Férias em Felgueiras

Felgueiras

Situada no norte do vale do Sousa, na região norte de Portugal, Felgueiras é uma cidade rural discreta que não consta na maioria dos guias turísticos, no entanto, e apesar da oferta de alojamento hoteleiro ser praticamente insignificante, Felgueiras é um local de paragem bastante agradável e interessante.

Onde ficar em Felgueiras

Tal como já referido, alojamento turístico para férias em Felgueiras é algo que ainda não abunda, pelo contrário é bastante limitado pelo que, caso pretenda pernoitar em Felgueiras durante a sua viagem de férias pelo norte de Portugal, reserve o seu alojamento com antecedência.

A melhor seleção de hotéis com desconto e promoções de férias em Felgueiras

banner 320x50 pt

Em alternativa poderá optar por pernoitar em Fafe ou Guimarães, nos arredores de Felgueiras

O que fazer em Felgueiras

Inserida na Rota do Vinho Verde e na Rota do Romântico, não se poderá, à partida afirmar que é um destino sem nada para fazer, antes pelo contrário.

Em Felgueiras poderá passear pelas vinhas e adegas locais e ficar a conhecer todo o processo de produção deste fabuloso vinho que é produzido unicamente na região portuguesa do Minho.

A Rota do Romântico passa a curta distância da cidade onde encontrará incríveis igrejas medievais que praticamente não mudaram nada ao longo de 900 anos.

A acrescentar ainda o facto de Felgueiras ser um centro de excelência em rendas e bordados há mais de um século, e sua indústria ainda está prosperando, ancorada pela Casa do Risco, que ajuda a treinar as pessoas nos bordados finos.

Deixamos aqui algumas das melhores coisas para fazer em Felgueiras:

 

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro

Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro

Fundado no século XI, este foi um dos principais mosteiros beneditinos do norte de Portugal e agora é um Monumento Nacional.

O complexo recebeu uma grande reforma no século XVIII, mas ainda existem alguns fragmentos românicos que estão aqui desde os anos 1000.

Possui cinco arquivoltas agilmente esculpidas, sustentadas por pilares com capitéis esculpidos, todos embaixo de uma janela de rosas.

Dos elementos mais novos, a parte mais cativante é o claustro clássico inacabado, abandonado e encimado por um brasão de armas e balaustrada ao longo do telhado.

 

 

 

Igreja de Santa Maria de Airães

Igreja de Santa Maria de Airães

Outra igreja da Alta Idade Média e outro Monumento Nacional, este exemplo é provavelmente dos anos 1100. Como o Mosteiro de Pombeiro, foi renovada mais tarde, embora as mudanças façam pouco para diminuir a beleza do edifício.

Os primeiros detalhes estão no portal, que possui quatro arquivoltas e capitéis com motivos foliáceos. A nave possui poderosos pilares circulares e, no final dos dois corredores externos, retábulos de madeira dourada. Na capela-mor central há belos saltos e paredes parcialmente cobertas por azulejos estampados.

 

 

 

Villa Romana de Sendim

Villa Romana de Sendim

Em 1992, durante a construção de uma casa foram encontradas fundações romanas e um depósito de cerâmica, vidro, moedas e utensílios metálicos.

As peças recuperadas durante a escavação estão expostas no centro de interpretação da vila e, em alguns casos, os fragmentos de vidro e cerâmica foram cuidadosamente reunidos.

A vila remonta ao século I e tamanho surpreende. O local dispõ de uma cobertura em metal e existe uma passarela para atravessar as ruínas.

 

 

 

Casa das Artes de Felgueiras

Casa das Artes

O grande local de artes cênicas da cidade foi financiado e projetado por António José de Fonseca Moreira, um local de Felgueiras que ficou rico no Brasil na virada do século XX.

Ele voltou e construiu um monumento duradouro para a cidade, inaugurado em 1921, encenando uma peça escrita pelo próprio Moreira na noite de estréia! Embora tenha sido uma comodidade estimada, caiu em ruínas no final do século 20 antes de ser comprada pela cidade e restaurada. No interior existe café, uma sala de congressos onde são realizadas palestras, música ao vivo e exibição de cinema.

