Sobre o Nepal

Kathmandu

Devido ao forte terramoto que abalou o Nepal no dia 25 de abril de 2015, as infraestruturas turística e de transportes foram severamente atingidas.

As zonas mais afetadas rodeiam a capital Katmandu, onde a destruição foi extensa e os acessos continuam muito difíceis, já que a reconstrução tem sido dificuldade pela instabilidade política do país.

Aconselha-se que todos os viajantes para o Nepal contactem o Gabinete de Emergência Consular (GEC) através de + 351 21 792 97 14 / 96 170 64 72 /707 20 2000 ou a Embaixada de Portugal em Nova Deli 0091 1146071001 email:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., informando as datas e os planos de viagem, como medida de precaução.

 

 

O Clima no Nepal

Clima marcado pela Monção: entre Junho a Setembro, com as chuvas torrenciais são comuns inundações e desabamentos de terras nas regiões montanhosas. Os meses de inverno são Novembro-Fevereiro, tornando impraticáveis as deslocações nas áreas mais elevadas. Consulte o site da “Nepal Meteorological Forecasting Division“ antes de viajar ou entrar em áreas mais remotas (em inglês)

Existe grande atividade sísmica em todo o país, o qual não está devidamente organizado em termos de socorro e ajuda às zonas afetadas. A National Society of Earthquake Technology - Nepal (NSET) fornece informações sobre procedimentos em caso de sismo.

 

 

Procura e reserva de Voos

Regime de entrada e estada no Nepal

É necessário visto. É possível obter o visto no aeroporto ou nas fronteiras. O documento de viagem (passaporte) deverá ter uma validade mínima de 6 meses. A prorrogação de um visto até 30 dias é realizada junto de Departamento de Imigração. Permanecer no Nepal após o visto ter caducado poderá ter por consequência a detenção policial e dar lugar ao pagamento de multas.

 

 

Condições de segurança no Nepal

A instabilidade política e social vivida no país nos últimos anos, aconselha a que uma viagem ao Nepal seja cuidadosa preparada e que se obtenha a priori o máximo de informação sobre a situação no país. Regra geral a situação é calma no país, mas a instabilidade política leva a que qualquer manifestação partidária se possa degradar facilmente, ocorrendo atos de violência, sobretudo na capital Katmandu.

A precariedade das estradas leva a grandes atrasos nas viagens e cortes de abastecimento nas áreas menos centrais, sendo que a rede telefónica e de internet é ainda muito deficitária na maioria do país.

As fronteiras terrestres entre Katmandu e a Índia têm sofrido vários bloqueios, causados pela instabilidade política e de relações entre o Nepal e a Índia. As principais estradas no leste do país, abarcando o centro turístico de Pokhara e do Annapurna apresentam-se bem mais calmos e menos afetados pelo terremoto. As fronteiras terrestres com a Índia nesta zona são bastante mais pacíficas.

São recomendáveis as habituais medidas de precaução relativamente a bens pessoais. É necessário especial cuidado nas deslocações às regiões montanhosas e na escolha do respectivo guia. Apesar de se registar alguma actividade de guerrilha, com actos de violência e furtos, esta normalmente não afecta o turismo. Há que respeitar os costumes locais e códigos de vestuário.

O consumo, posse e tráfico de drogas são ilegais e estão sujeitos a sérias consequências penais.

 

 

Cuidados de saúde no Nepal

A rede sanitária é muito deficiente. Os cuidados médicos ocidentais são caros, sendo normalmente exigido que o pagamento seja feito de imediato. É aconselhável a subscrição de um seguro de viagem que inclua situações de emergência, repatriamento para Portugal e resgate aéreo, se tencionar fazer montanhismo.

Não se deve ingerir água que não seja engarrafada e selada e alimentos crus. É importante ter em mente que o gelo das bebidas pode não ser de água potável. Aconselha-se, antes da partida, a realização de uma consulta médica de aconselhamento ao viajante.

Em caso de necessidade poderá recorrer, entre outros, aos seguintes serviços hospitalares:

Katmandu Model Hospital

P.O. Box 6064

Bagbazar, Katamandu

Tel.: +977.142.508.48

 

Medicare Hospital

Chabhil, Katmandu

Tel.: +977.144.670.67

 

 

Telecomunicações no Nepal

Boa rede telefónica fixa e móvel, com excepção para as zonas de montanha.

 

Nepal em números

Designação oficial do país: República Democrática Federal do Nepal

Capital: Kathmandu

Localização: O Nepal é um país asiático dos Himalaias, limitado a norte pela China (Tibete) e a leste, sul e oeste pela Índia.

Forma de Governo: Republica Democrática Federal

Superfície: 147.181 Km2

População: 29 milhões de habitantes

Línguas: A língua oficial é o Nepalês

Religião: Hindu, Budismo, Islamismo, Cristianismo

Grupos étnicos: Nepaleses 53,2%, Biaris 18,4%, Tarus 4,8%, Tamanos 4,7%, Neuares 3,4%, Magares 2,2%, Abadhis 1,7%, outros 11,6% (1991).

PIB: US $ 12.62

PIB per capita: US $ 1.2

Crescimento anual: 4.7%

Inflação: 13.2%

Principais sectores de atividade: Agricultura; Turismo;

Principais parceiros comerciais: Índia, Bangladesh e Alemanha

 

Informações úteis

Documentação: Passaporte (com validade mínima de 6 meses) e visto obtido á chegada (30 USD)

Idioma: a língua oficial é o Nepalês

Clima: devido á sua topografia, o clima do Nepal varia consideravelmente de um distrito para o outro. Como regra, a temperatura baixa e a humidade diminui com a altitude. Nos planaltos tibetanos, a temperatura, de inverno atinge vários abaixo de zero e raramente chove.

Temperatura Média em ºC

Kathmandu

Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez.

 10    12    16     20    23    24    25   24     23    20    15    11

Roupa: recomenda-se roupa de algodão, e um bom agasalho para os dias mais frios.

Hora Local: + 4h45m (Abril a Outubro) + 5h45m (Novembro a Março)

Tempo de viagem: Não existem voos directos de Portugal. O tempo previsto para o voo Lisboa – Kathmandu é cerca de 13 horas, com escala numa capital europeia e em Delhi ou Doha.

Saúde: Não são necessárias vacinas, mas recomenda-se a profilaxia da malária  

Corrente eléctrica: a corrente é de 220V, 50Hz e as tomadas são do tipo europeu pelo que não é necessário adaptador.

Moeda: Rupia do Nepal

Podem trocar-se euros em bancos, hotéis e agentes de câmbio autorizados.

A utilização de cartões de crédito só é comum nas principais cidades, bem como a existência de ATM’s.

Compras: o Nepal é um verdadeiro paraíso para adquirir todo o tipo de artigos a um preço interessante. As roupas dão de boa qualidade e abundam os gorros típicos, os topis, que os nepaleses usam aquando de uma visita a um lugar oficial, luvas e meias, camisolas de algodão e vestidos. Os xailes vermelhos, negros e laranjas são típicos bem como as jaquetas multicores. Os tapetes granjeiam uma fama que lhes é merecida. As suas cores são vivas e possuem os desenhos tradicionais tibetanos.

São também típicos os artigos de papel, maché, as mascaras, os elefantes, as pinturas em papel de arroz, as flautas de bambu e os caiaques.

Os Thangkas, pergaminhos pintados, a bijutaria, os mandalas, os instrumentos musicais e os khukris, pequenas facas nacionais que não sendo imitação possuem um entalhe do fim de folha, são dos artigos mais procurados.

 

Nepal

 

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda