Passadiços do Paiva, Arouca

Passadiços do Paiva

Localizados no concelho de Arouca, os Passadiços do Paiva são um atração natural imperdível da região norte de Portugal.

Passadiços do Paiva

Em 20 de junho de 2015 iniciou-se a história de sucesso desta espetacular atração natural portuguesa que só nos primeiros dois meses de existência recebeu mais 200 mil visitantes.

Os Passadiços do Paiva, em Arouca, consistem num passadiço de madeira com cerca de 8,7 quilómetros de extensão, construído ao longo da margem esquerda do rio Paiva, na bacia hidrográfica do rio Douro, entre a ponte de Espiunca e a praia fluvial do Areinho, abarcando assim a área conhecida como a Garganta do Paiva, sendo um dos elementos do Geopark Arouca.

Passadiços do Paiva

Percorrer os Passadiços do Paiva é a garantia de um passeio inesquecível de 8 quilómetros rodeados de paisagens de beleza ímpar, num santuário natural, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.

O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau. Uma viagem pela biologia, geologia e arqueologia que ficará, com certeza, no coração, na alma e na mente de qualquer apaixonado pela natureza.

O incrível sucesso dos passadiços sofreu, contudo, um revés em setembro de 2015, altura em que um incêndio florestal na freguesia de Canelas e Espiunca afetou cerca de 600 metros de passadiço, o que levou ao encerramento provisório do mesmo.

Os Passadiços do Paiva reabriram em fevereiro de 2016 com nova escadaria e condições melhoradas. A entrada passou a ser limitada e paga, mas existe, no entanto, um troço com cerca de um quilómetro de livre acesso.

Até ao alto da garganta do Paiva, nasceu nova escadaria, com 150 a 200 metros de altura que eliminou um ponto fraco dos Passadiços do Paiva que era o caminho em terra por um eucaliptal de um quilómetro. A ligação foi encurtada para cerca de 250 metros e volta-se para o rio.

O meio do percurso ganhou casas de banho (pré-fabricadas), na praia fluvial do Vau. A de Espiunca, no início, passou a ter zona de estacionamento para mais de 400 carros, em terrenos agrícolas arrendados.

Em 11 de agosto de 2016, um novo incêndio florestal obrigou o seu encerramento até dia 19 de agosto de 2016, altura em que foram reabertos ao público, ainda que de forma parcial.

A 13 de abril de 2017, foram reabertos e, para o ano de 2017, com um novo parque de estacionamento e contratou mais controladores de entradas.

 

Ponte 516 Arouca

Ponte 516 Arouca

A ponte 516 Arouca é a maior ponte pedonal suspensa do mundo e está localizada em Arouca, no território UNESCO Arouca Geopark.

A ponte foi batizada «Arouca 516» devido aos seus 516 metros de extensão. Com uma elevação de 175 metros a Ponte 516 Arouca faz a ligação entre as margens do Rio Paiva.

Ao atravessar a ponte, para além de sensações únicas, terá uma vista deslumbrante sobre a Garganta do Paiva e a Cascata das Aguieiras.

Arouca

O território Arouca Geopark, é reconhecido pela UNESCO como Património Geológico da Humanidade.

 

plain BLUE   bed 2   Rental Cars   Seguro de Viagem

Voos Baratos

 

Reserva de Hotel

 

Aluguer de Carro

 

Seguro de Viagem

 
Promoções
 
 
 
 

money-icon

Como poupar nas férias
 
  Iberica360
Voos Baratos
Busca de Voos
flightradar
 
  Paper-Money-icon
Conversor de Moeda