Férias em Ronda, Espanha

Ronda

Uma das Jóias da Aldaluzia, Ronda é uma pequena cidade literalmente equilibrada à beira de uma escarpa na província de Málaga.

Férias em Ronda - Uma verdadeira jóia da Andaluzia

 

Como chegar a Ronda

Ronda situa-se na Andaluzia em Espanha, a cerca de 133 quilómetros de distância de Sevilha, pelo que a forma mais rápida e prática de aqui chegar será de carro via capital da Andaluzia.

Destino ideal para ficar um ou dois dias para explorar calmamente, Ronda é um excelente local de paragem numa viagem de férias pela Andaluzia, em especial se pretende aproveitar essas férias para conhecer destinos como Málaga, Marbella, Parque natural de la Sierra de Grazalema, Parque Natural Sierra de las Nieves, Cádis, El Puerto de Santa María, Sevillha, ou mesmo Gibraltar.

 

 

 

Onde ficar em Ronda

Apesar de ser uma cidade pequena e algo remota, Ronda conta com uma considerável oferta hoteleira de alojamento para férias, no entanto, tenha sempre em mente que esta cidade andaluz tem uma incrível popularidade e é bastante visitada pelo que, caso pretenda ficar algumas noites em Ronda deverá reservar o seu alojamento com a desvida antecedência.

Quanto aos melhores locais para ficar em Ronda, destaca-se o centro histórico da cidade.

 Ronda

A melhor seleção de Hotéis com desconto e promoções de Férias em Ronda, Espanha

banner 320x50 pt

Pode nunca ter ouvido o nome desta pequena cidade espanhola, mas certamente já viu algumas fotografias de Puente Nuevo, uma estrutura do século XVIII que atravessa o desfiladeiro El Tajo, com 120 metros de profundidade, entre a cidadela e a parte mais nova da cidade. É um dos pontos turísticos mais impressionantes da Espanha e claro, essa localidade é a bela e pequena cidade de Ronda.

Famoso berço de touradas em Espanha, Ronda é uma pequena cidade com uma população de cerca de 36.000 habitantes e que ocupa uma área de 481 km2.

O que diferencia Ronda de muitas outras cidades espanholas é a sua localização no cimo de uma montanha, dramaticamente no topo de um desfiladeiro profundo e com algumas das casas praticamente no limite do penhasco. El Tajo é o desfiladeiro que separa a cidade nova, fundada aproximadamente no século XV, da cidade velha, que data da ocupação moura. Puente Nuevo é uma ponte em pedra que atravessa o desfiladeiro, por onde passa o Rio Guadalevín, e tem um miradouro para desfrutar das vistas panorâmicas

Ronda situa-se na Andaluzia, a cerca de 133 quilómetros ao sudeste de Sevilha e a cerca de 104 quilómetros ao oeste de Málaga. Marbella é um dos resorts turísticos do Mediterrâneo mais próximos de Ronda, a cerca de 63 quilómetros de distância.

 

O que fazer em Ronda

 

As melhores coisas para fazer em Ronda

Dentro do centro histórico ou antiga cidadela, existem muitos vestígios dos 700 anos da ocupação moura de Ronda.

Ronda também é a principal cidade vinícola da Costa del Sol, com mais de 20 adegas vinicolas abertas para visitas na zona rural.

Resumindo, Ronda é mais um daqueles destinos imperdíveis da Andaluzia, um destino com cenários vertiginosos de cortar a respiração, um património histórico e arquitetónico bastante rico, uma atmosfera viva e movimentada mas, ao mesmo tempo, agradável e acolhedora, muitas tradições fortes, não fosse uma cidade espanhola e boa gastronomia local e vinhos.

Deixamos aqui algumas sugestões de locais imperdíveis em Ronda.

 

 

Puente Nuevo

Puente Novo

Entre as imagens mais icónicas de toda a Espanha, Puente Nuevo é a ponte do século XVIII, quese afunda na base do desfiladeiro El Tajo, 120 metros abaixo separando a cidade nova da cidade velha. Puente Nuevo é o principal cartão-de-visita de Ronda e principal motivo que leva a grande maioria dos turistas e visitarem Ronda.

A construção desta imponente ponte começou em 1759 para substituir uma ponte anterior que entrou em colapso na década anterior. Qualquer uma das pontes representou uma tarefa árdua, complicada e demorada que se prolongou por mais de 42 anos a construir e custou a vida a cerca de 50 trabalhadores.

Há uma pequena exposição sobre a ponte e sua construção numa câmara acima do arco principal, um pequeno espaço que foi usado como prisão durante vários séculos.

 

 

 

La Ciudad

La Ciudad

A forma mais prática e adequada de entrar na parte mais antiga da cidade de Ronda é através da Puerta de Almocábar, situada na parte sul da cidade, na Calle Marbella.

As formas em arco a lembrar uma ferradura da Puerta de Almocábar não deixa dúvidas quanto à origem moura da forticicação e desta parte da cidade.

Esta cidadela árabe original de Ronda é o ponto de partida ideal para explorar Ronda, com vários pontos interessantes que retratam bastante bem o passado árabe da cidade.

Um deles é o Alminar de San Sebastián, um minarete dos anos 1200 que foi adaptado como campanário de uma igreja após a reconquista, mas agora está sozinho.

 

 

 

Património e tradição das Touradas em Ronda

Bullfighting Heritage

Após atravessar a Puente Nuevo, entrando na cidade nova, não precisará se esforçar muito para encontrar a neoclássica Plaza de Toros de Ronda, a Plaza de Toros de la Real Maestranza de Caballería de Ronda, construída no final do século XVIII e considerada como um dos locais de nascimento das touradas modernas.

É claro que estamos a falar de um desporto algo controverso que, no entanto, é uma inevitável parte da cultura andaluza. A arena foi fundada pela Cavalaria Real de Ronda, que ainda existe, e há um museu sobre essa instituição numa das áreas da praça de touros, o Museo Taurino De La Real Maestranza De Caballería De Ronda, assim como uma estátua em tamanho real de um touro no exterior da Arena - El Toro.

No Museo Taurino De La Real Maestranza De Caballería De Ronda poderá conferir a exposição sobre a história das touradas.

Fora da cidade fica o Reservatauro Ronda, onde os touros são criados e criados em uma paisagem idílica de prados e azinheiras.

 

 

 

Iglesia de Santa María La Mayor

Iglesia de Santa María La Mayor

Esta igreja envolvente tem uma história longa e complicada.

Como muitos dos templos religiosos de Espanha, era originalmente uma mesquita, e ainda é possível distinguir o mihrab, a parte que indicava a direção de Meca.

A construção começou logo após Ronda se tornar novamente cristã no final do século XV, mas não seria concluída até o século XVII, em parte por causa de um terremoto devastador em 1580. Portanto, é bem patente da arquitetura da igreja, uma mistura de estilos gótico, renascentista e barroco.

Vale a pena conferir ao pormenor as cadeiras de madeira do coral onde se destacam esculturas de santos da época do Renascimento nas costas.

Aqui também irá encontrar os pasos (carros alegóricos com estátuas de madeira) que fazem parte das procissões da Semana Santa de Ronda.

 

 

 

Alameda del Tajo

Alameda del Tajo

A localização de Ronda no topo de um penhasco não deixou muito espaço livre para jardins e espaços verdes, que não abundam. Parques como a Alameda del Tajo são espaços abertos a todos para que seja possível relaxar um pouco num espaço verde em Ronda.

O Parque Alameda del Tajo situa-se logo acima dos penhascos ocidentais de Ronda, e no Mirador de Ronda há uma grande borda pavimentada com vistas impressionantes para a cidade e para o vale nas montanhas da Serra de Grazalema.

Para oeste, destaca-se o fantástico pôr-do-sol, tão romântico quanto qualquer outro que possa imaginar.

 

 

 

Vinicolas de Ronda

Vínicolas

Os vinhos de Ronda estão inseridos na Região Demarcada de Vinhos de Sierras de Málaga. As altas elevações da região proporcionam excelentes condições climatéricas para produção de uma grande variedade de uva, que estão na origem dos premiados vinhos Crianza, Tinto Joven e Blanco Joven. Ronda só foi oficialmente reconhecida como parte desta região vinícola em 2000, mas desde aí está em contante e rápido crescimento.

A rota oficial do vinho de Ronda inclui atualmente 21 vinícolas pelo que, caso pretenda aproveitar o seu tempo de férias em degutação de vinhos, este é cetamente destino para umas férias inesquecíveis.

Algumas Adegas Vinicolas, como Chinchilla, agendam cursos de meio-dia para que você possa obter um conhecimento íntimo do processo de produção e para saber e compreender um pouco melhor os sabores sutis das diferentes castas.

Além de combinar deliciosos vinhos com excelentes tapas, há cenários impressionantes para contemplar, paisagens majestosas de vinhas, muitas delas plantadas a mais de 750 metros de altitude.

 

 

 

Banhos Árabes

Banhos Árabes

Situados no leste de Ronda, os Banhos Àrabes são uma importante parte da herança moura da cidade e considerando a idade do local, é impressionante os estado de preservação do mesmo.

As salas frias, mornas e quentes ainda estão aqui, sob tetos abobadados com aberturas em forma de estrelas.

Aqui poderá compreender melhor como é que era feito o aquecimento das diferentes salas, assim como o complexo sistema que retirava a água do riacho Las Culebreas para o complexo.

Esses banhos ficavam na parte mais pobre da cidade e tinham um papel religioso, pois ficavam ao lado de uma mesquita para que os fiéis pudessem realizar suas abluções aqui.

 

 

 

Palacio de Mondragón

Palacio de Mondragón

Mais um cenário impressionante no topo da falésia, este palácio e jardim de origem moura, datado de 1314 era lar do último governante mouro de Ronda, Hamet el-Zegri, e os monarcas católicos Isabel e Fernando II também fizeram deste palácio seu lar temporário.

Séculos de restauros ocultaram a maioria dos elementos medievais, mas os jardins, com suas sebes baixas, palmeiras e fontes, parecem uma versão em miniatura do Generalife em Granada.

No interior do palácio, destacam-se os tetos com caixotões e os azulejos geométricos originais, e as exposições do museu municipal podem explicar a emocionante história deste edifício e da cidade ao seu redor.

 

 

 

 

Iglesia del Espíritu Santo

Iglesia del Espíritu Santo

Junto à Puerta de Almocábar, na entrada de La Ciudad, situa-se a primeira igreja construída após a reconquista de Ronda aos Mouros.

A construção começou em 1485, no mesmo ano em que os monarcas católicos reivindicaram a cidade, tendo sido concluída 20 anos depois.

Nos primeiros tempos após a reconquista, a prioridade era fortificar Ronda para futuros conflitos com eventuais invasores, daí o facto da igreja ter sido construída nas fortificações e, também ela com caracter defensivo. Além disso, ao contrário de muitas igrejas nessa escala, há um senso de homogeneidade sobre o design. É uma igreja firmemente gótica, com enfeites esparsos, mas muitas histórias fascinantes para contar

 

 

 

Museo Lara

Museo Lara

Recebeu o nome de seu fundador, Juan Antonio Lara Jurado, que claramente investiu muito tempo e dinheiro construindo esse Museu.

O Museu Lara localiza-se no centro histórico de Ronda, dentro da Casa Palácio dos Condes de las Conquistas, do século XVIII. O que desperta mais interesse por parte dos visitantes são as exposições sobre a Santa Inquisição e a bruxaria no andar de baixo.

Como é fácil prever, existem muitos instrumentos de tortura de aparência horrenda e alguns artefatos estranhos relacionados à magia negra.

No andar de cima a coleção é muito mais leve e aleatória, com items como máquinas de escrever vintage, máquinas de costura e até câmeras usadas em filmes mudos do início do século XX.

 

 

 

La Casa del Rey Moro

La Casa del Rey Moro

A Casa do Rei Moro consiste num conjunto monumental com uma história ampla que tem início no século XIV, prolongando-se até ao século XX. É composta por três partes distintas, uma mina de água da época muçulmana, uma casa de estilo neomudéjar e um jardim projetado por Jean Claude Nicolas Forestier declarado bem de interesse cultural em em 1943.

O destaque deste conjunto monumental vai para uma escada de 300 degraus que liga os jardins até o fundo do desfiladeiro. Foi construída em 1300 para permitir o acesso secreto ao rio Guadalevín durante os tempos de cerco.

 

 

Acinipo

Acinipo

Ruinas de uma cidade antiga a 20 quilômetros a noroeste de Ronda, Acinipo ocupa uma área de 32 hectares e, durante o século I, era habitada por 5.000 pessoas

Acinipo recebeu o privilégio imperial de cunhar suas próprias moedas, e a cidade sobreviveu até o século V, quando foi destruída pelos visigodos. Daquilo que resta desta cidade do século I, destaca-se o teatro, cujo terraço se alinha à encosta da colina.

No final da encosta situam-se as ruínas dos banhos de Acinipo, onde são visíveis salas distintas, como o caldarium e o tepidarium.

 

 

Cueva de la Pileta

Cueva de la Pileta

Na região leste da Serra de Grazalema, meia hora ao sul de Ronda, há um conjunto espetacular de cavernas com pinturas pré-históricas nas paredes.

Uma das muitas coisas boas sobre a Cueva de la Pileta é que é uma operação discreta e familiar, apesar da grande importância do que está dentro. Será guiado pelos descendentes de José Bullon Lobato, o homem que descobriu a Cueva de la Pileta, em 1905

A geologia deste sistema é impressionante, mas as pinturas e esculturas paleolíticas que remontam a 20.000 anos são impressionantes.

Eles retratam cavalos, bisões, touros, cabras, veados e peixes, e você também pode distinguir a carbonização criada por fogueiras antigas.

 

 

Sierra de las Nieves

Sierra de las Nieves

Provávelmente irá aventurar-se por estas paisagens de onde pode ver os majestosos penhascos de Ronda.

O posto de turismo da cidade pode fornecer detalhes de várias caminhadas lineares e circulares na zona rural local. A planície que circunda Ronda é uma autêntica colcha de retalhos de campos de cereais, olivais e, claro, vinhedos. Estes são interrompidos por aglomerados de madeira, como castanheiros e carvalhos.

 

 

Costa del Sol

Costa del Sol

Em Ronda são está muito longe da costa do Mediterrâneo para aproveitar um ou vários dias de descanso na praia.

O resort mais próximo é o Puerto Banús, conspicuamente rico, parte de Marbella.

Passar das montanhas selvagens e dos vinhedos bucólicos da Serranía de Ronda, essa fuga elegante para os ultra-ricos, pode ser um choque para o sistema! Há praias com Bandeira Azul ao longo de toda a costa, como El Saladillo, com quase três quilômetros de extensão e xisto fino que, como a maioria das praias da região, é mantido completamente livre de lixo.