Sobre a Coreia do Sul

Coreia do Sul

No meio de dois gigantes da Economia mundial, emerge a Coreia do Sul, com uma identidade muito própria e um carácter forjado por séculos de uma história turbulenta e de inúmeros jogos de poder.

É o verdadeiro enigma do Oriente, dona de uma beleza singular que coexiste com o progresso e a civilização impostas pelas rodas do avanço científico, a Coreia do Sul é um destino bastante interessante para umas férias únicas e inesquecíveis no Continente Asiático.

 

A República da Coreia é um país que apresenta um elevado grau de segurança. As maiores dificuldades para o visitante (ou residente) estrangeiro residem no relativamente escasso domínio do inglês por parte da população em geral, designadamente dos empregados nos estabelecimentos comerciais (supermercados, centros comerciais, lojas), ou nos serviços. Todavia, as autoridades têm vindo a desenvolver esforços no sentido de facilitar a comunicação e o contacto dos estrangeiros no país, através da criação de serviços ou de unidades específicas para o efeito.

Existem também - obviamente - diferenças de ordem cultural que podem eventualmente condicionar um melhor entendimento em relação às atitudes locais, mas não devem ser dramatizadas. De uma forma geral, a população tem empatia pelo visitante ou residente no estrangeiro, e encontram-se com facilidade elementos prontos a ajudar a ultrapassar eventuais dificuldades de comunicação.

O consumo ou tráfico de drogas ou estupefacientes é penalizado com penas pesadas, pelo que se recomenda vivamente todas as possíveis precauções em relação a esta questão.

 

Coreia do Sul em números

Designação oficial do país: Republica da Coreia

Capital: Seul

Localização: Limita-se ao norte com a Coreia do Norte e as suas costas estão banhadas pelo Mar do Japão e o Mar Amarelo.

Forma de Governo: República

Superfície: 99 720 Km2

População: 48 milhões de habitantes

Línguas: a língua oficial é o Coreano mas o Inglês é falado nos Hotéis e principais lojas comerciais

Religião: cristianismo 26,5% (protestantes 19,8%, católicos 6,7%), budismo 23.3%

Grupos étnicos: sociedade homogénea, em que 98% dos habitantes são coreanos étnicos.

PIB: US $ 69.98 Triliões

PIB per capita: US $ 10,400

Crescimento anual: 0,7%

Inflação: 2.8%

Principais sectores de atividade: Agricultura (37.5%), industrias tecnológicas e cientificas (22.10%).

Principais parceiros comerciais: Coreia do Norte, China e Estados Unidos.

 

O Clima na Coreia do Sul

Como em Portugal, na Coreia há quatro estações distintas. A Primavera e o Outono são estações curtas. O Verão é quente e húmido. Julho é o mês das chuvas. O Inverno é frio e seco, acompanhado de quedas de neve. A temperatura varia com as regiões do país. No Verão pode atingir 33º centígrados e no Inverno mais de 10º negativos.

 

Temperatura Média em ºC

Seul

Jan  Fev  Mar  Abr   Mai   Jun   Jul   Ago  Set  Out    Nov    Dez

 -4   -2     3     11    16     21    25    27    20   13       5      -2

 

Roupa: recomenda-se roupa de algodão, e um bom agasalho para os dias mais frios.

Hora Local: + 8 Horas (de Abril a Outubro)

+ 9 Horas (de Novembro a Março)

 

Tempo de viagem: Não existem voos diretos de Portugal. O tempo previsto para o voo Lisboa – Seul é cerca de 13 horas, com escala numa capital europeia.

 

Corrente elétrica: A corrente é de 220V, 60Hz e as tomadas são do tipo inglês, pelo que é necessário adaptador.

 

Compras: existe uma grande variedade de artesanato a bom preço, dos quais se destacam as mobílias, os lacados e as peças de cerâmica. As mascaras de madeira talhadas são também muito bonitas e encontram-se entre os artigos mais solicitados.

 

Língua Oficial

A língua oficial é o coreano. O inglês, o japonês e o chinês são as línguas estrangeiras mais faladas.

 

Moeda local / sistema bancário

A moeda local é o won (KRW). A taxa de câmbio pode ser consultada no portal do Banco de Portugal. Deverá consultar o seu banco e certificar-se que os cartões electrónicos são válidos nas caixas automáticas locais. Os principais cartões de crédito são aceites na generalidade das lojas e restaurantes, nos principais centros urbanos.

 

Regime de entrada e estada na Coreia do Sul

Para estadias curtas com duração inferior a 90 dias (turismo, visitas e viagens sem fins lucrativos), por cada período de 180 dias, não é necessário visto para a República da Coreia para os titulares de Passaporte Português.

Para todas as informações necessárias relativas a vistos para a Coreia do Sul, designadamente sobre o visto adequado ao seu caso, deverá contactar a Embaixada da República da Coreia em Lisboa, bem como consultar a página desta embaixada na internet e o portal de vistos da República da Coreia.

Segundo a legislação sul-coreana, são impostas sanções pesadas aos estrangeiros que permanecem em território sul-coreano além do tempo legal permitido e/ou que trabalhem ilegalmente na República da Coreia. Qualquer estrangeiro em situação irregular é passível de detenção administrativa, pagamento de multa pesada e medida de expulsão do território sul-coreano, acompanhado de interdição de permanência em território sul-coreano cuja duração poderá ir até 5 anos.

São proibidos objectos atentatórios da segurança e da moralidade.

O viajante deve declarar, à chegada ao país:

- dinheiro cujo montante seja superior a USD 10 mil (incluindo Traveller's cheques)

- peças de joalharia ou acessórios decorativos de valor superior a USD 600.

 

Regime de quarentena

Todos os passageiros que cheguem à Coreia com animais deverão apresentar um certificado de quarentena do país de origem dirigido ao Serviço Nacional de Investigação Veterinária e de Quarentena da Coreia exceptuando passageiros provenientes do Japão, Taiwan, EUA, Austrália, Nova Zelândia e alguns países europeus (não especificados na homepage do governo coreano). Todos os passageiros que cheguem à Coreia com plantas ou produtos de plantas (frutos frescos, vegetais frescos, batatas, etc.) deverão apresentar um certificado do país de origem. Produtos de origem animal tais como leite e derivados também são sujeitos a inspeção sanitária.

 

Condições de segurança na Coreia do Sul

As condições de segurança são boas. A Coreia é um país de baixa criminalidade.

As esquadras de polícia estão distribuídas por todo o espaço nacional, dispondo em geral de tradutores de língua inglesa, o mesmo sucedendo com algumas empresas de táxis que podem ser utilizados a qualquer hora sem condicionamentos. O consumo de drogas é expressamente proibido neste país e punido com penas pesadas de prisão. A violação da lei pode levar à detenção durante vários dias ou mesmo à deportação.

 

Números de emergência:

- Polícia (apenas em língua coreana): Tel. 112. Deverá ligar e pedir "interpretation service" (horário: 2ª a 6ª feiras, das 08h00 às 23h00, e sábados e domingos, das 08h00 às 18h00) - Página internet: www.smpa.go.kr;

- Incêndios e ambulâncias (apenas em língua coreana): Tel. 119 (pedir "interpretation service");

- Relatos de crimes / Seoul Metropolitan Police Agency – Foreign Affairs Division: Tel. 02-700-6220.

 

Transportes na Coreia do Sul

 

Transporte aéreo

Há quatro aeroportos internacionais: Seul (Incheon), Seul (Gimpo), Busan (Gimhae) e Jeju. As 16 maiores cidades sul-coreanas estão ligadas por voos domésticos.

Procura e reserva de Voos

 

Transporte rodoviário

Quase todo o país é servido por uma rede de autocarros expresso.

Necessitará de Carta de Condução Internacional para conduzir na Coreia. A rede viária é adequada e a generalidade das placas de sinalização tem informação no alfabeto romano. Conduz-se pela direita.

Segurança rodoviária

O trânsito é intenso, por todo o país, dando origem a uma taxa de sinistralidade relativamente elevada. Poderá encontrar instruções úteis sobre como proceder em caso de acidente, as quais deverá ter em conta caso pretenda conduzir na República da Coreia, em http://www.korea4expats.com/article-traffic-accidents.html.

Limites de velocidade permitidos

- Estradas nacionais e perímetros urbanos: 60 Km/h;

- Estradas com mais de 5 faixas de rodagem: 80 Km/h;

- Vias rápidas: 30-90 Km/h (os semáforos indicarão o limite de velocidade);

- Auto-estradas de 4 faixas: 50-100 Km/h;

- Auto-estradas de 2 faixas: 48-80 km/h;

- Deverá reduzir a velocidade em 20% em períodos de chuva ou queda de neve.

 

Transporte ferroviário

Quase todo o país é servido por rede de caminhos-de-ferro, incluindo ligações em comboio de alta velocidade entre algumas das principais cidades. Seul dispõe de uma boa rede de metropolitano.

 

Transporte marítimo

Existem diversas ligações em ferry-boat quer às muitas ilhas que rodeiam a península coreana, quer a portos dos países vizinhos.

 

Alojamento hoteleiro na Coreia do Sul

A oferta hoteleira é mais diversificada nas grandes cidades e nos sítios turísticos com maior número de visitantes, cobrindo todo o tipo de opções e preços. Em cidades de menor dimensão, poderá ser difícil encontrar soluções de alojamento em que se fale inglês com fluência.

banner 320x50 pt

Nem sempre é fácil encontrar restaurantes que ofereçam alimentação ocidental e muitos deles são caros. Os supermercados e os restaurantes "fast food", pelo contrário, são bastante mais baratos. Os pequenos restaurantes de comida coreana são acessíveis mas pode ter dificuldade em fazer-se entender. Em boa parte dos restaurantes coreanos, existem vitrines com reproduções dos pratos disponíveis e os menus são ilustrados com fotografias, devendo ter-se em consideração que as refeições coreanas não incluem, ao contrário da tradição ocidental, entrada/sopa, sobremesa e café.

 

Cuidados de saúde na Coreia do Sul

A Coreia do Sul é servida por uma boa rede de hospitais e clínicas, servindo sob um sistema misto público/privado. As principais unidades hospitalares possuem médicos e enfermeiros especialmente vocacionados para o atendimento a estrangeiros, falando inglês.

É aconselhável que se faça um seguro de viagem que inclua cuidados médicos, dados os elevados custos dos mesmos na Coreia.

Endereços dos principais Hospitais e Clínicas

- Emergência médica: 1339

- Cruz Vermelha: (+82) 02 3705-3705

- "Seoul National University Hospital": Yeongeon-dong, Jongno-gu - Tel. (02) 2072 2473 / 7 ou 010-8831-2890 - http://www.snuh.org/global/en/main.do

- "Samsung Medical Center": Ilwon-dong, Kamgnam-gu - Tel. (02) 3410 0200 / 0226 - https://www.samsunghospital.com/gb/language/english/main/index.do

- "Sinchon Severance Hospital": Tel. (02) 2228 5800 / 5810 - http://www.yuhs.or.kr/en/

- "Seoul Foreign Clinic": Hannam-dong, Yongsan-gu – Tel. (02) 790 0857 / 9 - http://www.internationalclinic.co.kr/index.asp

 

Farmácias

Existe um amplo número de farmácias nas principais cidades. Será necessário ter em atenção que algumas delas se dedicam apenas à medicina oriental, vendendo produtos tradicionais, mas não é difícil encontrar farmácias que comercializam fármacos industriais. Tendo em conta que o mercado é dominado pela venda de produtos genéricos, sempre que necessite de medicação específica na República da Coreia é conveniente dispor do nome do princípio ativo.

 

Telecomunicações na Coreia do Sul

Antes de viajar para a Coreia deverá certificar-se junto da sua operadora se o seu telemóvel funciona na Coreia (mesmo em caso de contrato de roaming global). Poderá também alugar um telemóvel local à chegada ao país..

 

INFORMAÇÕES ÚTEIS

- Informações sobre Turismo:  82 2 1330

- Reclamações de turistas (Tourist Complaint Center da Korea Tourism Organization):    

   Tel. (82 2) 735-0101 – Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

- Seoul Global Center (informação em Inglês aos estrangeiros): Tel. +82-02-2075-4130 / 1   

http://global.seoul.go.kr – Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

“Emergency Ready” (Aplicação em Inglês)

Contém indicações de segurança detalhadas e informações sobre locais de abrigo de emergência, hospitais, estações de polícia e embaixadas. Pode também ser utilizada para contactar o 119.

Embaixada de Portugal em Seul

- Endereço: 2nd fl., 13, Changdeokgung 1 gil,Jongno-gu, Seoul, 03058;

- Telefone: (82 2) 36752251;

- Fax: (82 2) 36752250;

- Correio electrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.;

- Sítio Internet: https://www.seul.embaixadaportugal.mne.pt/pt/

- Horário de atendimento ao público: dias úteis, das 9 às 12h00 e das 13 às 17h00.

Consulado Honorário de Portugal em Busan

- Endereço: 5th fl., 59-1, Haegwan-ro, Jung-gu, Busan, 48930

- Telefone: (82 51) 4412988

- Fax: (82 51) 4656148

- Correio electrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Organize as suas viagens de férias aqui

Para além de algumas informações acerca de cada destino, partilhamos aqui algumas ferramentas que utilizamos para organizar as nossas viagens para que também o possa fazer de forma fácil e rápida, economizando algum tempo e dinheiro.

Desde a simples reserva de Pacotes de Férias, Circuitos Turísticos ou Cruzeiros para aqueles que não gostam de ter muito trabalho no planeamento, até às reservas de  voos, hotéis ou outro tipo de alojamento, aluguer de carro e contratação de seguro de viagem, especialmente para aqueles que gostam realmente de escolher tudo e planear as férias ao pormenor.

Disponibilizamos ainda a possibilidade de reservar antecipadamente alguns passeios turísticos e ingressos para atrações no destino, poupando assim tempo e evitando filas de espera nas principais atrações do destino escolhido para as próximas férias.


travel 2 icon

 

Pacotes de Férias

tracking route icon

 

Circuitos

cruise icon
 

Cruzeiros

Transport Airplane icon
 

Voos

Household Bed icon
 

Hotéis

car icon
 

Aluguer de Carro

colosseum icon
 

Passeios Turísticos

insurance icon
 

Seguro de Viagem

 

 

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao