dos quais estão classificados como ameaçadas na lista vermelha de Cabo Verde.

 

Museu Etnográfico da Praia - Rua 5 de Julho, Porta Nº. 45. Plateau. Praia. Tel: 261 84 21

E-mail: nmuseolóEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Museu foi inaugurado em 1997 para albergar um acervo de objeitos que representam os usos e costumes tradicionais do povo cabo-verdiano.

O Museu Etnográfico da Praia, através de coleções relacionadas com a atividade agropecuária; a pesca; a tecelagem (cestaria, panaria); a latoaria; a olaria; utensílios de moagem e acessórios, procura dar a conhecer e perpetuar a memória coletiva do povo cabo-verdiano.

Horário de Visita: Segunda à Sexta-Feira das 09H00 – 12H00 e das 14H00 às 18H00

Pagamento de Ingresso: 100$00 pela entrada, com a exceção de crianças; terceira idade; estudantes; Delegações (quando pedem, à priori, a devida autorização).

 

Museu de Arqueologia

Rua Cabo Verde Telecom (Atrás do Estado Maior das Forças Armadas), Chã-de-Areia, Praia

Tel: (238) 261 88 70.

E-mail: nmuseolóEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O atual Museu foi inaugurado em 24 de Outubro de 2008, depois de se ter feito obras de requalificação do edifício. O acervo do Museu é constituído por coleções resultantes das escavações arqueológicas subaquáticas levadas a cabo nos mares do Arquipélago de Cabo Verde, pelas empresas Sul Africana, Afrimar e Portuguesa, Arqueonautas S.A. (na sua maioria) e ainda das escavações arqueológicas terrestre levadas a cabo na Cidade Velha (Ribeira Grande de Santiago).

Horário de Visita: Segunda à Sexta-Feira das 09H00 – 12H00 e das 14H00 às 18H00

Pagamento de Ingresso: 100$00 pela entrada, com a exceção de crianças (dos 9 aos 14 anos); pessoas da terceira idade; estudantes (provisoriamente); Delegações (quando pedem, à priori, a devida autorização).

 

Igreja de Nossa Senhora da Graça

Edifício com mais de 200 anos, instalado bem no coração da cidade, perto dos Paços do Concelho e do Palácio da Justiça.

 

Praça Alexandre de Albuquerque

Localizada no coração do primeiro bairro residencial da cidade; o Plateau.

 

Palácio da Cultura

Plateau. Tem um cyber café e uma livraria. Promove eventos culturais.

 

Mercado de Sucupira – Praia

Vende de tudo, do vestuário ao artesanato, da música à doçaria. É um retrato antropológico fiel do local.

 

Cidade Velha (Ribeira Grande de Santiago)

A vinte minutos da capital, berço histórico de Cabo Verde e Património Mundial, a Cidade Velha tem muito o que visitar, nomeadamente:

Ruínas da Sé Catedral - Cidade Velha

Um dos mais emblemáticos e imponentes edifícios do período colonial.

Fortaleza Real de São Filipe

Situado no planalto, à entrada do centro histórico da Cidade Velha, este monumento oferece uma vista magnífica da vila e da ribeira. A sua construção data do século XVI.

Pelourinho - Cidade Velha

Beneficiou de obras de restauro. Símbolo do poder municipal e local onde a justiça era aplicada.

Convento de São Francisco - Cidade Velha

Edifício do século XVII, parcialmente restaurado. Sítio de paz e tranquilidade relembrando a construção de antigas igrejas.

Sala de exposição “ NOS GUENTIS”

A sala de exposição “ Nos Guentis” insere-se no projeto de valorização das tradições culturais do mundo rural cabo-verdiano. Do ponto de vista turístico, procura ser um espaço de promoção da cultura que se produz na zona de São Jorge, bem como das atividades agrárias e do trabalho do INIDA.

Horário de funcionamento: 08h -14h, todos os dias, exceto sábados e domingos.

Centro Cultural Museu da Tabanka - Praça Gustavo Monteiro. Assomada - Santa Catarina. Tel: 265 28 00.

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Foi inaugurado em Fevereiro de 2000 e está instalado num edifício do séc. XIX restaurado que foi outrora usado como edifício governamental.

Situado bem no coração de Assomada, o seu espólio relata a história da vila e do concelho de Santa Catarina. Também possui objetos associados ao ritual musical da Tabanka.

Horário de Visita: Terça à Sexta-Feira das 09H00 – 13H00 e das 15H00 às 18H00 e no Sábado das 09H00 às 16H00 (horário contínuo)

Pagamento de Ingresso: Todos os visitantes pagam um preço simbólico de 100$00 pela entrada, com a exceção de crianças; pessoas da terceira idade; estudantes; Delegações (quando pedem, à priori, a devida autorização).

Museu da Resistência (Campo de Concentração do Tarrafal)

Campo de Concentração - Chão Bom – Tarrafal - Tel: 266 68 26.

Criado em 1936 para encarcerar presos políticos, foi encerrado na década de 70. É hoje considerado Monumento Nacional.

Horário de Visita: Segunda ao Domingo das 08H00 às 18H00 (sem interrupção)

Pagamento de Ingresso: Todos os visitantes pagam um preço simbólico de 100$00 pela entrada, com a exceção de crianças (dos 9 aos 14 anos); pessoas da terceira idade; estudantes (provisoriamente); Delegações (quando pedem, à priori, a devida autorização).

Viva aqui a história e a cultura de Cabo Verde...

Santiago é a ilha de todos os contrastes, desde as praias amenas, às paisagens únicas, aos traços da ruralidade no interior, passando pelos fragmentos de história que nos transportam a épocas longínquas.

Conheça o berço da nacionalidade cabo-verdiana – Cidade Velha – onde reina, imponente, a Fortaleza Real de São Filipe. Visitar Santiago é descobrir as raízes do país e as marcas do povoamento, enquanto se deixa envolver pela morabeza e pelos ritmos frenéticos do batuque.

Uma visita à comunidade dos “Rabelados” (comunidade que ficou muitos anos isolada do resto e que manteve modos de vida ancestrais) impõe-se ao visitante.

Após uma agradável viagem pelo interior da ilha, chegamos a uma baía rodeada de coqueiros, onde fica uma das praias mais paradisíacas de todo o Arquipélago de Cabo Verde: o Tarrafal.

O concelho, que se localiza no norte da ilha de Santiago, alberga também o ex-campo de concentração do Tarrafal, hoje transformado em museu. Criada pelo Governo Português em 1936, a Colónia Penal do Tarrafal, também conhecida como “Campo do Tarrafal”, foi durante anos local de atrocidades e atentados aos direitos humanos, até ser encerrado em 1954.

Descubra a variedade de momentos de lazer da capital...

A multiplicidade artística de Cabo Verde tem forte expressão na capital, a cidade da Praia. Existe uma ampla oferta a nível de restaurantes, bares, museus e atividades culturais, desportivas e de lazer. Nos muitos restaurantes existentes, a gastronomia é variada e de sabores únicos, oferendo desde pratos típicos, como a cachupa, às especialidades com peixe e marisco, acompanhadas, quase sempre, de música ao vivo aos fins-de-semana. Dê um passeio pelo Platô, centro histórico e nevrálgico da cidade da Praia, e descubra a agitação do mítico restaurante “Quintal da Música”, que proporciona noites e momentos inesquecíveis de convívio, sabores, aromas e riqueza artística.

Vida Noturna

Aos fins-de-semana a cidade da Praia enche-se de uma alegria frenética que se prolonga noite dentro nas discotecas, bares, pubs e, até, nos restaurantes, muitos dos quais têm música ao vivo.

Festas Regionais

Tarrafal - Dia do Município - 15 de Janeiro

São Domingos - Festa de Nho Febrero - 02 de Fevereiro

Em diversas localidades - Dia de Cinzas 4ª feira depois do Carnaval

São Domingos - Dia do Município - 13 de Março

Picos - São Salvador do Mundo - 15 dias depois da Páscoa

São Jorge dos Orgãos - Dia de São Jorge - 23 de Abril

Serra Malagueta - Dia de São José - 01 de Maio

Santa Cruz - Festa de Nha Bela Cruz - 03 de Maio

Ribeira de São Miguel - Festa de São Miguel Arcanjo - 08 de Maio

Assomada - Dia de Nossa Sra. de Fátima - 13 de Maio

Ribeira da Barca - Dia de Imaculada Conceição - 31 de Maio

Santa Cruz - Dia do Município - 25 de Julho

Vila de Calheta - Dia de Nossa Sra. do Socorro - 15 de Agosto

Calheta São Miguel - Dia do Município - 29 de Setembro

Santa Catarina (Assomada) - Dia do Município - 25 de Novembro

Ribeira da Prata - Nossa Sra. da Boa Esperança - 18 de Dezembro

Compras

Na cidade da Praia – mercado de Sucupira – Tarrafal, Assomada e Calheta de S. Miguel encontrará artesanato local variado, sobretudo cerâmica, tecelagem, cestaria e escultura em madeira.

Em S. Jorge e São Domingos existem postos de venda de artesanato, onde é possível assistir aos artesãos fabricando os objetos artísticos.

Na Assomada realiza-se uma feira de artesanato todas as quartas e sábados e no Tarrafal todas as segundas e quintas. Existe também artesanato oriundo do continente africano, sobretudo do Senegal.

Reserve aqui as suas viagens

hotelbooking small
 
Se realmente gosta dos nossos artigos e acha os mesmos úteis para as suas viagens de férias, reserve o seu alojamento, os seus voos, as suas viagens e as suas excursões e atividades com os nossos    
parceiros, através do nosso site.
Não paga mais por isso e está a ajudar o nosso projeto.
Obrigado! e boas viagens de férias!
botaobooking Abreu Edreams
     
Logitravel Rumbo Viator

 

 

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
logo logitravel
Cruzeiros
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 88 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking