Os melhores locais para visitar na Mongólia

Mongólia

Outrora uma nação que poderia ter governado o mundo, a Mongólia é hoje um dos destinos mais remotos do mundo.

Do alto dos planaltos que se estendem das montanhas glaciais de Altai, a poderosa estepe mongol já hospedou hordas de cavaleiros e lacaios, todos comandados pelo mítico Genghis Khan.

À medida que as hordas se fragmentavam e voltavam para seus respectivos setores da Ásia, esse mundo selvagem e árido no telhado do continente voltava aos seus velhos hábitos.

Nômades vagavam pelas colinas; yurts surgiram nas margens dos lagos da montanha com o vaivém das estações; caçadores de águias patrulhavam as planícies; leopardos da neve espreitaram, e para sempre as dunas de areia do Gobi mudaram e mudaram.

Hoje, a Mongólia está mais uma vez se encontrando com o mundo, só que desta vez o mundo está indo para lá.

Indo lá para sentir a energia da movimentada Ulaanbaatar. Indo lá para rastrear o lendário Xanadu. Indo para lá para experimentar o frio das passagens e conhecer o povo robusto das selvas ondulantes.

Vamos explorar os melhores lugares para visitar na Mongólia:

 

Karakorum

Karakorum

Situada entre as colinas verdes ondulantes e os cumes rochosos do Vale Orkhon, a lendária cidade antiga de Karakorum , nos dias de hoje, não passa de isso mesmo, um mito e lenda.

Siga as ruas de paralelepípedos esporádicas que serpenteiam ao redor das montanhas no coração da Mongólia e descobrirá que a lendária Karakorum existiu com toda a certeza.

Silos de grãos em ruínas e tartarugas de pedra, casas de fundição de fornos e estupas antigas em ruínas ainda marcam o solo; um testemunho envelhecido do antigo poder desta capital mongol nas estepes.

Hoje, é o lugar para seguir os passos de figuras totêmicas como Genghis Khan e ver interessantes mosteiros budistas próximos aos lindos templos da dinastia Yuan.

 

 

 

Parque Nacional Terelj

Terelj National Park

Os picos crescentes e as cristas em tons de ocre do Parque Nacional Gorkhi-Terelj acolchoam seu caminho acima do horizonte logo ao norte da extensão de concreto de Ulaanbaatar.

A reserva representa um dos exemplos mais acessíveis do sertão da Mongólia (graças à proximidade com a capital), com vales montanhosos repletos de pinheiros e formações rochosas esculpidas, todos salpicando as vistas.

A parte sul do parque é adequada para visitantes. Lá, você descobrirá acampamentos nómadas e fazendas de camelos.

Enquanto isso, o norte inclui o lago alpino Khagiin Khar e uma série de fontes termais borbulhantes.

 

 

Lago Khovsgol

Lake Khovsgol

Um autêntico traço de azul que se esconde entre os picos de xisto e contrafortes rochosos das montanhas Sayan, o Lago Khovsgol é o segundo maior corpo de água em toda a Mongólia.

Desce da fronteira russa numa uma faixa de azul profundo, suas margens relvadas subindo e descendo, salpicadas com o ocasional pinheiro soprado pelo vento, e às vezes dando lugar a enseadas de seixos onde os locais relaxam no verão.

Todo o local está agora rodeado por um parque nacional, que foi instituído para proteger as águas daqui.

E que águas são! Diz-se que o Lago Khovsgol está cheio de água potável que não precisa de tratamento, e a história geológica do local remonta a impressionantes 2 milhões de anos.

 

 

Parque Nacional Altai Tavan Bogd

Altai Tavan Bogd National Park

O poderoso Parque Nacional Altai Tavan Bogd ergue-se como um baluarte contra a junção triste da China, Rússia e Cazaquistão.

Ele bloqueia o caminho para a Sibéria e para Xinjiang, coberto de neve, com uma série de mais de cinco picos escarpados que se elevam a gritantes 4.000 metros acima do nível do mar ou mais.

Criaturas resistentes vivem aqui, na forma de íbexes com cascos e tribos nômades Tuvan.

Os yurts deste último salpicam as margens do lindo Dayan Nuur no verão, e é possível assistir os lendários caçadores de águias fazendo suas coisas nas planícies baixas.

A reserva também é conhecida por suas pinturas rupestres e esculturas turcas misteriosas.

 

 

Vale Orkhon

Orkhon Valley

Outrora a casa dos grandes Khans e o epicentro do poder que alimentou o ataque da Horda Mongol pela Ásia e Europa, o Vale Orkhon foi pisado por nomes totêmicos como Gêngis e Kublai.

Hoje, essa rica história é homenageada com uma etiqueta do Patrimônio Mundial da UNESCO, que também celebra as tradições mais profundas da vida nómada; ainda visto hoje, quando yurts de tecido branco aparecem entre os pinheiros da galeria.

Claro, Orkhon é agora uma grande atração, e os viajantes aglomeram-se para ver as ruínas do lendário Karakorum, procuram os lendários palácios de Xanadu, maravilham-se com cachoeiras congeladas e encontram a serenidade nos rústicos mosteiros budistas.

 

 

 

Parque Naciona Khustain Nuruu

Khustain Nuruu National Park

Com um pouco de sorte poderá ver alguns dos raros cavalos Dzungarian galopando sobre as colinas verdejante e os cumes rochosos do Parque Nacional Khustain Nuruu.

Estas são uma das criaturas mais icónicas da estepe e só são conhecidas por residirem abaixo dos picos crescentes próximos a Ulaanbaatar (mesmo que tenham sido reintroduzidas na área por conservacionistas). Depois de pagar a escassa taxa de entrada, basta seguir as rotas marcadas para caminhada ou opte por um passeio de 4x4 de tirar o fôlego pelos picos e vales montanhosos. Está disponível alojamento Yurt para aqueles que desejam fazer caminhadas de vários dias.

 

 

 

Ulaanbaatar

Ulaanbaatar

Com sua expansão de concreto estéril e arranha-céus de vidro reflexivo, bairros infinitos de blocos de estilo soviético e necessidade constante de expansão, Ulaanbaatar é praticamente tudo que você espera que a Mongólia não seja. É ousado, grande e barulhento, e repleto de lojas de marca e Centros Comerciais totalmente novos.

Mas há um certo charme rudimentar a ser encontrado abaixo das luzes brilhantes também, seja no palácio do século XIX de Bogd Khaan, construído pelos mestres mongóis, o fascinante Museu Nacional da Mongólia, as amplas praças onde os habitantes locais conversam, ou no sombra do grande monumento de Genghis Kahn.

 

Olgii

Olgii.

 

 

 

Parque Nacional Khorgo Terkhiin Tsagaan Nuur

Khorgo Terkhiin Tsagaan Nuur National Park.

Dominando os trechos selvagens do noroeste da Mongólia, esta bela faixa de terras protegidas tem muitas paisagens incríveis.

Olhe para cima e você verá a caldeira lascada do Vulcão Khorgo: uma montanha extinta que uma vez devastou os vales circundantes com seus fluxos piroclásticos e plumas de cinzas.

Hoje, escalar o pico de 2.240 metros de altura é possível, e ele revela maravilhosos panoramas das cristas vulcânicas e lagos que se espalham ao redor.

E por falar em lagos, esta é a casa do Lago Terkhiin Tsagaan Nuur, onde veados e cervos do pântano vagam entre as yurts construídas na rocha de pastores nômades.

 

 

 

Parque Nacional Khangai Nuruu

Khangai Nuruu National Park

Não deve ser confundido com seu irmão de nome semelhante a oeste - o Parque Nacional Khustain Nuruu - esta enorme área de terra nas profundezas do Vale Orkhon é uma das maiores da nação (mesmo que dificilmente chegue perto da vastidão do Gobi,é a estepe quintessencial do inicio ao fim. Admire as as vastas pastagens subir e descer à medida que se distanciam, riachos que rompem as falésias e se transformam em cascatas e piscinas de imersão geladas.

Poderá ainda andar a cavalo com nómadas e dormir em vilas tradicionais yurt enquanto o fogo crepita nas proximidades. É aqui que poderá experimentar a verdadeira Mongólia!

 

 

 

Parque Nacional Gobi Gurvansaikhan

Gobi Gurvansaikhan National Park

O Parque Nacional Gobi Gurvansaikhan é o ponto onde a estepe coberta de neve se choca com o mar de areia do extenso Deserto de Gobi, sendo um lugar diferente de qualquer outro lugar da Terra.

Situa-se nas profundezas do sul da Mongólia, cercado por um anfiteatro de picos cobertos de gelo. Inóspito e extremamente frio, quase nenhum humano vive aqui.

São muitos aqueles que aqui vêm vestidos com jaquetas de cabelo de caxemira resistentes e passam os dias vagando pelas planícies com tendas a reboque.

Os viajantes que enfrentam a natureza selvagem de Gobi Gurvansaikhan verão maravilhas naturais como as dunas cantantes de Khongoryn Els e os desfiladeiros esculpidos de Yolyn Am.

 

 

 

Erdenet

Erdenet

Certamente que já deve ter ouvido falar dos lendários arqueiros de Erdenet, famosos em toda a estepe pela sua pontaria rápida e precisão.

O que você talvez não saiba é que a casa deles é um dos poucos pontos urbanos construídos na Mongólia e, com 75.000 habitantes, a segunda maior cidade em geral.

Na verdade, Erdenet começou como um centro de serviços de mineração; sua razão de ser as grandes pedreiras de cobre abertas nas proximidades.

Hoje, é limpo e desenvolvido, tem jardins centrais, alguns bons museus (dedicados à mineração, é claro) e acesso aos misteriosos santuários budistas do Mosteiro de Amarbayasgalant a nordeste.

 

 

 

Moron

Moron

É fácil considerar que Moron é apenas a porta de entrada para o Lago Khovsgol e as populares pastagens de verão da estepe do norte.

Embora seja verdade que esta cidade provinciana certamente lida com seu quinhão de turistas que passam em seu caminho para essas atrações, ela também tem um cenário decente próprio. Existem escolas e lindos parques; um punhado de bons restaurantes mongóis e uma mistura de estátuas de Buda e uma arquitetura linda de dar água aos olhos no vizinho Mosteiro Danzadardscha Khiid.

Além do mais, Moron continua sendo uma das poucas cidades domésticas acessíveis em rotas aéreas diretas de Ulaanbaatar.

 

 

 

Khovd

Khovd

Você encontrará Khovd agarrando-se às estradas enquanto serpenteiam em direção ao noroeste para Olgii e o coração das montanhas Altai, varrido pelo vento e coberto de neve.

É um lugar charmoso com todas as comodidades de que você pode precisar como um viajante: hospitais; lojas e alojamento turístico.

Mas Khovd é mais do que isso - é também a porta de entrada para as grandes águas do Lago Khar Us. Estes se espalham sob os picos nevados da Montanha Jargalant, oferecendo trilhas para cavaleiros e pântanos carregados de gaivotas.

Você também pode encontrar pinturas rupestres marcando as cavernas de Baatar Khairhan ou saborear as águas curativas das nascentes de água mineral locais nas colinas.

 

 

Tsetserleg

Tsetserleg

Tsetserleg tem uma localização invejável entre uma dupla de penhascos rochosos, bem no meio da Mongólia como um todo.

Sonolenta, tranquila e lenta, a cidade é uma capital de província conhecida por seus belos bairros de chalés baixos. Eles podem ser vistos descendo uma única encosta; um mosaico de fachadas de madeira coloridas que brilham ao sol da estepe.

A maioria virá aqui como um trampolim para o imperdível Parque Nacional Khangai Nuruu, ao sul. Outros irão se demorar e desfrutar das cozinhas mongóis, dos empórios de lã e das garras das aldeias locais de yurt.

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda