Booking.com

 
 
 

Lisboa, a capital portuguesa

Lisboa

Em qualquer altura do ano, Lisboa, a capital portuguesa é um destino de eleição para visitar e revisitar ao pormenor.

 

Transferes Aeroporto

A pé pelos bairros típicos, de eléctrico pelas zonas antigas, subindo ou descendo as colinas em elevadores seculares, de barco num passeio pelo Tejo, ou mesmo de metropolitano, verdadeiro museu subterrâneo de arte contemporânea portuguesa, todos os meios são bons para descobrir a diversidade cultural de grande interesse que Lisboa oferece.

Lisboa

Para ocidente, já a caminho da foz do Tejo, a zona de Belém, com os seus jardins e os seus monumentos que são Património Mundial da UNESCO, a Lisboa dos Descobrimentos é ponto de paragem obrigatória.

Mosteiro dos Jerónimos

Da reconstrução logo após o terramoto de 1755, nasceu o traçado regular e simétrico de cidade iluminista, aberta para o rio. É a "Baixa de Lisboa", zona de lojas tradicionais que, infelizmente já não tem a vida de outros tempos.

No Chiado, um bairro de sedução, evoca-se o charme burguês da Lisboa do séc. XIX e para oriente. O Parque das Nações concentra uma vasta oferta de lazer em que se destaca o Oceanário.

 As melhores excursões

À noite, soam nos bairros tradicionais de Lisboa as vozes do Fado e os mais jovens reúnem-se nos animados bares das Docas, à beira do rio, ou do Bairro Alto, ao lado do Chiado.

 

Belém

Torre de Belém

Belém é o bairro memória da era dos Descobrimentos e da expansão marítima portuguesa. Local de onde, nos séculos XV e XVI, partiram as caravelas e chegaram as novas das descobertas.

 

D. Manuel I mandou então construir o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém, símbolos do da riqueza e do esplendor quinhentista de Portugal. Classificados Património da Humanidade, são duas obras-primas do estilo "manuelino", interpretação portuguesa do gótico final. Nas antigas dependências conventuais do mosteiro podemos encontrar o Museu Nacional de Arqueologia e o Museu da Marinha, onde poderá saber um pouco mais das técnicas de navegação que os portugueses usaram.

 

No séc. XVIII, o rei D. João V elegeu Belém para sua residência, mandando restaurar o Palácio e fazer uma escola de equitação. O Picadeiro foi adaptado a Museu Nacional dos Coches e o palácio "cor-de-rosa" tornou-se a residência oficial do Presidente da República.

 

Em 1940, a pretexto das comemorações da fundação da nacionalidade, o governo de Salazar decidiu realizar aqui a "Exposição do Mundo Português". Para o efeito o traçado de Belém foi reorganizado e surgiram a Praça Afonso de Albuquerque, em homenagem ao primeiro vice-rei da Índia, a Praça do Império, o Padrão dos Descobrimentos e as zonas ribeirinhas de lazer.

 

A Igreja da Memória, a Capela de São Jerónimo, o Jardim Agrícola Tropical, o Centro Cultural de Belém e o Museu de Etnologia completam o conjunto museológico deste bairro.

 

Hoje, já não existe aqui nem o porto nem a praia dos Descobrimentos, mas uma agradável zona de lazer e cultura onde os lisboetas gostam de passear. A visita a Belém não ficará completa sem uma paragem na centenária Casa dos Pastéis de Belém, onde deve provar esta doce especialidade.

 

Procurar Hotel com desconto e promoções de Férias em Lisboa!

banner 320x50 pt

 

 

 
Promoções
 
Hotéis

 

ref-booking-large
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Excurses

 

 

Online

Temos 108 visitantes e 0 membros em linha

Voos

 

My Hotelbooking