O Melhor para fazer no Algarve

As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

O melhor para fazer no Algarve, destino no sul de Portugal, famoso pelas praias de areia dourada, excelente clima ao longo de todo o ano, golfe de classe mundial... e muito mais.

 

Férias no Algarve / O Melhor para fazer no Algarve

 

As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

 

As melhores coisas para fazer no Algarve

A melhor seleção de alojamento de férias no Algarve

As melhores coisas para fazer no Algarve

 Com o seu clima suave e temperado pelo Atlântico, praias de areia macia de cores douradas envoltas nos mais diversos cenários, culinária simplesmente deliciosa, paisagens costeiras deslumbrantes e um interior calmo e tranquilo, dando a sensação de ter parado no tempo, não surpreende nada o facto de o Algarve ser um dos destinos de férias mais populares da Europa.

Escolher 10, 15 ou vinte das melhores coisas para fazer no Algarve pode parecer uma tarefa fácil, no entanto, face aos numerosos locais fantásticos que valem a pena visitar, torna-se uma tarefa algo inglória escolher as melhores coisas para fazer e deixar de fora algumas actividades ou locais igualmente fantásticos.

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

1 - Visitar a Ponta da Piedade e as praias dos arredores

Ponta da Piedade - As melhores coisas para fazer no Algarve

Sem dúvida uma das melhores coisas para fazer no Algarve, uma visita à Ponta da Piedade, em Lagos. Uma das atracões turísticas naturais mais belas do Algarve, a Ponta da Piedade é mais do que um simples local costeiro do Algarve com belas formações rochosas, é uma verdadeira obra-prima da natureza esculpida do longo do tempo força das águas do mar.

Farol da Ponta da Piedade

A Ponta da Piedade situa-se perto do quase centenário Farol da Ponta da Piedade e trata-se de uma falésia com cerca de 20 metros de altura, composta por várias formações rochosas e grutas, com formas bastante curiosas que foram esculpidas pelo mar ao longo dos tempos.

No lado este do Farol situa-se aquele que é talvez o conjunto rochoso mais belo e espectacular, aquele que é mais fotografado pelos visitantes. Uma escadaria de pedra leva-o até ao nível do mar onde vários barcos de pescadores esperam clientes para os passeios onde mostram as rochas mais curiosas, entre elas, a “a balança”, “a cozinha”, “o gigante” ou “o sapato”.

Praia de Dona Ana - As melhores coisas para fazer no Algarve

Praia de Dona Ana, Algarve

Uma vez na Ponta da Piedade, aproveite para fazer um passeio pelas falésias, tanto para este como para oeste onde encontrará inúmeras formações rochosas de beleza e espectacularidade única.

Praia do Camilo - As melhores coisas para fazer no Algarve

Praia do Camilo, Algarve

Ao este do Farol, a uma caminhada de curta distância, situam-se duas das mais belas praias do Algarve, consideradas pelas crítica internacional, como das mais belas da Europa e do Mundo, a Praia de Dona Ana e a Praia do Camilo. Outra das melhores coisas para fazer no Algave, sem dúvida, aprecie as vistas ao pomenor e/ou desfrute de uma manhã ou tarde nume destas espetaculares praias.

Ao oeste do Farol, destacamos algumas magnificas formações rochosas, algares e grutas para além da vista da Praia do Canavial.

 

Férias em Lagos

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

2 - Percorrer a rota costeira de Burgau a Salema

Burgau - As melhores coisas para fazer no Algarve

Muitas vezes esquecida e ainda fora dos radares turísticos, a opção por esta estrada a caminho de Sagres não só evita as filas de transito até ao ponto mais ocidental da Europa, como também resulta numa experiência bastante gratificante, com belos cenários e certamente muitas paragens pelo caminho para explorar tudo ao pormenor.

Começe pela pequena vila piscatória de Burgau, localizada na entrada do Parque Natural da Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano, uma vila que actualmente vive do turismo e tem como principal atracão a pequeena praia da Praia de Burgau, rodeada por montes que a protegem do frequente vento forte característico do Barlavento.

Siga para oeste e alguns quilómetros depois vai entrar na zona do Barrancão, uma zona onde começam a surgir algumas casas à beira da estrada. Encontrará um desvio à esquerda com indicação de Praia de Almádena – Cabanas Velhas que vale a pena visitar.

Continuando a viagem, um pouco mais à frente encontrará as Ruinas do Forte de São Luís de Almádena. Vale a pena parar para conferir os espectaculares cenários. Segue-se a Boca do Rio novamente com fabulosos cenários, não apenas marítimos, como também rurais. Segue-se Salema, outra localidade de origens piscatórias que hoje tem no turismo uma importante base da sua economia. De Salema siga para Figueira de onde poderá ir até à praia da Figueira, uma Praia tranquila e de extraordinária beleza cujo trajecto, ou parte dele, terá que ser feito a pé, passando por um vale de beleza espectacular.

Depois da visita à Praia da Figueira poderá regressar a Figueira e daí seguir para Sagres ou continuar a explorar mais algumas praias dos arredores como a Praia Das Furnas, Praia do Zavial, Praia da Ingrina e Praia do Barranco.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

3 - Visitar a Fortaleza de Sagres e o Cabo de São Vicente

Fortaleza de Sagres - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Dois dos marcos icónicos dos descobrimentos portugueses, a Fortaleza de Sagres, também referida como Castelo de Sagres ou Forte de Sagres e o Cabo de São Vicente localizam-se em Sagres, no extremo oeste do Algarve e são ambos de visita obrigatória.

Fortaleza de Sagres - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Inicie a sua vista pela Fortaleza conferindo o Portão Monumental e as imponentes muralhas, descubra as seis baterias defensivas orientadas para o mar e as guaritas, assim como a Rosa-dos-ventos e a Igreja de Nossa Senhora da Graça.

Fortaleza de Sagres - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Do interior da fortaleza pode ainda conferir as espectaculares vistas da costa e das enseadas de Sagres que abrigam algumas belas praias como a Praia do Tonel e a Praia da Mareta.

Cabo de São Vicente

Seguindo para o Cabo de São Vicente, não deixe de visitar a Praia do Beliche e a Fortaleza de Beliche ou, o que dela resta.  Segue-se o Cabo de São Vicente, onde se destaca o Farol, curiosamente o primeiro a brilhar em Portugal em 1515, então uma torre do convento de São Vicente, usada pelos frades, que acendiam a luz que norteava os marinheiros.

Sagres

Não saia de Sagres sem visitar a Vila de Sagres e os dois areais a este, a Praia da Baleeira e a Praia do Martinhal.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

4 - Visitar as praias e miradouros de Vila do Bispo

Vila do Bispo - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Sede do Concelho homónimo onde se situam algumas das atracões mais espectaculares do Algarve como a Fortaleza de Sagres e o Cabo de São Vicente, Vila do Bispo está situada a pouco mais de 8 quilómetros de distância de Sagres e uma autêntica jóia no Algarve com pouco mais de 1000 habitantes.

Aqui destacamos o espectacular da Torre de Aspa, antigo monumento militar, e as Praias de Cordoama e do Castelejo, assim como o ponto alto onde a estrada de divide nas direcções destas duas praias.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

 5 - Visitar o Centro Histórico de Lagos - Roteiro dos Descobrimentos

Lagos - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Trata-se de uma viagem imperdível pela história dos descobrimentos que aqui começou em Lagos.

Lagos

Em plena cidade de Lagos o roteiro consiste na vista à Caravela (réplica ) “Boa Esperança”, Monumento aos Navegadores Lacobrigenses (homenagem à coragem e ao espírito empreendedor dos navegadores lacobrigenses), Estátua a El-Rei D. Sebastião (Monumento que celebra os 400 anos de elevação de Lagos a cidade), Mercado de escravos (um dos ex-libris da cidade de Lagos e emblemático da sua ligação aos Descobrimentos, sendo conhecido por ter servido “como venda de escravos”), Estátua ao Infante D. Henrique (monumento inaugurado em 1960 em homenagem ao Infante D. Henrique na evocação dos 500 anos da sua morte), Cais das Descobertas (local de onde partiram as caravelas para a epopeia dos Descobrimentos Portugueses, Janela Manuelina implantada no edifício do Castelo dos Governadores ( Segundo a tradição, foi a partir desta janela que D. Sebastião terá assistido em 1579 a uma última missa, antes de partir para a Batalha de Alcácer-Quibir), Estátua a Gil Eanes ( monumento que homenageia o lacobrigense Gil Eanes, escudeiro do Infante D. Henrique, que em 1434 dobrou o Cabo Bojador) e o Castelo dos Governadores.

 

 

 

 

O Melhor para fazer no Algarve 

6 - Viver a Noite em Albufeira

Albufeira - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Por si só uma das grandes atracões algarvias que traz largas centenas de visitantes só para desfrutar da animação da noite em Albufeira.

O centro histórico de Albufeira é um dos principais centros de animação nocturna da cidade e é também onde se localizam algumas das casas e prédios mais antigos e com as fachadas mais típicas e tradicionais da cidade.

om uma enorme escolha de restaurantes, aqui encontra-se praticamente todo o tipo de gastronomia, desde a cozinha tradicional portuguesa, algo adaptada ao gosto internacional, à asiática e inúmeros bares e snack bares de estilo britânico. Com uma atmosfera mais genuína que a zona da Praia da Oura, esta zona que vai desde a Praia dos Pescadores à rua do Túnel e pequenas ruelas paralelas, inclui ainda a rua Cândido dos Reis e o Largo Eng. Duarte Pacheco.

Nesta zona nobre de Albufeira a vida noturna é simplesmente vibrante durante a época turística (de Março a Outubro).

A dois quilómetros de distância do Centro de Albufeira, a Oura, Rua da Oura  ou The Strip é a avenida que vai deste a rotunda de acesso à Praia da Oura, a Avenida Sá Carneiro até perto do Hotel Montechoro, a norte. Bastante movimentada durante a época alta e com uma atmosfera marcantemente britânica, esta área é muito movimentada durante a época alta, contando com uma enorme variedade de restaurantes, bares e lojas.

A vida nocturna é frenética com os bares abertos ao longo de toda a noite com muita música.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

7 - Visitar a Praia da Falésia e outras praias de Albufeira

Falésia - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Frequentemente considerada como uma das melhores praias algarvias, os extensos areais de areia dourada abrigados pelas belas falésias de tons ocre situam-se no Concelho de Albufeira, considerado como a capital do turismo no Algarve, no entanto, arriscamo-nos a dizer que existem mais praias de beleza igual ou superior à praia da Falésia. Deixamos aqui alguns exemplos: Praia de Maria Luísa, Barranco das Belharucas, Olhos de Àgua, Galé, São Rafael, Castelo, Arrifes e Salgados.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

8 - Praia da Rocha e praias até Alvor

Praia da Rocha - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Se considerarmos simplesmente a visita à Praia da Rocha como uma das melhores coisas para fazer no Algarve, estaremos a desiludir um pouco aqueles que se basearem nesta lista de melhores coisas para fazer no Algarve, levando-os para uma praia de cariz citadino caracterizada por um extenso areal atravessado por inúmeros passadiços de madeira, inserida num cenário urbano de edifícios altos separados por uma avenida de bares restaurantes e comércio. Recomendamos começar a sua viagem pelos areais na Praia da Rocha, seguindo para Alvor ou vice-versa, visitando praias como Três Castelos, Careanos, Vau, Alemão, Barranco das Canas, João Arens, Prainha e Três Irmãos.  

 

 

O Melhor para fazer no Algarve

9 - Visitar a Igreja de São Lourenço em Almancil

Igreja de São Lourenço

Situada em São Lourenço, na freguesia de Almancil (Loulé), Algarve, vale a pena um desvio da sua rota apenas para se maravilhar com a sua famosa igreja. A requintada igreja barroca de São Lourenço remonta ao século XVIII e é conhecida pelos seus detalhados azulejos, que mostram cenas elaboradas da vida de São Lourenço.

No espaço envolvente que mantém muito do carácter e encanto do antigo Algarve, um conjunto de edifícios antigos cuidadosamente preservados foi utilizado para alojar uma galeria de arte.

Em Almancil tem ainda a oportunidade de encontrar boas peças de cerâmica tradicional.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

10 – Visitar Ferragudo e o litoral do Concelho de Lagoa

As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Com uma magnífica vista da zona Ribeirinha de Portimão e da Praia da Rocha, Ferragudo situa-se na margem este do Rio Arade, sendo uma das mais pitorescas localidades litorais do Concelho de Lagoa e do Algarve.

Terra de pescadores desde sempre intimamente ligada ao rio e ao mar, embora mantenha a mesma ligação ao mar, Ferragudo tem actualmente a sua actividade económica fortemente ligada à actividade turística.

Para além da vila em si, Ferragudo possui outros aglomerados urbanos em franca expansão, dos quais se destaca a Aldeia de Luis Francisco, Vale de Azinhaga, Corgos, Gramacho, Presa de Moura e Vale de Lapa.

Ferragudo tem ao longo da sua área territorial uma vasta extensão ribeirinha e marítima de beleza única que deve ser explorada ao pormenor, com destaque para o seu belo e pitoresco cais de pesca, assim como uma pequena área de costa marítima na qual se destacam as praias da Angrinha, Praia Grande, Praia do Molhe, Praia do Pintadinho e Praia dos Caneiros.

Outro dos destaques de Ferragudo é a Ponta do Altar, local onde se situa o Farol da Ponta do Altar, ideal para caminhadas e desfrutar das belas vistas sobre as praias do Pintadinho e dos Caneiros, Praia da Rocha e Portimão.

Quanto ao litoral do Concelho de Lagoa, consideramos como imperdível a visita à Praia da Marinha e Praia de Albandeira, ambas situadas a nascente de Carvoeiro.

 

 

 

 

O Melhor para fazer no Algarve

11 - Visita ao Centro Histórico de Tavira, Ilha de Tavira, Santa Luzia, Praia do Barril e Pego do Inferno

Centro Histórico Tavira - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Um cinco em um em Tavira, uma das mais belas cidades do Algarve que soube combinar da perfeição o histórico e tradicional com o boom do Turismo.

Castelo de Tavira

Comece a sua visita pelo Centro Histórico de Tavira onde praticamente tudo é digno de visita.

Centro Histórico de Tavira - As 20 melhores coisas para fazer no Algarve

Mercado da Ribeira, o Palácio da Galeria, a famosa Ponte antiga sobre o rio Gilão, o Castelo e Muralhas de Tavira, o Forte do Rato, também denominado Forte de Santo António, o Quartel da Atalaia, o Antigo convento de Nossa Senhora da Piedade (ou das Bernardas), a Capela de Nossa Senhora da Consolação, o Convento de Nossa Senhora da Graça, a Capela de Nossa Senhora da Piedade, a Ermida de Nossa Senhora das Angústias (ou do Senhor do Calvário), a Ermida de Santa Ana, entre muitos outros monumentos, ilustram a riqueza do património de Tavira. Ainda na cidade de Tavira destaca-se o Arraial Ferreira Neto, estrutura de apoio às armações de pesca, localizada nas Quatro Águas, actualmente transformado numa unidade hoteleira, com um museu temático sobre a arte de pesca do atum.

Tavira

Ainda na cidade de Tavira vale a pena destacar as fachadas cuidadosamente decoradas das casas do centro histórico.

Segue-se a Ilha de Tavira, uma ilha arenosa com cerca de 11 km de comprimento, localizada a sul Tavira. Inserida no Parque Natural da Ria Formosa, as suas praias são muito frequentadas durante a época balnear. Como infra-estruturas de apoio ao turismo a ilha dispõe de um parque de campismo e de concessões de praia durante o período balnear. O acesso é feito através de barcos que partem de Tavira ou do cais das Quatro Águas, ou a pé via uma ponte que se situa junto da aldeia de Pedras D`el Rei.

Tavira

A ilha possui quatro praias. De leste para oeste, a Praia da Ilha de Tavira (ou simplesmente Praia de Tavira), a Praia da Terra Estreita, a Praia do Barril e a Praia do Homem Nu. Nos pontos da ilha mais afastados das concessões de praia o naturismo é tolerado; contudo, na região ocidental da Praia do Barril o naturismo encontra-se legalizado.

Praia do Barril

Praia do Barril, Algarve

Visitar a Praia do Barril é uma experiência super gratificante em qualquer altura do ano. A partir de Pedras D’el Rei, atravessa o sapal através de uma ponte e um pouco maia à frente há um pequeno Comboio para fazer o restante trajecto de cerca de 1 quilómetro. A praia do Barril é tipicamente uma praia de uma ilha arenosa, bastante ampla salta à vista o cemitério de âncoras existente no lado este.

Comboio

Santa Luzia

Entre Pedras D’el Rei e Tavira encontramos Santa Luzia, uma vila piscatória com 4,46 km2 de área e uma população de perto de 1500 habitantes. Considerada a capital do polvo, Santa Luzia é o destino perfeito para se deliciar com iguarias de povo assim como para tirar aquelas fotografias perfeitas num cenário de ria com barcos de pesca.

E para concluir o 5 em 1 de Tavira, nada como finalizar o dia no refrescante Pego do Inferno, a maior e mais bela das 3 cascatas da ribeira da Asseca em Santo Estêvão. Esta cascata, uma das mais curiosas de Portugal, cuja queda de água ronda apenas os 3 metros, dá origem a uma lagoa de tons verdes azeitona. Cor quente e mediterrânica que lhe advém da profundidade das suas águas e da cor dos terrenos e da vegetação onde se insere. Sobre esta cascata e a sua lagoa contam-se lendas e histórias que aumentam em muito a profundidade da lagoa que após medições foi certificada em cerca de sete metros.

A Cascata do Pego do Inferno esteve aberta ao público como espaço balnear até 2012, altura em que um incêndio destruiu a estrutura em madeira que levava os visitantes à Cascata.

Actualmente a natureza devolveu a beleza natural à região e mesmo sem a estrutura de madeira, esta bela Cascata continua a ser visitada por inúmeros banhistas no verão como espaço natural selvagem.

 

 

 

 

O Melhor para fazer no Algarve

12 - Observação de Golfinhos na região central do Algarve

Golfinhos

Um dos passeios marítimos que está em moda no Algarve é o de observação de Golfinhos, combinando a visita a algumas formações rochosas do litoral algarvio e, de facto este passeio tem-se revelado um verdadeiro sucesso.

Com uma duração de aproximadamente duas horas, há uma jornada em busca desses animais selvagens, seguindo para oeste, em direcção de incríveis cavernas e formações rochosas do belo litoral do Algarve. Os golfinhos nariz-de-garrafa e golfinhos comuns são as duas espécies mais avistadas na costa, criaturas inteligentes, amigáveis e travessas, com uma personalidade encantadora que nem sempre são avistadas.

Desde as Marinas de Vilamoura, Albufeira, Portimão ou Lagos encontra com relativa facilidade estes passeios.

 

 

 

 

O Melhor para fazer no Algarve 

13 – Descobrir o Centro Histórico de Faro

Faro

Capital distrital e principal centro urbano do Algarve, a cidade de Faro sede de um município com 202,57 km² de área e 64 560 habitantes.

O município é limitado a norte e oeste pelo município de São Brás de Alportel, a leste por Olhão, a oeste por Loulé e a sul tem costa no Oceano Atlântico.

Com suas origens a remontarem ao século VIII a.C, Faro conta com um rico património histórico e arquitectónico espalhado por toda a cidade.

Vale a pena passar umas boas horas em Faro e explorar ao pormenor todo o património histórico da cidade com destaque para a Sé Catedral de Faro, o Paço Episcopal, o Convento de Nossa Senhora da Assunção convertido no Museu Municipal, o Convento de São Francisco, a Fortaleza de Faro ou Muralhas de Faro, o "Castelo" ou Fábrica da Cerveja, o Arco da Vila, o Arco do Repouso, o Arco da Porta Nova, Celeiro de São Francisco, Governo Civil, os Paços do Concelho o Teatro Lethes ou Colégio de Santiago Maior, entre outras atracões.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

14 - Visitar o Forte de Nossa Senhora da Rocha

Senhora da Rocha

Localizado na estrada de Armação de Pêra para Porches, o Forte da Nossa Senhora da Rocha, também denominado Castelo de Porches, goza de uma localização privilegiada, num promontório em posição dominante sobre a costa proporcionando cenários incríveis.

O forte tem no seu interior, uma ermida, a Capela de Nossa Senhora da Rocha que, em conjunto com o forte, estão classificados como Imóvel de Interesse Público.

A nascente do Forte situa-se a praia da Senhora da Rocha e a poente, a Praia Nova. Para oeste, a partir da Praia Nova, existe um percurso pelas rochas que vai até à Praia da Albandeira.

O Forte de Nossa Senhora da Rocha é um agradável ponto de paragem que vale a pena ser explorado ao pormenor.

 

 

 

 O Melhor para fazer no Algarve

15 – Visitar Monchique e Silves

Monchique

O interior algarvio no seu melhor, Silves e Monchique proporcionam roteiros únicos com muito para ver e fazer, onde as possibilidades parecem ser infinitas.

Silves, a primeira capital do Algarve é uma cidade histórica que merece ser explorada ao pormenor. Desde as suas pontes romanas que atravessam o arade, à sua bela Catedral ou o seu Imponente Castelo, Silves é uma cidade incrível com muita história.

Para os adeptos da natureza e das actividades ao ar livre, um passeio pelas Barragens do Arade e do Funcho é sempre uma alternativa agradável à exploração do património histórico de Silves.

Monchique e a sua fabulosa Serra é outro dos destinos imperdíveis onde as possibilidades de actividades ao ar livre são imensas. Comece por visitar as Caldas de Monchique, a bela estância termal situada a sul da vila de Monchique, cujas propriedades terapêuticas das águas locais são reconhecidas desde o tempo do Império Romano, altura em que receberam a designação de águas sagradas.

Siga depois até ao Centro histórico de Monchique, onde as casas têm a arquitectura algarvia tradicional, caracterizada pelas paredes brancas e nas manchas de cor das portas e janelas das casas onde saltam à vista as típicas chaminés de saia, diferentes do litoral.

Para apreciar bem a beleza da vila de Monchique, vale a pena ir até ao largo de São Sebastião. O casario branco parece descer em degraus pelas encostas da serra, pequeno presépio envolto em verdes, flores e frescura.

Siga depois até ao Alto da Fóia, o ponto mais alto do Algarve, e aprecie as vistas espectaculares do litoral do Algarve, a partir de 902 metros de altitude.

As freguesias de Alferce e Marmelete são também de visita obrigatória em Monchique.

 

 

 

 

16 - Golfe no Algarve

Golfe

Diversas vezes considerado o melhor destino de golfe do mundo por revistas da modalidade e associações internacionais de operadores turísticos especializados, o Algarve faz jus a esta distinção mantendo uma qualidade a toda a prova.

Com um clima privilegiado que permite jogar ao longo do ano inteiro e uma grande diversidade de campos, quase quatro dezenas, a região é o paraíso dos golfistas.

A maioria dos campos está implantada em zonas preservadas, com vistas deslumbrantes. São reconhecidos internacionalmente pela qualidade das suas instalações, em que a arquitectura é assinada por jogadores prestigiados e campeões lendários, como Sir Henry Cotton, Rocky Roquemore, Arnold Palmer e Ronald Fream. A somar a tudo isto, excelentes profissionais, uma diversificada rede de hotéis e boas acessibilidades, que vão desde as ligações aéreas directas com diversos destinos do mundo à facilidade dos transfers entre o aeroporto internacional de Faro e os vários resorts.

Os campos distribuem-se de um extremo ao outro da região. À beira mar ou no interior, planos ou montanhosos, a escolha é diversificada, mas qualquer um nos poderá presentear com vários birdies e eagles, e quem sabe com um hole in one. Entre Lagos, Sagres e a Serra de Monchique encontram-se circuitos com vários graus de dificuldade, em que os greens e fairways são emoldurados por belos cenários naturais. É nesta zona, perto de Portimão que se encontra o primeiro campo inaugurado no Algarve, o Penina Hotel & Golf Resort premiado por diversas vezes como um dos melhores da Europa.

A zona mais central, entre Vilamoura, Quinta do Lago e Vale do Lobo, é uma das mais luxuosas do Algarve e também uma das mais bem equipadas para a prática de golfe. Estes campos combinam links e fairways com falésias, lagos e bunkers, proporcionando buracos de elevada categoria. É o caso do buraco 16 do Royal Golf Course em Vale do Lobo o mais fotografado da Europa: um exigente Par 3 em que três espetaculares falésias sobre o mar se interpõem entre o tee e o green. Ou o buraco 6 do Pine Cliffs à beira de uma ravina a exigir uma tacada sobre a praia.

No Sotavento os campos são mais planos, mas os seus traçados imaginativos são desafios que exigem a utilização de diversos tacos. Muitos são condimentados com as espécies originais da região, como figueiras, oliveiras, alfarrobeiras e sobreiros, pelo que uma volta de golfe é sinónimo de um passeio na natureza. Para além disso, as vistas panorâmicas sobre o Rio Guadiana, o Atlântico, a Serra e o Parque Natural da Ria Formosa são tão bonitas que podem até quebrar a concentração do golfista, prejudicando as suas pancadas de saída.

Verdadeiros testes às capacidades técnicas dos mais exímios jogadores que têm de pôr à prova as suas estratégias, muitos destes campos são palco de importantes torneios internacionais como o Algarve World Cup ou a Taça das Nações. Ou ainda do Portugal Masters que faz parte da PGA European Tour e se disputa no Victoria Golf Course em Vilamoura desde 2007

 

 

 

 

17 - Ciclismo e BTT no Algarve

Ciclismo

A região algarvia tem características climatéricas únicas para a prática de actividades no exterior. Durante o inverno, o clima ameno e o fraco índice de chuva aliado às estradas algo tranquilas em virtude de ser época baixa, reúnem condições únicas para a prática de Ciclismo e BTT.

Excelentes percursos à beira mar ou no interior e algumas subidas icónicas que constituem verdadeiros desafios até aos mais experientes fazem do Algarve um destino único para férias de ciclismo. Não é de estranhar que quando percorremos alguns dos percursos, cruzarmo-nos com algumas caras conhecidas do ciclismo e BTT internacional que escolhem o Algarve para melhor prepararem o inicio da época velocipédica.

 

 

 

 

18 - Parques temáticos e aquáticos

Zoomarine

Pode-se afirmar que há para todos os gostos, começando pelos parques Temáticos, destaque para o Zoomarine, o mais popular dos parques temáticos algarvios.

Com os Golfinhos como protagonistas, os visitantes têm aqui a garantia de um dia diferente, divertido e essencialmente bem passado, numa viagem única de diversão e fantasia à descoberta dos mistérios dos oceanos. Depois há o Zoo de Lagos, o Parque da Mina, o Crazy World, o Roma Golf Park,o Karting Almancil, ou o Fiesa menos espectaculares e facilmente ofuscados pela popularidade do Zoomarine.

A nível de Parques Aquáticos a popularidade é dividida por 3 estrelas, o Aquashow, o Slide & Splash e o Aqualand, todos eles localizados na região central algarvia.

 

 

 

 

19 - Gastronomia e vinhos do Algarve

A nível de Gastronomia o Algarve é um verdadeiro caldeirão cultural, sendo possível encontrar restaurantes de cozinha internacional de praticamente todo o mundo, mas vamo-nos concentrar no que é a cozinha local algarvia e nas suas iguarias.

O peixe e o marisco são os principais ingredientes de uma cozinha que em cada local distinto tem as suas especialidades locais. Começando pelos petiscos em Sagres existem umas sandes de moreia frita fenomenais; Portimão é o destino mais famoso para as muito apreciadas Sardinhas; Faro é a terra do famoso “Arroz de Lingueirão”; A Guia no concelho de Albufeira é o afamado destino do Frango Piri Piri; Santa Luzia – Tavira é a terra do Polvo, Tavira e Vila Real de Santo António são famosos destinos para comer Atum; Olhão é a terra do Marisco e Monchique é o destino das comidas tradicionais de tacho, do presunto e da carne de porco.

Onde quer que esteja, no Barlavento ou no Sotavento algarvio, existe uma rica gastronomia baseada no peixe e no marisco que facilmente apaixona qualquer visitante.

A para acompanhas a rica gastronomia algarvia, nada como um bom vinho local do Algarve. Lagoa, Tavira, Guia, Algoz e Silves são algumas das zonas cuja vinha dá origem a alguns dos melhores vinhos da região.

 

 

 

 

20 – Visitar as Aldeias típicas do interior algarvio

Alte

Alte, Salir e Querença são bons exemplos das típicas aldeias do interior algarvio, localidades, muitas das vezes esquecidas pelos visitantes.

Alte

Começamos por Alte, Freguesia portuguesa do concelho de Loulé, Alte é uma daquelas localidades cuja visita é praticamente obrigatória.

Parte integrante dos roteiros dos turistas internacionais, Alte é conhecida como a Aldeia mais típica e preservada do Algarve (e mesmo de todo o Portugal), de facto os seus 94,3 quilómetros quadrados de área, apesar de já algo turístico têm ainda muito de típico para mostrar.

A Aldeia de Alte, sede da freguesia, situa-se no centro do Algarve, exactamente no limite entre o Barrocal e a Serra. A aldeia destaca-se pelas suas casas pintadas nas cores típicas da região (ocre, almagre, azulão, antracite, destacando-se de um fundo branco), as açoteias, as tradicionais chaminés e as ruelas pavimentadas em calçada portuguesa.

Seguindo para este, na direcção do Barranco do Velho encontramos Salir, elevada a vila em 20 de Maio de 1996, Salir ocupa uma área de 187,75 km² e tem cerca de 2.775 habitantes.

Uma aldeia com uma longa história, Salir foi habitada pelos celtas e , mais tarde pelos árabes que no período do Califado Almóada, no século XII,  construíram o castelo de Salir de que hoje apenas restam ruínas e que se julga ter sido incendiado e reconstruído por duas vezes.

Salir foi também o local onde D. Paio Peres Correia, aguardou a chegada de D. Afonso III, para juntos, empreenderem a conquista do que ainda na província estava em poder dos mouros.

A partir dai, Salir foi sempre um ponto de referência e um local de eleição no suporte necessário à conquista do Algarve.

Outra das Aldeias típicas do concelho de Loulé, Querença, com os seus 33,66 quilómetros de área e os seus 759 habitantes é outro dos pontos de paragem obrigatória para aqueles que valorizam o que é típico e genuíno.

Querença situa-se num monte que dá o nome à povoação onde as casas descem pela encosta em todas as direcções, situando-se no alto a Igreja Nossa Senhora da Assunção, também conhecida pela Igreja Matriz. Querença é famosa pela destilação do medronho e pelo chouriço, entre outras especialidades gastronómicas.

 


 
As nossas recomendações de viagens de férias são baseadas nas nossas experiências e pesquisas pessoais.
Grande parte dos artigos são escritos por moradores locais e especialistas em viagens com familiaridade com o destino.
Caso reserve um voo, hotel ou excursão através dos links do nosso site, poderemos ganhar uma comissão, comissão essa que ajuda a financiar o nosso site.
Obrigado

 

Organize as suas viagens de férias aqui

Para além de algumas informações acerca de cada destino, partilhamos aqui algumas ferramentas que utilizamos para organizar as nossas viagens para que também o possa fazer de forma fácil e rápida, economizando algum tempo e dinheiro.

Desde a simples reserva de Pacotes de Férias, Circuitos Turísticos ou Cruzeiros para aqueles que não gostam de ter muito trabalho no planeamento, até às reservas de  voos, hotéis ou outro tipo de alojamento, aluguer de carro e contratação de seguro de viagem, especialmente para aqueles que gostam realmente de escolher tudo e planear as férias ao pormenor.

Disponibilizamos ainda a possibilidade de reservar antecipadamente alguns passeios turísticos e ingressos para atrações no destino, poupando assim tempo e evitando filas de espera nas principais atrações do destino escolhido para as próximas férias.

Voos

Plane

 

Hotéis

banner 320x50 pt

 

 

 

 

 

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

.cycloweb
 
Promoções
 
 Allianz Assistance
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
 
Voos Baratos
Busca de Voos
 
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
Find Penguins 
Allianz 
 
 Accuweather Onboarding Logo