Panteão Nacional de Santa Engrácia - Lisboa

Panteão Nacional de Santa Engracia

Criado por Decreto de 26 de setembro de 1836, o Panteão Nacional destina-se a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram por serviços prestados ao País, no exercício de altos cargos públicos, altos serviços militares, na expansão da cultura portuguesa, na criação literária, científica e artística ou na defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação da pessoa humana e da causa da liberdade.

Panteão Nacional

O branco reluzente Panteão Nacional, tem suas raízes no século 17, mas só foi finalmente concluído em 1966. Construído segundo um projeto do mestre-artesão barroco João Antunes, em Lisboa, é uma cópia da São Pedro de Roma, com um exterior de colunatas altamente complexo coberto com uma cúpula central. Suba seis lances de escada até o topo para vistas incomparáveis sobre a cidade e do Rio Tejo.

Panteão Nacional

Dentro da igreja fica uma profusão de piso em mosaico altamente padronizado, reluzente mármore branco adornado com dourados, e memoriais cenotáfios para Vasco da Gama e Henrique, o Navegador. O grande órgão barroco do século 18 foi transferido da Catedral da Sé em 1940, e nomes famosos enterrados na nave incluem uma sequência de estadistas portugueses e a reverenciada fadista Amália Rodrigues.

Excursões, ingressos, atividades e coisas para fazer em Lisboa

Excursões de helicóptero em Lisboa

Passeios em balão em Lisboa

Cruzeiros, iatismo e excursões aquáticas em Lisboa

Excursões culturais e temáticas desde Lisboa

Espetáculos, concertos e desporto em Lisboa