 

 

 

Igreja de São Vicente de Sousa

Igreja de São Vicente de Sousa

Mais um monumento nacional em Felgueiras, a Igreja de São Vicente de Sousa remonta também à era medieval.

Tas como outras igrejas é de tamanho modesto, mas possui muitos recursos fascinantes.

Existem duas inscrições medievais nas paredes, uma de 1162 para comemorar um enterro e outra gravada em 1214, a data da dedicação da igreja. Há outro portal românico aqui, mas as pessoas aficionadas por esse design estarão interessadas na maneira incomum de projetar a entrada do corpo da igreja com um pequeno vestíbulo. Também dignos de registo são os cordéis na fachada sul, que sugerem que poderia haver um claustro anexado à igreja num determinado ponto.

As pinturas no teto, as estátuas policromadas e o altar da capela-mor são do século XVI.

 

 

 

Vinho Verde

Vinho Verde

A Rota do Vinho Verde atravessa Felgueiras, na zona rural montanhosa, enfeitada com um verdadeiro mosaico de vinhedos.

Nos arredores de Felgueiras, poderá conhecer a história completa deste vinho jovem, leve e fresco numa visita de degustação na Quinta da Lixa ou na Adega cooperativa agrícola de Felgueiras, que é como um tesouro em termos de vinho e guloseimas feitas localmente como o doce de kiwi.

 

 

 

Vistas locais de Felgueiras

Vistas Locais

Existem outras ótimas atrações para vistar em Felgueiras, uma delas é a Casa de Valmelhorado, construída no início dos anos 1700 num planalto acima do mosteiro de Pombeiro. É uma casa de campo barroca integrada com uma torre fortificada medieval mais antiga.

A Casa de Simães é uma mansão do século XVIII, com casas anexas mais antigas, todas envoltas em muros altos e com o brasão da família onde poderá fazer um passeio pelos jardins, enriquecido com uma fonte e escultura barroca.

 

Rota do Romântico - Igreja De São Mamede De Vila Verde

Rota do Romântico

A arquitetura medieval é tão abundante em Felgueiras que figura na Rota do Românico.

No topo dos três monumentos que já vimos, há um exemplo solene na Igreja do Salvador de Unhão, fundada no século XII e com a nave original intacta.

A outra é a Igreja de São Mamede de Vila Verde, que remonta pelo menos até a década de 1220.

Caso estas atrações da Rota do Romântico apenas despertaram o seu apetite pela arquitetura medieval, siga para Penafiel, Amarante ou Marco de Canaveses para mais.

 

 

 

Amarante

Amarante

Esta bela cidade faz fronteira com o município de Felgueiras e tem história e pontos turísticos em abundância. Muitos dos cenários mais pitorescos situam-se nas margens do rio.

Amarante é atravessada pela fabulosa Ponte de São Gonçalo, que remonta ao tempo dos romanos e cuja estrutura actual tem arquitetura barroca e neoclássica do século XVIII.

A Igreja de São Gonçalo, com sua cúpula de terracota e fachada luxuosa, destaca a ponte lindamente.

Há também um museu de primeira, igrejas mais históricas e uma área para passeeios pela natureza nas margens rochosas do Tâmega.

Mais informação, clique aqui!

 

 

 

Artesanato Tradicional

Artesanato Tradidional

Os habitantes de Felgueiras são famosos pelas mãos hábeis e pela paciência, sendo uma cidade onde há mais bordadeiras do que em qualquer outra cidade do norte.

Se é adepto de rendas, bordados, pontos de cruz e coisas do gênero, não deixe de visitar a Casa do Risco.

Estabelecida num grande edifício do século XIX, situado numa elevação sobre os vales de Sousa e Tâmega, a Casa do Risco tem como objetivo estabelecer o padrão de costura nas áreas e treinar artesãos locais. Existem oficinas, estúdios e exposições regulares para os fãs de bordados.

O fabrico de calçado é outra das atividades significativas da economia de Felgueiras. Para pechinchar algumas peças de calçado, nada como visitar a fonte e visitar várias das dez lojas de fábrica abertas para negócios em Felgueiras.

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda