Booking.com

 
 
 

Não há bela sem senão e a África do Sul é um bom exemplo, um país com enorme beleza e espetacularidade mas que regista um nível muito elevado de criminalidade, apesar dos crimes mais violentos ocorrerem em townships e áreas isoladas, longe dos principais destinos turísticos. Ficam aqui algumas recomendações a ter em conta.

 

Evite trazer avultadas quantias em numerário e objectos pessoais de assinalável valor. O viajante deve guardar os documentos de identificação, dinheiro e objectos de valor nos cofres de hotéis ou habitações e ter o cuidado de evitar exibir nas ruas e outros locais públicos máquinas de filmar e fotografar e outros objectos apetecíveis, como telemóveis e jóias. Deve prestar redobrada atenção aos seus pertences e nunca os perder de vista. Deverá sair para o exterior do seu alojamento com o dinheiro e documentação estritamente necessários. Faça fotocópia de todos os seus documentos e não se desloque com originais, salvo quando indispensável.

Nunca ande a pé sozinho ou em áreas isoladas ou mal iluminadas. Andar a pé na via pública deverá ser limitado a áreas ostensivamente policiadas.

Se utilizar o seu cartão de crédito ou de débito, nunca perca de vista o cartão e exija que a transacção seja feita à sua frente. Caso necessite de utilizar Multibanco (ATM), opte por o fazer durante o dia e preferindo máquinas que estejam em locais muito frequentados (centros comerciais, bancos, estações de serviço, etc.). Nunca aceite ajuda de estranhos. Evite levantar dinheiro sozinho. Tente levar alguém que o ajude a vigiar o ambiente à sua volta. Evite circular com grandes quantias em dinheiro, sendo preferíveis os cartões de crédito e os cheques de viagem.

Evite deslocar-se a “townships” e bairros e áreas degradadas a não ser que acompanhado por pessoas que conheçam devidamente a zona ou por agentes turísticos que habitualmente os frequentem.

Tem havido um aumento do número de incidentes envolvendo estrangeiros à saída do Aeroporto Internacional OR Tambo, em Joanesburgo, que são seguidos até ao seu destino sendo depois vítimas de assalto, muitas vezes armado. Esteja vigilante no aeroporto, à saída e quando se afasta em direção ao seu destino.

 

Ao conduzir

Face a qualquer suspeita, não pare e telefone à Polícia.

Mantenha as portas do carro sempre trancadas, as janelas fechadas e quaisquer bens pessoais fora de vista.

Não reaja às indicações de outros condutores ou transeuntes de que algo de errado se passa com o seu carro e dirija-se de imediato à estação de serviço ou de polícia mais próximas.

Em caso de avaria do carro, contacte de imediato os serviços de emergência e/ou a companhia de aluguer do seu automóvel.

Não tente afastar os obstáculos que possa encontrar a bloquear a estrada. Se possível, contorne-os e avise de imediato a Polícia.

Evite viajar à noite, não circule por ruas pouco movimentadas e iluminadas.

Recomenda-se também que não circule em certas áreas citadinas após o pôr-do-sol e, em algumas, com restrições mesmo durante o dia (o centro das grandes cidades é o exemplo mais óbvio).

Pede-se ao viajante que não pare o automóvel para dar ou pedir informações (salvo em postos de abastecimento de gasolina).

Ao sair do automóvel feche as portas e não deixe objectos à vista, sobretudo malas de mão, máquinas de filmar ou fotográficas ou dinheiro. Confirme sempre se o carro ficou trancado.

Nunca peça nem ofereça boleia. Para estacionar dever-se-ão utilizar sempre áreas concorridas e nunca locais ermos.

Recomenda-se particular atenção ao recurso ao GPS que, com frequência, calcula percursos em razão da menor distância que podem levar os condutores para áreas menos seguras.

Tenha atenção ao consumo de álcool, o limite é de 0,05 gramas por litro de sangue.

 

Informações específicas sobre os principais centros urbanos

Joanesburgo: área de maior número de roubos e assaltos à mão armada a pessoas na rua e a residências, bem como de sequestros de pessoas em viaturas (carjacking) . Deve circular-se com as devidas precauções no centro histórico da cidade, área considerada de maior risco. Recomenda-se, por isso, que fora das áreas situadas nos novos centros comerciais e financeiros, designadamente no chamado centro histórico da cidade se circule com as devidas precauções e, de preferência, na companhia de guias turísticos identificados ou pessoas de confiança familiarizadas com as áreas.

 

Pretória: Situação de segurança em progressiva deterioração. Assalto a residências, lojas, roubo de viaturas com arma de fogo e assaltos com armas brancas na via pública. Como nas restantes cidades, a maioria dos crimes acontece nos bairros periféricos, não oferecendo grande segurança a velha baixa de Pretória.

 

Cidade do Cabo: Embora considerada uma das cidades com maior violência da África do Sul, é também aquela que mais turistas acolhe e que menos regista situações de assalto (ou outras mais graves) nas zonas turísticas e de maior frequência. Devem, por isso, ser evitadas zonas remotas e os bairros periféricos e/ou mais degradados. O centro da Cidade/zonas mais procuradas pelos turistas podem ser visitados com segurança durante o dia, embora à noite devem ser evitadas deslocações a pé.

 

Durban: Têm vindo a registar-se episódios de violência xenófoba no centro de Durban, nas áreas suburbanas de KwaMushu e Umlazi e em Pietermaritzburg. Evite deslocar-se ao centro de Durban.

 

Outras informações importantes

Contactos de emergência:

- Polícia (Flying Squad) - 10 111 ou 112 (só telemóveis);

- Emergência médica - 10 177;

- Bombeiros (Cidade do Cabo) – 107;

- Bombeiros (Joanesburgo) - 011 3755911 / 011 3345561;

- Comissariado Provincial de Polícia (Cidade do Cabo) - 021 4177389.

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 69 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking