Sobre a Grécia

Hotéis baratos na Grécia

Aqui encontra algumas informações úteis para a sua viagem e estada na Grécia.

O Clima na Grécia

O Verão é, regra geral, particularmente seco e quente, com temperaturas máximas que podem atingir os 40º, pelo que se aconselha protecção adequada. Naquela estação, raramente chove.

A Grécia está exposta a desastres naturais. Nos verões mais quentes e secos ocorrem fogos florestais. Por outro lado, tanto a Grécia continental como muitas ilhas situam-se em áreas de actividade sísmica pelo que são frequentes os tremores de terra, embora normalmente sem consequências graves.

 

 

Línguas

Fora de Atenas e dos circuitos turísticos normais não é frequente encontrar pessoas que falem outra língua para além do grego (demótico). Naqueles locais, o inglês é o idioma mais usado.

 

 

Moeda local / sistema bancário

A moeda local é o Euro. São aceites a maioria dos cartões de crédito internacionais. Poderão ser feitos levantamentos nas caixas automáticas. Os bancos funcionam de 2ª a 5ª feira das 8:00 às 14:30 e à 6ª feira das 8:00 às 14:00h.

 

 

Regime de entrada e estada na Grécia

Não é necessário visto.

 

 

Condições de segurança na Grécia

Podem ocorrer greves e manifestações de protesto com potencial para desencadear violência e levar ao eventual uso de gás lacrimogéneo por parte das forças de segurança. Convém notar que, até agora, as manifestações têm-se concentrado especialmente em:

- Atenas: Praça Sintagma (onde se encontra o Parlamento) e avenidas e ruas adjacentes; Praça Omonia e redondezas, Universidade Politécnica e bairro Exarchia;

- Salónica: Praça Aristotelous e Avenida Egnatia (bairro universitário).

Recomenda-se ao viajante que se informe acerca de manifestações que venham a realizar-se, normalmente objecto de aviso com antecedência de pelo menos 48 horas, e se mantenha afastado das proximidades onde as mesmas estejam a acontecer.

As áreas de Exarchia e Omonia são conhecidas por albergarem alguns grupos nacionalistas e anarquistas envolvidos em confrontos no passado. Convém ter presente que se realiza anualmente, a 17 de Novembro, uma manifestação para assinalar a revolta estudantil de 1973 contra o regime militar da altura, onde nos últimos anos tem havido desacatos.

Em Atenas, recomenda-se particular cuidado, principalmente à noite, na área turística de Monastiraki, bem como nos bairros de Omonia e Plathia Vathis, onde é frequente a presença de carteiristas, bem como a ocorrência de confrontos entre diferentes etnias. Registam-se, cada vez mais, casos de roubos por carteiristas, mesmo durante o dia, nas estações de metro adjacentes.

É conveniente que os viajantes circulem com seguros de acidentes pessoais e contra roubo.

Como em qualquer país, por vezes, registam-se furtos, por exemplo em malas de mão deixadas casualmente abertas numa cadeira de esplanada. Convirá assim sempre que os viajantes salvaguardem sempre os seus documentos de identidades e viagem e façam cópia deles para, em caso de furto ou perda, a Secção Consular da Embaxiada de Portugal poder mais facilmente proceder à emissão de documentos de viagem provisórios.

Números de emergência

- Serviço de Ambulâncias: 166

- Hospitais e Clínicas de serviço: 1434

- Pronto Socorro em caso de envenenamento: 210 779 37 77

- Farmácias: 1434

- Linha aberta alcoolismo e toxicodependência: 10361 7089

- Polícia Turística: 171

- Informações gerais: 11888

 

 

Transportes na Grécia

Adverte-se que podem registar-se algumas paralisações, nomeadamente nos transportes, não se verificando, em geral, obstáculos às deslocações das pessoas dentro das cidades, no interior do país, ou para as ilhas. É, no entanto, sempre recomendável que se verifique antecipadamente se haverá algum atraso ou interrupção pontual de ligações - devidas até a fatores como o mau estado do mar ou fogos florestais - o que pode ser feito, como normalmente, junto das respetivas emrpesas transportadoras ou agências de viagens.

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao

 

Transporte aéreo

O Aeroporto Internacional "Eleftherios Venizelos", em Atenas, está situado a 33 km do centroda cidade, para onde existem ligações de autocarros expressos, comboio e metro. Tanto Salónica como algumas ilhas são servidas por aeroportos.

 

Viajar de carro

Sempre que utilize um taxi exija ao motorista que ligue o taximetro. Evitar que o taxista admita mais passageiros, prática corrente na Grécia.

 

Segurança rodoviária

Convém ter em particular atenção o risco de acidentes de viação que derivam, entre outros motivos, do elevado número de motociclos na estrada. Desaconselha-se a utilização deste meio de transporte.

Apesar dos gregos conduzirem veículos de duas rodas sem capacete de protecção, o uso do mesmo é exigido por lei.

Assegure-se de que pode atravessar em segurança uma rua, mesmo que o semáforo esteja verde.

 

Limites de velocidade

- Dentro de localidades: 50 km/h

- Vias reservadas: 110 km/h

- Auto-estradas: 130 km/h

 

Transporte ferroviário

Há ligações ferroviárias para todo o território continental

 

Transporte marítimo

Os principais portos onde se fazem as ligações entre Atenas e as ilhas são o Pireu e Porto Rafina.

 

 

Alojamento na Grécia

Existe uma grande oferta de hoteis em todo o país, para todos os níveis de conforto e preços.

banner 320x50 pt

 

Cuidados de saúde na Grécia

Tem havido referências à escassez de medicamentos mas até à data esse problema não se generalizou. Convém em todo o caso, e como para todos os países, que os viajantes tragam consigo uma reserva dos medicamentos que tomam habitualmente. Haverá que contar com uma degradação no atendimento e disponibilidade de meios nos hospitais públicos; os hospitais e clínicas privadas constituem uma alternativa.

Os cidadãos portugueses que se desloquem à Grécia e pretendam ter assistência médica devem ser titulares do Cartão Europeu de Seguro e de Doença (CESD) ou seguro privado.

Na Grécia, a assistência médica é assegurada pelo Sistema Nacional de Saúde, que inclui hospitais, centros de saúde e consultórios médicos.

Endereços dos principais hospitais e clínicas

Atenas:

Hospitais públicos

- Hospital Pedon (pediatria): Aglaia Kyriakou, Rua Levadias, 3, Ambelokipou – Tel. 2132009000

- Hospital Evangelismos: Ypsilando, 45-47, Kolonáki – Tel. 2132041000

- Hospital Guenikó G. Yannimatas: Av. Mesoguion 154, Ambelokipou - Tel: 2132032000

 

Clínica Privada

- Euroclinica: Rua Athanassiadou, 9, Ambelokipou – Tel. 2106416600

 

 

Pireu:

- Hospital Guenikó Kratikó Nikea: Rua Mandouvalou, 3, Nikea – Tel. 2132077000

 

Salónica:

- Hospital Ypokrátio: Rua Konstantinopoleos, 49, Tel. 2313 312000

- Hospital Papanikolau

 

Creta / Irakleon:

- Hospital Guenikó & Panepistimiako: Av. Knosou – Tel. 2813 408000 / 2810 392111

 

Corfu:

- Hospital Guenikó Kerkyras, Lugar de Kondokali Kerkyras – Tel. 26613 60400

 

Mykonos:

- Centro de Saúde (Cidade) – Tel. 22890 23994

 

Rhodes:

- Hospital Guenikó, Lugar de Aghios Apostoli – Tel. 22410 80000

 

Farmácias

Existem farmácias espalhadas por todo o país. O número geral de telefone de informação, por zonas, é o 14944

 

 

Telecomunicações na Grécia

As telecomunicações são, em geral, boas.

Para ligar de Portugal para a Grécia, marque: 00 – 30 +código da cidade + número.

Para ligar da Grécia para Portugal, marque: 00 – 351 + código da cidade + número

 

 

Informações úteis

Diferença horária: em Atenas são + 2 horas do que em Lisboa

Endereços úteis

Embaixada de Portugal em Atenas:

- Endereço: VassilissisSophias nº 23, 1º - 2º, 10674 Atenas

- Telefones:00302107290096-7290061

- Gabinete Embaixador: Tel. 0030 2107236784 – Fax.0030 2107290557 –Email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

- Delegação da AICEP: Tel. 0030 2107257505 –Fax. 0030 2107245122 - Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

- Secção Consular: Tel. 0030 2107290052– Fax. 0030 2107245122- Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Consulado Honorário no Pireu:

- Cônsul Honorário: Iraklis Yeronimakis

- Endereço: Rua Platonos, nº 7, 185 35, Pireu

- Telefone: 0030 2104129184

- Fax: 0030 2104172626

 

Consulado Honorário em Corfu

- Cônsul Honorário: Ernesto Gomes da Silva

- Endereço: Rua Stefano Padova, nº 28-30, 491 00, Corfu

- Telefone: 0030 2661056557

- Fax: 0030 2661050933

 

 

Consulado Honorário em Salónica 

- Cônsul Honorário: Aikaterini Michailidou

- Endereço: Dodekanisou 23-546 26 Thessaloniki

- Telefone: (00 30) 2310228138

- Fax: (00 30) 2310541581

- correio eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda