Os melhores locais para visitar na Nova Zelândia

Nova Zelândia

Destino para uma viagem de sonho para muitos viajantes, a Nova Zelândia é um lugar único para visitar

Situada no hemisfério sul, a Nova Zelândia tem o seu verão de Dezembro a Março, pelo que, caso escolha o período de Natal e Fim de Ano para visitar este país, não conte com neve mas sim, com sol e praia.

Nova Zelândia

Muitas vezes apelidada de zona de deus, existem boas razões para este belo destino de Oceania ser apelidado como tal, uma delas é a sua incrível beleza, com imensas e variadas paisagens surpreendentes que tiram o folego a qualquer visitante. Que seja um adepto incondicional da natureza, um fan do cinema, um caçador de emoções, um adepto de culturas diferentes ou um simples viajante em busca de uma pausa relaxante, a Nova Zelândia tem algo para todos.

Esta nação do Pacífico é composta de várias ilhas, as principais são as ilhas Norte e Sul.

Que esteja planeando a sua primeira viagem de férias à Nova Zelândia, ou já esteja de regresso para explorar um pouco mais deste belo país, não deixe de ler atentamente este artigo, pois esperamos ajudar a escolher mais alguns destinos para visitar neste belo e incrível país.

 

The Bay of Islands - A baía das ilhas

Bay_of_Islands

A Baía das Ilhas é um dos melhores destino para visitar na Nova Zelândia, especialmente se procura um destino espetacular para fazer praia, pescar, velejar ou dedicar-se a uma infinidade de desportos aquáticos.

Situada a cerca de três horas de carro de Auckland, a Baía das Ilhas é um dos populares destinos turísticos da Nova Zelândia, uma região deslumbrante composta por 144 ilhas entre Cape Brett e a Península Purerua.

Paihia, Kerikeri e Russell são os destinos que contam com maior oferta turística de alojamento na região da Baía das Ilhas.

banner 320x50 pt

 

Mergulhe com os golfinhos nas águas de Bay of Islands

Bay of Islands, para além de ser uma região de beleza única, é um verdadeiro centro de aventura e diversão, sendo altamente recomendável passar pelo menos dois dias nesta área.

Local de imensas atrações incríveis, uma das melhores recordações desta área é, sem dúvida a experiência de nadar nestas águas ao lado dos habitantes locais, os simpáticos e brincalhões golfinhos que fazem da Baía das Ilhas, seu habitat natural. Existem atulamente imensos parques aquáticos que disponibilizam experiências interativas com os golfinhos, mas nada se compara a esta experiência de interação com golfinhos no seu habitat natural.

 

 

 

 

Milford Sound – a oitava maravilha do mundo

Milford Sound

Referida como “a oitava maravilha do mundo” pelo poeta britânico Joseph Rudyard Kipling, não é difícil compreender o porquê. Formado por antigos glaciares, e paisagem de Milford Sound ainda conserva bastantes evidências de sua criação na forma de cenários épicos: penhascos erguem-se de fiordes coroados por montanhas e cascatas.

Milford Sound

A melhor forma de explorar Milford Sound é de barco. Poderá realizar um cruzeiro turístico ao longo do fiorde para  apreciar os cenários, admirar as incríveis cascatas e observar a vida selvagem, nomeadamente golfinhos e pinguins ou percorrer a zona ao seu próprio ritmo, num passeio de caiaque.

A visita ao Milford Sound nunca ficará completa sem uma visita ao Milford Discovery Center e ao Underwater Observatory. Este é o único observatório subaquático flutuante na Nova Zelândia, e os visitantes podem percorrer mais de 30 pés de profundidade e obter vistas de 360 graus do ambiente subaquático.

Relativamente a locais para ficar em Milford Sound ou nos arredores, a oferta de alojamento turístico não é muita. O povoado mais perto é Te Anau mas poderá ambarcar num cruzeiro, como o Milford Sound Overnight Cruise - Fiordland Discovery.

Milford Sound localiza-se a cerca de 4 horas de distância de Queenstown.

 

 

 

 

Auckland

Auckland

Maior cidade na Nova Zelândia e principal ponto de entrada internacional no país, Auckland é, não só um dos principais pontos de partida para descobrir este belo paraíso na terra, como também um dos melhores destinos para visitar na Nova Zelândia.

Situada na ilha norte, muitos são os voos internacionais chegam à Nova Zelândia através do Aeroporto de Auckland, o que faz com que seja uma cidade ideal para começar a explorar a Nova Zelândia.

Vale a pena ficar pelo menos um ou dois dias em Auckland – considerada pela Lonely Planet como uma das 10 melhores cidades para visitar no mundo - antes de se aventurar por outros destinos da Nova Zelândia.

