Sobre Santa Lúcia

Santa Lúcia

Algumas informações úteis sobre Santa Lúcia que funcionam apenas como indicações e conselhos, e são susceptíveis de alteração a qualquer momento.

Santa é um país insular das Pequenas Antilhas, nas Caraíbas, próximo de Martinica, São Vicente e Granadinas e Barbados.

A ilha de Santa Lúcia, como as suas vizinhas, tem origem vulcânica. É percorrida de norte a sul por uma cadeia de montanhas, a mais alta das quais é o monte Gimie, com 959 m de altitude. Dois montes gêmeos de grande beleza, o Gros Piton, com 798 m, e o Petit Piton, com 750 m, emolduram uma pequena baía no sudoeste.

 

 

Como chegar a Santa Lúcia

Aeroportos em Destaque:

Hewanorra International Airport (UVF)

George F. L. Charles Airport (SLU)

Procura e reserva de Voos

 

Onde ficar em Santa Lúcia:

 

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Santa Lúcia

banner 320x50 pt

 

 

Demografia

Estima-se que em 2007 a população da ilha de Santa Lúcia fosse de 168 312 habitantes.

Sua população é formada por 90,5% de afro-americanos, 5,5% de euroafricanos, 3,2 % de indianos e 0,8% de europeus meridionais. Cerca de 96% da população é cristã, sendo 78% formada por católicos e 21% por protestantes.

 

 

O Clima em Santa Lúcia

Clima quente e húmido de Novembro a Maio.

O clima é tropical, com temperaturas médias de 27 ºC. A precipitação média anual oscila entre 1 300 mm no litoral e mais de 1 600 mm nas montanhas. Os furacões constituem permanente perigo, embora sejam menos frequentes do que em outras ilhas próximas.

O período das tempestades tropicais e ciclones vai de Junho a Outubro.

 

 

Línguas

Inglês e Creolo (conhecido por kweyol).

 

 

Moeda local / Sistema Bancário em Santa Lúcia

Moeda local – Dólar do leste das Caraíbas.

 

 

Regime de entrada e estada em Santa Lúcia

Não é necessário um visto de entrada. O passaporte deve ter uma validade nunca inferior a seis meses.

Existe uma taxa de saída de cerca de 26 euros, que normalmente está incluída no preço do bilhete.

 

 

Condições de segurança em Santa Lúcia

As condições de segurança deterioram-se em 2017, tendo melhorado ao longo de 2018, podendo ser consideradas satisfatórias, embora se registe aumento de pequenos roubos em zonas turísticas e agressões sexuais em zonas pouco movimentadas.

A pequena delinquência tem vinda a aumentar, nomeadamente durante o período das festas de fim de ano, festival de jazz (Maio) e celebração do Carnaval local (Julho).

Recomenda-se que se sigam todos os procedimentos de segurança e precauções que o bom senso indica:

- Não passear sozinho durante a noite ou em locais isolados;

- Evitar as praias desertas, nomeadamente a de "Pigeon Island";

- Os documentos de viagem e outros objetos de valor deverão ser guardados no cofre no hotel;

- Transportar consigo uma cópia do passaporte

Números úteis:

Polícia – Tel: 452.28.54

Urgência – Tel: 999

 

 

Transportes em Santa Lúcia

Infraestrutura rodoviária  – A condução é feita pela esquerda. Deverá ser prudente nas ruas e estradas, devido ao seu mau estado, pouca sinalização e excesso de velocidade. É aconselhável a utilização de uma viatura "todo o terreno" e fazer um seguro contra todos os riscos. Em caso de acidente deverá aguardar a chegada da polícia.

Existe um serviço regular de minibus barato e rápido que circula na ilha.

 

 

Cuidados de saúde em Santa Lúcia

O equipamento dos hospitais em Santa Lucia é insuficiente, oferecendo atenção sanitária básica. Em caso de doença ou acidente grave será necessário evacuação para outro país

Em caso de acidente com o mergulho, a descompressão está apenas disponível em Guadalupe ou Barbados.

A febre do dengue e o vírus da zika e chikungunya existem no país sobretudo nos meses mais quentes e húmidos; deverá usar repelente.

A percentagem de infetados com o vírus da Sida é elevada.

Deverá consultar o seu médico antes de viajar, sendo aconselhável a realização de um seguro de saúde que cubra todas as despesas médicas, incluindo repatriamento explicitamente a partir da Santa Lucia.

Não há vacinas obrigatórias, mas pode ser exigida a vacina da febre-amarela caso venha de um país da região com risco de contágio.

Números úteis:

Urgência do Hospital Tapion em Castries – Tel: 459.20.00 (hospital privado)

Urgência do Hospital Civil "Victoria hospital" em Castries – Tel: 452.24.21

Serviço de ambulâncias assegurado pelos bombeiros – Tel: 452.23.74 ou 452.23.73

 

 

Informações úteis

A posse ou consumo de droga são severamente punidos por lei.

Deverá fazer as suas próprias malas e não transportar qualquer objeto/pacote de uma outra pessoa na alfândega.

Notas:

Não existe representação diplomática portuguesa em Santa Lucia, sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Bogotá.

Dos países da União Europeia, apenas França e o Reino Unido têm presença em Santa Lucia, pelo que, em caso de emergência consular, poderá também recorrer a estas Embaixadas.

Antes de viajar para o seu destino escolhido, não deixe de consultar as recomendações ao viajante no Portal das Comunidades.

Mais Informao

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao