Farol do Cabo de São Vicente, Sagres

Farol do Cabo de São Vicente

Situado na bela vila de Sagres, Vila do Bispo, no promontório do Cabo de São Vicente, o Farol do Cabo de São Vicente é uma das atrações turísticas mais visitadas do Algarve.

Cape St. Vincent Lighthouse

Sabia que foi no Algarve que brilhou o primeiro farol de Portugal? Foi em 1515 que o Farol do Cabo de São Vicente, em Sagres, brilhou pela primeira vez. Era então uma torre do convento de São Vicente, usada pelos frades, que acendiam a luz que norteava os marinheiros.

Fortaleza Cabo de São Vicente

Do antigo convento restam apenas os arcos do claustro e as cisternas, e da fortaleza que o protegia permanece a muralha.

O farol do Cabo São Vicente ou Farol de D. Fernando, foi mandado construir do D. Maria II, tendo entrado em funcionamento em outubro de 1846. Era então iluminado a azeite e o carácter da luz era de dois clarões de dois segundos a cada dois minutos de período, sendo que o alcance luminoso rondava as seis milhas náuticas.

O farol foi posteriormente deixado ao abandono por vários anos, atingindo um estado de quase ruína até 1897, altura em que foi remodelado. A torre foi aumentada em 5,70 metros e o aparelho ótico original foi substituído por um novo, mais avançado. Em 1908 o farol remodelado voltou a trabalhar com um novo aparelho, hiper-radiante, um aparelho lenticular de Fresnel de 1330 milímetros de distância focal – o que lhe confere a categoria de hiper-radiante, atualmente a maior ótica que existe nos faróis portugueses e um dos dez maiores do mundo, consistindo em três painéis óticos de oito metros quadrados com 3,58 metros de altura, flutuando em 313 quilogramas de mercúrio.

 A fonte luminosa instalada, era um candeeiro de nível constante de cinco torcidas, passando, anos mais tarde, a funcionar com a incandescência pelo vapor de petróleo. A rotação da ótica era conseguida através de um mecanismo de relojoaria.» O farol passou então a ter um período de 15 segundos e 5 relâmpagos. O alcance luminoso rondava as 33 milhas.

Em 1914 foi instalado um sinal sonoro e em 1926 foram instalados motores-geradores para permitir a substituição da lanterna a vapor de petróleo por uma lâmpada elétrica. Dadas as exigências da Segunda Guerra Mundial, em 1947 foram-lhe instalados painéis deflectores, tornando-se, assim, num farol aeromarítimo e em 1948 foi ligado à rede pública de energia elétrica. Um ano depois, foi instalado em rádio farol que funcionou até 2001. Em 1982 foi automatizado e tornou-se controlador do Farol de Sagres.

O atual farol deste cabo (de 1846) eleva-se a 28 metros de onde se avista uma das mais belas paisagens da Europa, com arribas caprichosas e o infinito azul do Atlântico.

Location

A nossa App Android

Hotelbooking QR

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 59 visitantes e 0 membros em linha