Mais Informao

 

 

 

 

Ilha Waiheke

Waiheke Island

Apenas a uma viagem de barco de pouco mais de 30 desde o centro de Auckland, Waiheke, é um dos melhores locais a visitar na Nova Zelândia para os amantes de vinho.

Esta pequena ilha situada no Golfo Hauraki é lar de muitos vinhedos.

Nada como optar por uma visita guiada e visitar algumas das famosas vinhas de Waiheke e degustar alguns dos bons vinhos produzidos na região.

Mas há mais para ver e fazer na Ilha Waiheke para além de visitar adegas e vinhas ou degustar vinhos. Existem também vários bons restaurantes, uma vibrante comunidade artística, belas praias, florestas e muitas oliveiras.

Também vale a pena pernoitar na Ilha Waiheke. Destinos como Oneroa, Ostend, Palm Beach ou Onetangi dispõem de excelentes opções de alojamento turístico em localizações excelentes.

Alojamento de férias na Ilha Waiheke

banner 320x50 pt

 

 

Visite a Ilha Waiheke

Conhecida pelos seus vinhos saborosos e suas belas vinhas, a Ilha Waiheke fica a uma curta viagem de barco de cerca de 40 minutos de Auckland, sendo um dos espataculares destinos da Nova Zelândia para, pelo menos, dedicar um dia a explorar a ilha. Com belas praias, paisagens pitorescas e lojas encantadoras Waiheke é uma das experiências gratificantes, não muito longe de Auckland.

 

 

 

 

Christchurch

Christchurch

Lar de perto de 405 mil habitantes, Christchurch é a maior cidade da ilha sul da Nova Zelândia.

Abalada por quatro grandes terremotos setembro de 2010 e dezembro de 2011, Christchurch andou nas bocas do mundo em 2019 devido a um atentado terrorista de um australiano de 28 anos, militante de extrema-direita e supremacista branco, contra muçulmanos que frequentavam a mesquita Al Noor e o Centro Islâmico Linwood, vitimando pelo menos 50 pessoas.

Christchurch é uma cidade que superou as dificuldades e soube reerguer-se. Os visitantes de Christchurch verão evidências do renascimento da cidade em todos os lugares, incluindo novos edifícios, como, por exemplo o shopping Re: START.

Muitas das atrações originais de Christchurch resitiram aos terremotos e um dos melhores lugares para visitar é o Jardim Botânico de Christchurch, com sua extensa rede de conservatórios, trilhos para caminhadas e exposições de horticultura. Os jardins também apresentam algumas das maiores, mais altas e mais antigas árvores da Nova Zelândia.

Christchurch é uma cidade que vale a pena explorar ao pormenor e apreciar os contrastes entre o novo e moderno e antigo.

Mais Informao

 

 

 

 

White Island, o vulcão com maior atividade na Nova Zelândia

White Island

Situado na baía de Plenty, próximo da ilha norte, White Island é o vulcão mais ativo do país, o que faz deste local um excelente destino a visitar na Nova Zelândia, especialmente pelos viajantes mais aventureiros.

Vale a pena fazer uma visita de helicóptero com o Volcanic Air Safaris e conferir as paisagens dramáticas deste vulcão.

Embora vulgarmente conhecido como Ilha Branca, o seu nome é Te Puia o Whakaari, um nome Maori que se traduz como “O Vulcão Dramático.” A ilha foi primeiro chamada Ilha Branca pelo Capitão Cook em 1769 porque todas as vezes que navegava perto dela, parecia estar coberto por uma nuvem de vapor branco. (Cook nunca percebeu que era um vulcão).

Para além de uma excusão de helicóptero a White Island, existem outras formas de visitar e explorar o vulcão. Poderá explorar White Island de barco ou fazer uma expedição de mergulho pelos respiradouros submersos do vulcão.

 

 

 

 

 

Queenstown - a Capital da Aventura

Queenstown

Localizada no lado sudoeste da Ilha do Sul, Queenstown é considerada a capital da aventura da Nova Zelândia. Durante os meses de inverno e primavera (junho a outubro), Queenstown é conhecida como um destino de esqui de classe mundial, mas há muito para fazer em Queenstown ao longo de todo o ano. Atividades de aventura como bungee jumping, pára-quedismo, passeios de jet boat e rafting permitem que você experimente a região a partir de alturas vertiginosas e a velocidades de tirar o fôlego.

Queenstown também abriga o maior salto do penhasco do mundo, o Shotover Canyon Swing, destino excelente para os adeptos de emoções fortes e muita adrenalina.

Queenstown é também famosa pela sua cena gastronômica, considerada uma das melhores da Nova Zelândia. Um dos locais iperdíveis para comer em Queenstown é Fergburger, que segundo a CNN “pode ser o melhor local de fast food do planeta”.

Mais Informao

 

 

 

 

Te Puia e Vale Geotermal Te Whakarewarewa

Tamaki Maori Village

Nenhuma viagem de férias na Nova Zelândia ficará completa sem incluir no roteiro Te Puia, o Instituto de Artes e Ofícios Maori da Nova Zelândia localizado no Vale Geothermal de Te Whakarewarewa em Rotorua.

Neste centro de patrimônio Maori terá a oportunidade de experimentar uma autêntica refeição “steambox” preparada com técnicas antigas de culinária geotérmica e terá a oportunidade de assitir a um espetáculo único que é a cerimônia de boas-vindas maori, assim como uma apresentação tradicional de música e dança.

O Vale Geothermal de Te Whakarewarewa também abriga uma série de gêiseres ativos, incluindo Pohutu, o maior geyser ativo no hemisfério sul. As piscinas de lama são outra atração natural no vale geotérmico -  esta piscinas atingem temperaturas de mais de 90 graus Celcius.

 

 

 

 

 

Waitomo Glowworm Caves

Waitomo

Outra atração imperdível, as Waitomo Glowworm Caves têm a particularidade de serem iluminadas naturalmente por milhares pirilampos e estão entre os lugares mais exclusivos da Nova Zelândia. Uma visita a estas grutas é uma experiência dificilmente superada em qualquer outro local.

Waitomo

Poderá fazer um passeio guiado de barco pelas cavernas para aprender sobre a história e a ciência por detrás deste incrível fenómeno ou, caso busque uma aventura única, experimentar o rafting nas águas negras ao longo de uma caverna subterrânea.

 Mas para além das Cavernas brilhantes de Waitomo, existem outras que são igualmente dignas de visita como, por exemplo, a Caverna Aranui com antigas decorações rupestres; A Caverna Ruakuri que tem uma impressionante entrada em espiral e formações calcárias únicas, esta também ilumiada por pirilampos, sendo possível fazer o passeio a pé aqui.

 

 

 

 

 

Glaciar Franz Josef

Glaciar Franz Josef

O Glaciar Franz Josef é palco de visitas guiadas, passeios de helicóptero, escalada no gelo ou siples caminhadas ao longo deste incrível Glaciar de 11 quilómetros que recebe muita luz solar e cujas temperaturas no gelo, apesar de frias, são apenas ligeiramente mais frias do que na localidade vizinha de Franz Josef.

Franz Josef

 

 

 

 

 

 

Hobbiton Movie Set – A terra do Senhor dos Aneis

Hobbiton

Desde sempre um destino bastante especial e exclusivo, aquele destino de viagem de sonho para muitos viajantes cuja famosa trilogia “O Senhor dos Anéis” e a série Hobbit colocaram definitivamente a Nova Zelândia no mapa turístico internacional.

Uma vez na Nova Zelândia, um dos locais imperdíveis da ilha norte é o Hobbiton Movie Set, um local onde terá a oportunidade de se sentir na Terra Média de Tolkien. O pitoresco conjunto da vila Hobbit deixa qualquer visitante hipnotizado.

Recomenda-se vivamente que reserve a sua visita a Hobbiton Movie Set com a devida antecedência para evitar decepções.

 

 

 

 

Visite Waitangi para saber como tudo começou na Nova Zelândia

Waitangi situa-se na Baía das Ilhas na Ilha do Norte da Nova Zelândia, perto da cidade de Paihia, a 60 km ao norte de Whangarei. "Waitangi" é um nome em língua maori que significa "águas que choram" e foi o local onde foi assinado o histórico Tratado de Waitangi que estabeleceu um impotante acordo entre a coroa britânica e as várias tribos maori locais.

James Busby, que havia sido nomeado representante do império, redigiu o Tratado de Waitangi que foi assinado em 6 de fevereiro de 1840. A residência de Busby permanece até hoje nos vastos terrenos onde o tratado foi assinado.

 

 

 

 

Rotorua

rotorua

Rotorua é, literalmente, o Ponto Quente da Nova Zelândia, graças à abundância de atividades geotérmicas que mantêm seus gêiseres e piscinas térmicas aquecidas. Existem também 17 lagos na região, para que os visitantes possam desfrutar de todos os tipos de atividades aquáticas, desde desportos radicais a um tranquilo mergulho.

 

 

 

Cultura Maori

Não muito longe de Rotorua, a aldeia Tamaki Maori, oferece aos visitantes uma oportunidade única conhecer a cultura nativa da Nova Zelândia. Uma experiência única pelos costumes e culinária dos povos indígenas da Nova Zelândia que inclui uma recepção tradicional Maori.

 

A nossa App Android

Hotelbooking QR

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda
 
 
 
 
 

Online

Temos 104 visitantes e 0 membros em linha