Férias em Nauru

Nauru

Situada no hemisfério sul, na Oceania, a República de Nauru, como é oficialmente designada, compreende uma área de 21 quilómetros quadrados, sendo o menor país insular do mundo.

Nauru

Para além das atrações habituais de uma ilha, Nauru não tem mais nada para oferecer.

Nauru

 A Baía de Anibare é o lar de muitas das melhores praias de Nauru e um dos locais mais visitados da ilha. O porto de Anibare foi construído em 200 e financiado pelo governo japonês.

Nauru

Os Edifícios governamentais de Nauru, particularmente e Casa do Parlamento, são uma atração notável em Yaren, a capital oficial do país.

A pequena Lagoa Buada situada no coração da ilha é um dos locais mais pitoresco para visitar. Trata-se de uma lagoa de água doce cercada de vegetação densa. Infelizmente, a água aqui e bastante suja e nada propicia nem convidativa a nadar, no entanto, encontrará belos cenários para fotografar.

Como chegar a Nauru:

Nauru

Aeroportos em Destaque:

Aeroporto Internacional: Yaren

Procura e reserva de Voos

 

Onde ficar em Nauru

A oferta hoteleira é bastante escassa em Nauru

Aqui encontra a melhor seleção de alojamento de Férias em Nauru

banner 320x50 pt

 

 

Organize as suas viagens de férias aqui

Para além de algumas informações acerca de cada destino, partilhamos aqui algumas ferramentas que utilizamos para organizar as nossas viagens para que também o possa fazer de forma fácil e rápida, economizando algum tempo e dinheiro.

Desde a simples reserva de Pacotes de Férias, Circuitos Turísticos ou Cruzeiros para aqueles que não gostam de ter muito trabalho no planeamento, até às reservas de  voos, hotéis ou outro tipo de alojamento, aluguer de carro e contratação de seguro de viagem, especialmente para aqueles que gostam realmente de escolher tudo e planear as férias ao pormenor.

Disponibilizamos ainda a possibilidade de reservar antecipadamente alguns passeios turísticos e ingressos para atrações no destino, poupando assim tempo e evitando filas de espera nas principais atrações do destino escolhido para as próximas férias.


travel 2 icon

 

Pacotes de Férias

tracking route icon

 

Circuitos

cruise icon
 

Cruzeiros

Transport Airplane icon
 

Voos

Household Bed icon
 

Hotéis

car icon
 

Aluguer de Carro

colosseum icon
 

Passeios Turísticos

insurance icon
 

Seguro de Viagem

 

 

 

 

Mais informação sobre Nauru

Nauru

Outrora uma Ilha rica em rocha fosfática, Nauru teve como principal atividade económica desde 1907 até 2000 a mineração e exportação de fosfato, até ao completo esgotamento das reservas e à severa degradação do ambiente em virtude da atividade mineira.

Desde 2001, Nauru é economicamente apoiada pelo governo australiano e em troca passou a ser uma espécie de exilio para expatriados políticos da Austrália.

Descoberta em 1798 pelo navegador inglês John Fearn, Nauru foi "colónia" da Alemanha, governada pela Austrália durante a Primeira Guerra Mundial, ocupada pelo Japão durante a Segunda Guerra Mundial e protetorado das Nações Unidas, até à sua independência em 1968.

Nauru é rodeada por recife que fica exposto com a maré baixa e situa-se ao oeste do Oceano Pacífico, ao sul das Ilhas Marshall. A maior parte da população concentra-se no litoral da ilha.

Destaque ainda para a planície central que se eleva até aos 65 metros acima do nível do mar, em Janor. Esta planície cobre aproximadamente 45% do território.

No lado sudoeste da ilha situa-se uma pequena lagoa, a Lagoa Buada.

Devido a sua proximidade com a linha do Equador, o clima de Nauru é equatorial, com temperaturas médias entre os 24º C. e 34ºC. As chuvas são constantes, com as monções a ocorrerem entre os meses de novembro e fevereiro. A disponibilidade de água doce é limitada.

No que respeita à flora, a mesma resume-se a 60 espécies diferentes, nenhuma delas endêmica.

Os longos anos de explotação mineira tiveram sérias repercussões na vida local, afetando consideravelmente a flora e fauna. Não existem mamíferos nativos da ilha, existindo algumas espécies de aves, insetos e moluscos.

Espécies como ratos-do-pacífico foram introduzidas recentemente na ilha, assim como gatos, caés, porcos e galinhas.

A vegetação tropical é frequente sobre o litoral e ao redor da Laguna Buada, mas relativamente ausente no centro da ilha por causa da exploração mineira.

O ambiente marinho, em particular no recife de coral que cerca a ilha, foi degradado pela exploração de fosfato e pela urbanização.

Nauru conta com uma população de pouco mais de e 13000 habitantes, dos quais cerca de 58% são nativos Nauruanos, 28% de outras ilhas do Oceano Pacífico, 8% de chineses e 8% de europeus.

O idioma oficial é o nauruano, contudo, o inglês também é amplamente falado, sendo a língua oficial do comércio e da administração pública.

A religião maioritária é o cristianismo, que se divide em protestantes (66%) e católicos (34%).

 

 

Informações diversas:

Clima: Época de chuvas: Novembro a Fevereiro. Temperaturas médias de 24º C a 34º C.

Línguas: Inglês e Nauru.

Moeda local: Dólar australiano

 

 

Regime de entrada e estada

Regime de Vistos

É necessário visto, bilhete de ida e volta, reserva de alojamento, prova de meios de subsistência. À saída do país deverá ser paga uma taxa de 25 dólares australianos.

 

 

Condições de segurança em Nauru

As condições de segurança em Nauru são consideradas como satisfatórias, no entanto tem-se registado um aumento da pequena delinquência, particularmente nos centros urbanos.

Os visitantes estrangeiros podem ser vítimas de carteiristas e roubos, bem como de assalto a automóveis, designadamente em zonas turísticas, pelo que se aconselha a que sejam tomadas as usuais precauções, especialmente à noite, para evitar a criação de oportunidades neste sentido.

É aconselhável fotocopiar o passaporte e o bilhete de viagem e guardar os originais em lugar seguro, manter sob vigilância as bagagens, não ostentar objetos de elevado valor e grandes quantias de dinheiro.

 

 

Transportes em Nauru

Aeroporto Internacional: Yaren

As ligações aéreas com o exterior são escassas e irregulares pelo que a melhor opção para explorar a ilha é alugando um carro.

 

Cuidados de saúde em Nauru:

A rede sanitária é deficiente. Doenças endémicas: Dengue, febre tifoide, hepatite A. Deverá tomar medidas preventivas. Consulte um médico antes de partir.

É recomendável a subscrição de uma apólice de seguros de viagem e de saúde com cobertura neste território e que inclua a possibilidade de evacuação sanitária.

 

Não existe representação diplomática portuguesa nas Ilhas Nauru, sendo os assuntos deste país acompanhados pela Embaixada de Portugal em Camberra: Suites 8 & 9, Stephen House, 32 Thesiger Court, 2600 Deakin, ACT Camberra, Austrália

- Tel. +61 2 62604970 / +61 2 62605664 / +61 2 62812473

– Fax. +61 2 62814387

- Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Antes de marcar qualquer viagem de férias não deixe de conferir as informações e alertas mais recentes sobre cada país / destino, no Portal das comunidades portuguesas.
COVID-19 - Viagens ao estrangeiro e deslocações e a Portugal

Mantenha-se a par das últimas noticias aqui!

Mais Informao

 

Antes da partida:

1. Verifique se dispõe de passaporte válido. Alguns países exigem um prazo de validade que poderá ir até 6 meses após a conclusão da viagem e outros não aceitam passaportes temporários, se possível deixe a familiares fotocópia do passaporte e do contacto do hotel onde ficará instalado. Verifique também se os seus cartões de crédito/débito são aceites no país de destino;

2. Adquira atempadamente o bilhete e garanta as condições e os meios necessários para a viagem. Assegure-se de que dispõe dos meios suficientes para a sua permanência no país e para regressar, no caso de o seu bilhete de regresso perder a validade;

3. Verifique, junto do seu agente de viagens ou nas Embaixadas e Consulados, se necessita de um visto para entrar no país de destino. Em caso afirmativo, não parta sem obter o visto;

4. Informe-se sobre quaisquer acordos de assistência médica que possam existir com os países do seu destino;

5. Obtenha o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença - CESD, caso se desloque para um país da União Europeia. Informe-se nos serviços ou no site da Segurança Social ou do seu subsistema de saúde;

6. Informe-se, com antecedência, quanto à necessidade de cuidados de saúde especiais (vacinas ou precauções especiais). Aconselha-se a realização de uma Consulta do Viajante (atentos a que alguns países exigem a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela).

Nesta consulta é informado sobre medidas preventivas (ou curativas) a adotar antes, durante e depois da viagem, em função do destino, da viagem e de quem viaja. Esta consulta é extremamente importante para todos os viajantes, em particular para grávidas, crianças, idosos e indivíduos com doenças crónicas.

Esta consulta inclui vacinação ou toma preventiva de medicação contra múltiplas doenças de risco baixo ou inexistente em Portugal, informação sobre higiene individual e cuidados a ter com a água e os alimentos que se ingerem, aconselhamento e prescrição da farmácia do viajante que pode ou deve levar consigo e informação sobre assistência médica e riscos nos destinos para que viaje.

A consulta do viajante deve ser marcada um a dois meses antes da realização da viagem. O paciente deve levar consigo o seu documento de identificação (com número de utente de serviço de saúde), o boletim individual de saúde/vacinas e o certificado internacional de vacinação (caso já tenha).

As consultas do viajante e os centros de vacinação internacional encontram-se disponíveis em todo o país. Pode localizar o mais próximo da sua área de residência no site do Serviço Nacional de Saúde.

Em complemento à informação aqui disponibilizada, recomenda-se a consulta dos portais da União Europeia (UE), com recomendações para quem se prepara para viajar no Espaço Europeu, e da Direção-Geral da Saúde.

7. Faça um seguro de viagem que inclua, preferencialmente, assistência médica, roubo, furto e despesas de repatriação. Verifique as condições contratuais e os dados mais importantes: idade e limites territoriais, notificação de queixas e prazos de validade;

8. Informe algum familiar ou amigo da data de partida e da previsível hora de chegada. Indique o país ou países de destino, moradas e números de telefone de contacto.

9. Se vai viajar para países com condições de segurança precárias, procure obter o máximo de informação possível antes da sua partida e informe a(s) Embaixada(s) e/ou o(s) Consulado(s) de Portugal do país ou países que pretende visitar, da data de inicio da viagem, dos locais onde irá permanecer e dos respectivos contactos telefónicos;

10. Registe-se na aplicação móvel gratuita “Registo Viajante”, disponível para dispositivos Android e IOS, permitindo ser imediatamente localizado e contactado em caso de emergência, como catástrofes naturais, acidentes ou atentados. Pode igualmente registar-se no Formulário Registo Viajante.

 

 

No destino:

1. A fim de evitar o extravio da documentação, é aconselhável o depósito dos originais e dos bilhetes de viagem nos cofres do hotel. É suficiente, na maior parte dos países, a exibição de fotocópia dos documentos, autenticada com selo a óleo do hotel;

2. Qualquer que seja o país de destino, deverá evitar a exibição de joias e objetos de valor. Os pequenos furtos são uma constante e toda a precaução é recomendável;

3. Evite frequentar ruas mal iluminadas de noite e não resista a uma tentativa de roubo violento;

4. Não transporte malas ou embrulhos que não lhe pertençam e mantenha sempre sob vigilância a sua bagagem;

5. Não conduza veículos de outras pessoas através de fronteiras;

6. Recuse e evite qualquer tipo de contacto, manipulação ou consumo de drogas. Poderá enfrentar, consoante a lei de cada país, multas pesadas, longas penas de prisão em condições difíceis, ou mesmo a pena de morte;

7. Nos países muçulmanos e orientais, o viajante irá deparar-se com culturas muito diferentes da ocidental, devendo observar as regulamentações locais relativas ao vestuário e formas de comportamento. O consumo de drogas e de bebidas alcoólicas é geralmente punido com pesadas penas de prisão.

8. Tenha também sempre presente que as suas atitudes poderão beneficiar ou prejudicar a imagem de Portugal.

Nota importante

As presentes informações não têm natureza vinculativa, funcionando apenas como indicações e conselhos, e são suscetíveis de alteração a qualquer momento.

Mais Informao